quinta-feira, julho 29, 2021

BABOSEIRAS ORÇAMENTAIS

Rui Rio foi recebido pelo Presidente da República na ronda de audição dos partidos a propósito do OE 2022. Não sabemos se falou de OE ou se preferiu discutir o tempo com o Presidente da República. Mas terminada a audiência teve direito ao seu momento de fama, concentrando a atenção dos jornalistas de serviço em Belém. 

Ficámos a saber o que pensa Rui Rio do principal instrumento de política económica e um dos poucos que é alvo de um debate sério no parlamento, porque a sua aprovação é competência do parlamento. 

Rui Rio disse o que defendia em matéria de política orçamental aproveitou para defender o seu projeto económico e dizer o que pensa nesta matéria? Não, começo por assumir que é uma carta fora do baralho, explicou a sua aritmética e concluiu que o PS não contava com ele, como se alguma vez ele tivesse sido confiável. 

É triste e mesmo deprimente ver um líder do PSD fazer sucessivas intervenções que não passam da vulgar baboseira.

domingo, julho 25, 2021

OBRIGADO PÁ

 


Não, não vou vomitar sobre o gajo rasca que sonha subir na vida à custa de dizer patetices, não vou falar das muitas lágrimas de crocodilo dos que o ignoraram e desprezaram quando ele mais precisou, nem vou discutir se o comunicado do PCP é ou não uma obra prima do cinismo.

Vou dizer apenas “Obrigado pá”.


segunda-feira, julho 19, 2021

SERÁ PATETA?

 Questionado por jornalistas que o questionaram depois de o terem aapnhado a 190 km/h numa estrada nacional e a 200 km/h numa auto-estrada, o ministro fez dois comentários que, no mínimo, são patéticos. Como home corajoso começou logo por assegurar que não era ele o condutor e que não se tinha apercebido. A sugestão é óbvia, que o maroto do motorista gosta de andart a duzentos à hora e aproveita quando ele está distraído ou a dormitar para se armar em Fittipaldi.

Quanto à forma pouca digna como atira um desgraçado que ganha miseravelmente para a fogueira, nem sequer merece qualquer comentário. Mas, talvez pior do que isso, é ver um senhor com aquele ar de quem sabe voa, fazer de todos nós uns palermas.

quarta-feira, julho 14, 2021

PARA QUE SERVIRÁ A CONSTITUIÇÃO SEGUNDO MARCELO?

 Imaginemos que um juiz sabe que vai condenar um arguido a uma pena de prisão, mesmo sabendo que o arguido não cometeu o crime e estando certo que depois do recurso o preso será colocado em liberdade. 

Questionado por uma jornalista da RTP 3 o juiz disse estar contente já que mesmo que o inocente esteja em liberdade, a verdade é que o seu acórdão teve efeitos práticos, ficou preso tal como ele gostaria de ver. 

Foi este o caso que me veio à cabeça ao ouvir os comentários do Presidente da República a propósito do acórdão do Tribunal Constitucional a propósito dos apoios sociais que promulgou apesar de violarem a lei em matéria de despesas públicas. 

Aquele que jurou prometer a Constituição parece considera uma vitória uma lei inconstitucional ter tido os seus efeitos práticos apesar do acórdão do Tribunal Constitucional. Enfim, é a melhor justificação jurídica que já ouvi para defender um golpe de estado, os fins justificam os meios.

domingo, julho 11, 2021

PELOURINHOS

Às vezes fico com a impressão de que a nossa justiça recuperou os pelourinhos como forma de castigo público daqueles que os magistrados consideram, desconfiam ou tiveram um palpite de que terão cometido algum crime. Uma justiça que até 194 não teve qualquer credibilidade e que desde então nunca conseguiu ter grande imagem, tenta agora exibir-se perante a opinião pública, levando ao pelourinho personalidades caídas em desgraça. 

Com jornalistas, humoristas e políticos a ignorar de forma oportunista o princípio da presunção da inocência, os nossos magistrados levam personalidade que o povo odeia depois de um longo período de bajulação, para sessões de exorcismo coletivo, em pelourinhos instalados na rua, junto dos gabinetes dos juízes de instrução. 

Pouco importa se as vítimas da ida ao pelourinho vão ser ilibados um ou dois anos depois, ou que as acusações venham a ser reduzidas a quase nada, há que matar as saudades do povo dos espetáculos das fogueiras e dos suplícios no pelourinho. Arranjam-se umas acusações com base em palpites, depois de um trabalho de investigação em bases de dados conduzida por um qualquer manga de alpaca e levam-se as novas “bruxas de Salem” ao juiz de instrução. 

Pouco importa a Constituição ou que um dos principais papeis dos juízes de instrução seja defender dos cidadãos dois abusos dos investigadores policiais, agora os juízes de instrução são justiceiros famosos e como disse um advogado carimbam o que lhes diz o MP. Pior, estamos num tempo em que alguns juízes de instrução fazem eles próprios de mandantes do pelourinho. 

Os que devem à banca que se cuidem, porque se as bases de dados tiverem informação que com palpites criativos podem ser transformados em acusações carimbáveis, vão parar ao pelourinho. Antes disso, o espetáculo tem de ser montado como deve ser e terão de ser mantidos detidos e expostos ao povo, com fugas de informação a informar a população do libelo acusatório que justifica o suplício. 

A nossa justiça está com tanta vontade de fazer justiça que primeiro tortura e condena e só depois vai ver se acertou nos palpites a que agora designam por “fortes indícios”.

quinta-feira, julho 01, 2021

RIO SECO

 Só mesmo o Rui Rio iria ao registo automóvel verificar se uma viatura usada por um membro do Governo consta do mesmo. O que preocupava o líder do PSD, que o ministro tinha recorrido ao contrabando e depois recorreu a uma matrícula roubada? Qu o ministro se dedicasse ao roubo de viaturas de luxo para depois as usar em funções oficiais. Bem, já tivemos um caso de uma inspetora da PJ que encomendava viaturas de luxo através de car jacking. 

É óbvio que a ideia não foi de Rui Rio, até porque o homem não tem muitas ideias. Um qualquer pateta do seu partido fez a descoberta e fez chegar a informação a Rui Rio. É aqui que entra a patetice do líder do PSD, achando que havia ali um grande escândalo convoca os jornalistas para contar-lhes o que descobriu. 

Enfim, este Rio é cada vez mais um Rio Seco.

 



A TVI arrisca-se a ser a primeira estação de TV a ganhar um Nobel da Medicina, descobriu que além de glóbulos o sangue tem genes ideológicos e que filho de comunistas tem sangue comunista. Foi preciso chegar a 2021 e o contributo da inteligência da jornalista da TVI para que aos grupos sanguíneos A, B, AB e O seja acrescentado o PCP. 

Agora, esta esperar que a ciência apure quais são os grupos sanguíneos de gente como Rui Rio, André Ventura e muitas aventesmas que andam na política portuguesas, para além dos muitos filhos da dita. 

Portugal está a sofrer de um processo de estupidificação cada vez mais acentuado, com gente de parcos recursos intelectuais a injetar estupidez a toda a hora, através dos canais de televisão.


PS: vou ter de ir ao teste, a minha mãe era uma perigosa comunista que conviveu muito com a mãe do Medina. Começo a achar que tenho sangue de qualidade questionável.