sexta-feira, agosto 02, 2013

No que deu o complexo de inferioridade

O pessoal dessas universidades cujos diplomas têm desconto em cartão do Continente tem um certo fascínio pelas vedetas dos MBA. Dantes haviam economistas e gestores de empresas, depois apareceram os MBA que muito graças ao prestígio de um curso da Nova e a uma turma de ouro dessa universidade.
 
Os MBA tornaram-se vedetas nacionais e alguns símbolos de sucesso de alguns dos alunos da Nova tornaram os alunos do MBA verdadeiras vedetas da economia, falam do que sabem e principalmente do que não sabem, reduziram a economia e a política económica a golpes de magia financeira.
 
Não deve ser fácil a alguém com um curso modesto de uma dessas universidades onde as primeiras cadeiras de economia são futebol de salão I e futebol de salão II conviver com a sua pequenez intelectual. Não é fácil e depressa se tornam vítimas do fascínio por essa palavras em inglês que Cavaco, num momento de desespero, disse nada percber.
 
Imaginem o vistaço que um qualquer tigre de um dos bancos na moda faria a teorizar sobre swaps ao lado de iletrados como o Relvas ou o Passos Coelho., O resultado foi o que se viu, o governo é uma montra de tigres do MBA, quase todos eles com currículo em feitiçaria financeiras.
 
Passos Coelho está a pagar caro o fascínio que esta gente lhe despertava, cada cavadela uma minhoca e não há secretário de Estado que tenha usado serviços bancários para além de levantamento no Multibanco que não tenha as cuecas machadas com essa caca dos swaps. É de tal forma que um deles, aliás, uma deles até já chegou a ministra. E chegou a ministraporque sabia muito de política económica? Não, porque parece ter jeito para vender dívida soberana a fundos especulativos. Imaginem de onde vem este jeitinho para o negócio.
 

Enfim, se o governo do Santana Lopes foi um flope é caso para dizer que o de Passos foi um swap que lhe deu.
blog comments powered by Disqus