sábado, novembro 18, 2006

A Vida Difícil da Oposição



A gestão dos pequenos favores adquire uma importância tão grande em tempo de oposição que até resulta na queda de uma coligação na maior autarquia de Lisboa. Se Marques Mendes estivesse o governo tudo seria fácil, haveria uma imensidão de cargos para pagar as suas contas, mas na oposição o líder do PSD tem que se socorrer dos pequenos tachos proporcionados pelas autarquias para pagar às suas tropas, tal como os exércitos medievais se desmoronavam quando o príncipe não dispunha de meios para pagar o soldo, também o PSD entra em crise quando faltam lugares no Estado para manter felizes os seus "oficiais de carreira".

Marques Mendes não hesitou em lançar a crise numa autarquia onde nem sequer é eleitor para colocar um amigo no lugar de um adversário num pequeno tacho proporcionado pelas mudanças na Baixa de Lisboa. Que se danem Lisboa e os seus munícipes, para Marques Mendes a gestão da capital antes de servir a cidade e os seus cidadãos deve estar ao seu próprio serviço.

Quem deve ter gostado deste incidente foi o autarca de Oeiras, Isaltino Morais, que em tempos acusou Marques Mendes de lhe ter pedido favores, esta crise na CML mostrou que o líder do PSD usa os cargos do Estado para gerir o seu poder interno no partido. A este propósito vale a pena reproduzir uma acusação que Isaltino dirigiu na ocasião a Marques Mendes:
«Isaltino Morais foi ontem à SIC-Notícias fazer graves acusações ao presidente do PSD, Luís Marques Mendes. O candidato à Câmara de Oeiras afirmou ter sido pressionado enquanto ministro das Obras Públicas do Governo de Durão Barroso pelo então ministro dos Assuntos Parlamentares, Marques Mendes, para que colocasse um amigo seu na presidência da Águas de Portugal. Instado a dizer a quem se referia, Isaltino garantiu tratar-se de um administrador que não tinha "competência" para presidente daquela empresa e que era neste momento vice-presidente do PSD.» [Diário de Notícias 2005/05/20 Link]

Umas no Cravo e Outras Tantas na Ferradura

FOTO JUMENTO

Quiosque do Príncipe Real, Lisboa

IMAGEM DO DIA

[Issei Kato / Reuters]

«Mujer de goma. La rusa Vera Sessina durante una competición del Mundial de Gimnasia Rítmica en Ise, Japón.» [20 Minutos Link]

AQUELE OLHAR (n.º 6)

JUMENTO DO DIA


Obrigadinho Teixeira dos Santos

Teixeira dos Santos, ministro das Finanças, gastou dinheiros públicos para mandar fazer um estudo comparativo dos salários no Estado e no sector privado, algo que qualquer leigo deste país conhece. Feito o estudo, que concluiu por aquilo que toda a gente sabe, o ministro leu-o e mandou que o mesmo fosse escondido de olhares públicos, soubemos agora que procedeu assim porque lhe merecia críticas metodológicas.

Isto é, Portugal tem um ministro das Finanças tão paternalista que acha que quando ele tem dúvidas ou críticas metodológicas os portugueses, que em média têm um QI pouco elevado e são mais dados a saber da vida da Estrelinha, devem ser poupados à leituras dos estudos. Resta saber se o ministro também esconde um projecto de OGE se este merecer críticas metodológicas. Por exemplo, o facto de a eliminação das Scut não ter sido referida no OGE, levando a que houvesse um buraco financeiro não mereceria uma das suas críticas metodológicas.

Era bom que o ministro das Finanças não visse os portugueses como uns mentecaptos incapazes de distinguir um estudo bem feito de um estudo com erros, ou como uns tolos influenciáveis que mudassem de atitude em relação às políticas governamentais só porque o estudo era incómodo para as posições do ministro.

Este tipo de paternalismo combina mais com autoritarismo do que com democracia, ajusta-se mais a políticas duvidosas do que a políticas adoptadas com convicção. Lamenta-se que o ministro não perceba isto.

O ELOGIO DE CAVACO A SÓCRATES

Cavaco Silva ganhou três eleições, duas eleições legislativas com maioria absoluta e uma eleição presidencial na primeira volta, isto é, de eleições sabe o Presidente da República, da mesma forma que é reconhecido como um bom economista. Portanto, Cavaco Silva está em condições de prever a evolução política do país, até porque já conhece suficientemente bem José Sócrates para perceber que o primeiro-ministro não vai cair em santanices, não dando grandes oportunidades a um Marques Mendes que ainda não sabe muito bem como deve fazer oposição.

Sem pretender acusar Cavaco Silva de cinismo, estou convencido de que quererá voltar a ganhar a Mário Soares ficando na história como um presidente construtivo, a leitura que faço da sua entrevista à SIC é que ontem disse aos portugueses quem iria ganhar as próximas legislativas. Aliás, mesmo que Sócrates enfrentasse grandes dificuldades, coisa que as sondagens desmentem, Cavaco fez uma aposta inequívoca em Sócrates, remetendo a oposição e, em particular, Marques Mendes para um segundo plano, Cavaco nem se lembrou do líder do PSD.

A CARGA DA BRIGADA LIGEIRA

Os sindicatos, o PCP e as suas estruturas da juventude podem negar a existência de estratégias de luta política, que ultrapassam em muito aquilo que se espera dos sindicatos e que visam o enfraquecimento político para dessa forma atingir resultados para os sindicatos, pela fragilização da capacidade negocial do PCP, e para o PCP, que pouco dado a eleições prefere a instabilidade política na esperança de assim fazer a sociedade marcar passo com as suas teses políticas.

Mas é óbvio que quase todas as acções associadas às lutas sindicais denunciam a existência de da estrutura política, basta reler as intervenções de Jerónimo de Sousa, começando pela da Festa do vante para se perceber que a linha ortodoxa que hoje tem o partido na mão iria aproveitar todas as medidas governamentais para aquecer o ambiente político.

Primeiro, as grandes manifestações, depois as “esperas” a Sócrates e agora as manifestações dos estudantes de algumas escolas, coincidência ou não, estas últimas parece a carga da brigada ligeira.

O QUE SE PASSA NA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

Ao que parece a crise política que se instalou na CML não resulta de divergências entre o PSD e o PP em torno de um projecto para a cidade, ou com quaisquer problemas de gestão relacionados com a cidade, o verniz quebrou-se devido a nomeações para altos cargos e, pior ainda, começa a ser evidente que as escolhas para esses cargos são feitas à margem da autarquia e decididas pelo líder do PSD.

Pode parecer normal mas não é, quando alguém que nada tem que ver com a gestão de uma autarquia decide sobre nomeações de pessoas não está a pensar nos interesses dos munícipes, está a usar os cargos da CML para premiar ou favorecer amigos, para gerir o seu próprio poder pessoal.

Tratando-se do líder do PSD isso é grave, é mesmo muito grave.

AMBIGUIDADES DE CONVENIÊNCIA

António Vitorino critica a posição do PSD em relação ao diferendo com a RA da Madeira em torno da Lei das Finanças Regionais:

«Esta iniciativa legislativa do Governo português, articulada com a aplicação de mecanismos legais atinentes ao desvio da Região Autónoma da Madeira quanto aos limites do endividamento consentidos pelo Estado, deu origem a uma confrontação política entre o governo regional e o Governo da República. Para além das questões de estilo muito peculiares do presidente do governo regional e do ruído de fundo logo chamado à colação do independentismo, percebe-se o mal estar das autoridades regionais. As novas regras, associadas a uma mudança das condições de acesso aos fundos europeus, fruto do patamar de rendimento alcançado pelo inegável progresso económico da Madeira, vão exigir uma mudança de lógica da governação e até de estilo, tendo em vista criar um novo ambiente económico e político para a região. É compreensível que quem viveu durante 30 anos com base no paradigma anterior e nele construiu a base do seu poder pessoal e do seu sucesso político reaja ao novo mundo que aí vem.O que já é mais difícil de aceitar (ou de compreender sequer) é a reacção do líder do PSD nacional. Com efeito, o que se pedia ao líder do maior partido da oposição era que respondesse com clareza a duas questões simples: concorda com o governo regional da Madeira em que não houve infracção ao disposto na lei sobre limites de endividamento? Admite, por razões de equidade, a diferenciação positiva postulada pela Lei das Finanças Regionais em relação aos Açores?» [Diário de Notícias Link]

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Afixe-se.»

A GRANDE CHARADA

O Congresso do PS serviu de ponto de partida para esta crónica de Baptista Bastos:

«Há algo de inquietante e de amargo a extrair das conclusões do Congresso do PS. O que costumava honrar e ornar de orgulho a "casa socialista" era, entre outros desígnios de luta e doutrina, o apoio ao sindicalismo. Todos sabemos muitíssimo bem a que corresponde a UGT, com que objectivos foi criada, e de que avultados fundos dispôs. No entanto, sempre se esperava que os actuais dirigentes do PS enfeitassem de rosas as moderadas diligências sindicais. Nem isso. Proença, o imortal Proença, choramingou uns não sei quantos queixumes sobre o que considerou serem "desconsiderações" aos sindicatos. Naturalmente, Sócrates já dissera o que havia a dizer: manifestem-se para aí à vontade, protestem, contestem, molestem com greves, mas a verdade é que só eu [ele, bem entendido] quero, posso e mando. Proença aplaudira.» [Jornal de Negócios Link]

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Afixe-se.»

ALGUÉM FALOU EM SIMPLEX?

Um ano para começar a receber uma pensão de sangue:

«Um ano após a morte do primeiro-sargento Roma Pereira, a mulher e a filha menor ainda não recebem a pensão de sangue. Graça Tatá, viúva do comando vítima de uma explosão quando procedia a uma patrulha nos arredores de Cabul, no Afeganistão, confirmou ao CM que “só na passada semana” recebeu uma carta do Ministério da Defesa a informar, para breve, o inicio do pagamento da pensão.» [Correio da Manhã Link]

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Dê-se conhecimento ao ministro da Defesa.»

A FENPROF NÃO INSTRUMENTALIZOU OS ALUNOS

Foi uma "mera coincidência":

«A Federação Nacional de Professores (Fenprof) negou “categoricamente ter instrumentalizado" os estudantes do ensino secundário para realizarem uma manifestação na quinta-feira, precisamente no dia em que abriu o processo suplementar de negociação do Estatuto da Carreira Docente com o Governo.» [Correio da Manhã Link]

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se à Fenprof se já está a planear mais coincidências»

ARREDONDAMENTOS DOS JUROS

O bancos vão ter que pagar retroactivamente os juros?

«Fonte governamental garantiu ao CM que, uma vez que o decreto-lei se aplica aos contratos presentes e futuros e que foi elaborada tendo por base uma directiva comunitária que considera os arredondamentos como uma prática abusiva, os bancos terão de devolver os valores cobrados. Para isso, os clientes terão de recorrer aos tribunais para que lhes seja reconhecido esse direito (ao abrigo da legislação comunitária).» [Correio da Manhã Link]

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Informe-se a banca que as directivas mesmo quando não transpostas para a legislação nacional aplicam-se quanto aos direitos que geram, e que ficamos à espera de que recorra ao Tribunl de Justiça Europeu para ver o resultado.»

O ESTUDO QUE O MINISTRO NÃO QUER QUE SE CONHEÇA

Ministro não divulga estudo que mostram que os funcionários públicos ganham menos do que ganharia se trabalhassem no sector privado porque merece críticas metodológicas:

«Os funcionários públicos auferem, em média, salários mais baixos do que receberiam se estivessem a trabalhar em empresas do sector privado. Esta é uma conclusão transversal a todo o estudo realizado pela consultora internacional Capgemini, por encomenda do Ministério das Finanças. Desde o lugar de topo na administração, director--geral, aos cargos menos qualificados, o resultado da comparação é quase sempre o mesmo: o Estado enquanto patrão paga menos do que as empresas.» [Diário de Notícias Link]

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se ao ministro se faria as mesmas críticas metodológicas se as conclusões fossem diferentes.»

HIPOCRISIA

Os bispos portugueses consideram a procriação assistida uma forma de infidelidade:

«Os métodos permitidos pela lei da procriação medicamente assistida (PMA) "constituem uma infidelidade, ainda que consentida" e, além disso, "não resolvem a infertilidade do casal". A afirmação foi expressa numa nota pastoral dedicada a este tema, emitida ontem pela Conferência Episcopal Portuguesa (CEP).» [Diário de Notícias Link]

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sugira-se aos padres que falem do que percebem, o que não é o caso das matérias que se relacionam com a sexualidade.»

É MARQUES MENDES QUE FAZ NOMEAÇÕES

Para os altos cargos da CM de Lisboa?

«Marques Mendes pode estar na origem do fim da "estabilidade" política na Câmara Municipal de Lisboa. A ideia é lançada por Pedro Portugal Gaspar que garante, ao Jornal de Negócios, que "Carmona Rodrigues" o informou, terça-feira, que o seu nome tinha sido alvo de "veto partidário" para o conselho de administração da Sociedade de Reabilitação Urbana (SRU) da Baixa-Chiado.» [Jornal de Notícias Link]

«Um dos episódios centrais da ruptura da coligação relaciona-se com a nomeação do conselho de administração da Sociedade de Reabilitação Urbana (SRU) da Baixa Pombalina. Carmona Rodrigues convidou para um dos três lugares o antigo chefe da bancada social-democrata na Assembleia Municipal de Lisboa, Pedro Portugal Gaspar. E poucos dias depois retirou-lhe abruptamente o convite. Portugal Gaspar garante que o autarca o fez por pressão do líder do partido, Marques Mendes, que interferiu por ele estar ligado à facção rival de Luís Filipe Menezes, que apoiou em congresso. Além disso, o ex-líder da bancada integrou a lista derrotada nas últimas eleições para a distrital de Lisboa do PSD, que foram vencidas por Paula Teixeira da Cruz, presidente da assembleia municipal e até aí vice-presidente de Marques Mendes.» [Público Link]

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se a Marques Mendes qual o mandato que lhe dá poderes para fazer escolhas para cargos na CML.»

A CULPA MORREU SOLTEIRA

No caso da menina atropelada na Avenida de Ceuta, em Lisboa

«O processo-crime relativo ao atropelamento mortal da Rafela Carina Bogas, a menina de oito anos atropelada por um táxi na Avenida de Ceuta, em Lisboa, frente ao Bairro do Cabrinha, a 29 de Abril deste ano, foi arquivado pelo Ministério Público (MP), por falta de provas.» [Portugal Diário Link]

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se ao magistrado se acha que a culpa foi da criança que atravessou a passadeira com o sinal verde para peões.»

O ELOGIO DE CAVACO

A Sócrates:

«O Presidente da República fez, ontem, praticamente durante uma hora, um exercício de elogio e de apoio às reformas que o Governo socialista de José Sócrates está a levar a efeito, subscrevendo, sem hesitações, as medidas que mais controvérsia têm levantado. "Nós estamos a fazer [as reformas] na direcção que é necessário fazer", chegou a dizer Cavaco Silva, como que assumindo também como suas as políticas do executivo socialista. Deu o seu beneplácito à Lei das Finanças Regionais, que o PSD tem contestado vivamente, e também, ao contrário dos sociais-democratas, vê a economia e as finanças no rumo certo: "Os indicadores gerais vão no sentido positivo." » [Público Link]

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Dê-se uma palmadinhas nas costas no coitado do Marques Mendes.»

PROBLEMAS NO PSD-PORTO

Para não ficarem atrás do que se passa na CML:

«Uma semana depois das críticas à gestão de Rui Rio na Câmara do Porto, o líder da concelhia do PSD-Porto, o deputado Pedro Duarte, apresentou ontem a sua demissão do cargo e com ele todos os membros que integravam a actual comissão política. A demissão em bloco foi anunciada ao princípio da noite de ontem, num plenário de militantes que decorria ainda à hora do fecho desta edição, e no qual a comissão política assume colectivamente que, na origem da renúncia, esteve a controvérsia política que se gerou após a entrevista que Pedro Duarte deu ao Jornal de Notícias.» [Público Link]

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Dê-se conhecimento a Marques Mendes.»

ESCUTURA: LEWIS TARDY [Link]

AS 10 INVENÇÕES MAIS ESTRANHAS [Link]

A imagem corresponde a uma patente registada nos EUA e refere-se a uma máquina que visa ajudar os nascimentos recorrendo à força centrífuga.

DE PEIXE A DINOSSAURO EM 4.000.000 DE ANOS

REVOLTANTE [Link]

O que os japoneses fazem aos golfinhos.

ZUNE ARTS [Link]

Uma página onde podemos ver as animações de promoção do Zune, o novo leitor da Microsoft.

NIKO NEURWIRTH [Link]

NADIA WICKER [Link]

LARA SWIFT [Link]

PRZEMYSLAW NIECHIAL [Link]

COMO SABER SE O MICRO-ONDAS TE FUGAS

Basta usar o telemóvel:

«La prueba del móvil consiste en introducir tu móvil encendido en el microondas, cerrar la puerta e intentar llamar (todo esto con el microondas apagado, por supuesto ). Si llamas a tu móvil y el teléfono suena, es que hay algún tipo de escape que permite que las ondas electromagnéticas lleguen al móvil, con lo cual mal rollito. Si por el contario el móvil aparece sin cobertura es que el aislamiento es correcto.» [Link]

O PRIMEIRO SERVIDOR DO GOOGLE [Link]

PORTISMO

DANIFICAR A CAMISOLA E O CLUBE

Via Vizinho.

I PARK LIKE AN IDIOT [Link]

WWF

[2][3][4]

AMERICAN DIABETES ASSOCIATION

[2]

THE SALVATION ARMY

[2][3]