domingo, agosto 30, 2015

Semanada

Não sei porquê, sempre que vejo essa personagem estranha que é o Rangel sinto uma estranha sensação de rejeição. Além disso é um político eu me irrita por causa da sua mania de que é um ser superiormente inteligente, o que o leva a que de vez em quando apareça na política com ideias nova. Foi o que sucedeu quando interveio em auxílio do governo sugerindo a criação de uma agência estatal para facilitar a saída dos jovens. Agora reapareceu para exibir a cabeça de Sócrates com um grande sucesso de um MP dirigido por Passos Coelho. Quer num caso, quer no outro este Rangel deixou a boca fugir para a verdade.
  
A ministra incompetente da Administração Interna foi ao parlamento dizer que não existia qualquer estatuto da PSP ou da GNR, o que irritou polícias, GNR e Passos Coelho. Recebeu ordens para negociar rapidamente um estatuto, reunindo com alguns sindicatos aos quais só não prometeu uma praia na Messejana porque o pessoal da PSP ambicionava outras praias para dar as suas banhocas. E conseguiram-no, a ministra deu-lhes o que exigiram e o que não lhes passou pela cabeça exigir. Agora e com receio de manifestações aprovaram o estatuto à pressa e de um dia para o outro a PSP é uma espécie de pequena burguesia do Estado.
  
Só Deus saberá o que pretende Durão Barroso ao dar o dito por não dito a parecer em Castelo de Vide a explicar a crise do euro explicando-a com a crise do Lehman Brothers. Será um sinal de que pretende namorar a esquerda denunciando uma possível candidatura presidencial, estaria com os copos ou veio a público concordar com a tese do seu patrão Ricardo Salgado?
  
Quem também passou por Castelo de Vide para dizer baboseiras aos pirralhos do PSD foi a Maria Luís, o país ficou a saber que esta senhora a quem não se conseguem ouvir grandes intervenções que denunciem conhecimento, decidiu opinar sobre o programa do PS sem o ter lido.



blog comments powered by Disqus