sábado, abril 07, 2007

O jogo da democracia


Tal como um jogo de futebol tem 90 minutos, o jogo da democracia tem quatro anos, durante esses quatro anos cabe ao Governo governar bem e à oposição provar que tem melhores propostas, melhores soluções alternativas e melhores protagonistas. Tal como no futebol há equipas que iniciam o campeonato sabendo que não podem candidatas ao título a não ser que suceda alguma desgraça ao adversário, o que às vezes sucede, da mesma forma acontece na democracia e no caso da democracia portuguesa já aconteceu algumas vezes.

Mas a regra desejável, no futebol como na democracia, é que ganhe o que joga melhor, sem golpes baixos, sem a ajuda da arbitragem, sem dinheiro por fora e sem jogadas fora das regras. Para a equipa que sabe que não tem condições para ganhar resta fazer o melhor que pode para se preparar par o próximo campeonato, pode optar por apostar numa equipa jovem ou, na falta de recursos para convencer os mais jovens, comprar jogadores que por estarem um pouco gastos ficam mais baratos, são jogadores que aprenderam a substituir a criatividade pela manha, a força pela jogada matreira. As duas soluços têm dado resultados, ainda que quem aposta numa equipa velha pouco mais pode ambicionar do que o sucesso numa temporada.

Também na democracia as equipas que perderam o último campeonato podem optar por aproveitar o campeonato para rodar novos jogadores criando condições para ganhar o próximo ou, como fazem as equipas de futebol mal geridas ou sem recursos, apostar na matreirice de jogadores velhos, pouco criativos e cheios de lesões.

Normalmente uma equipa não consegue repetir o sucesso por muitas épocas, ao fim de vários campeonatos ganhos as equipas vencedoras não se renovam, os jogadores tornam-se vaidosos e pouco aplicados, mais tarde ou mais cedo são humilhados e uma equipa vencedora que é incapaz de saber mudar de estratégia ou de se renovar acaba derrotada, durante algum tempo ainda resiste recorrendo aos mais diversos truques, mas acaba por perder.

Tal como na democracia também no futebol há ciclos de grandes equipas que deixam a sua marca na história do desporto e ciclos baixos onde as equipas ganhadoras não fica na memória, as suas vitorias devem-se mais à ausência de adversário do que à qualidades dos seus jogadores.Como são semelhantes o futebol e a democracia em Portugal…

Umas no cravo e outras tantas na ferradura

FOTO JUMENTO

Janela da Ribeira, Porto

IMAGEM DO DIA

[Stewart Cook - AP/IFAW]

«A sealer clubs a seal in St. Lawrence, Canada.» [Washington Post Link]

JUMENTO DO DIA


Privatizar a RTP?

Percebe-se agora todo o empenho de Pinto Balsemão a Marques Mendes, quer no plano partidário quer nos seus jornais e televisões, a proposta do PSD de privatizar a RTP é a factura colocada pelo militante n.º 1 ao presidente do PSD. Como de costume Marques Mendes revela uma grande falta de memória, só isso justifica que proponha agora a privatização da RTP, solução que nunca protagonizou enquanto foi membro do governo.

O desespero político de Marques Mendes que o leva a tudo, desde propor descidas extemporâneas de impostos à venda da RTP.

SERIA INTERESSANTE

Que cada engenheiro, jornalista ou político que emite opiniões sobre o novo aeroporto ou sobre outras questões técnicas fosse questionado sobre as suas habilitações para falar do tema, pode ser que esta venha a ser uma consequência da polémica levantada em torno da licenciatura de José Sócrates.

O CARTAZ DOS GATOS FEDORENTOS

A decisão da CML de retirar o outdoor dos gatos Fedorentos não me merece qualquer comentário, é uma decisão que está ao nível dos actuais dirigentes da pobre autarquia da capital, é uma decisão ridícula.

A verdade é que a direita é solidária com a extrema-direita, tudo o resto é conversa e perda de tempo.

CARTAZ E CARTAZ

«Há um senhor emproado que ousou dar a cara por essa ignorância e maldade. Há dias, ao DN, ele até disse que um imigrante só poderia ser português ao fim de cinco gerações. Isto é, ele expulsaria el-rei D. Duarte, D. Pedro, o infante D. Henrique, D. João e o Infante Santo, filhos da imigrante D. Filipa de Lancas- ter... Boa viagem, Ínclita Geração!» [Diário de Notícias Link]

Parecer:

O editorial do DN desmonta o cartaz da extrema-direita.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Afixe-se.»

CAVACO PREOCUPADO COM LICENCIATURA DE SÓCRATES

«O Presidente da República reuniu-se esta semana, discretamente, com os seus colaboradores mais próximos para preparar as eventuais ondas de choque do caso Universidade Independente e a polémica em torno da licenciatura do primeiro- -ministro, José Sócrates. Segundo fonte de Belém, Cavaco Silva está muito preocupado com as consequências deste caso que, a avolumar-se, precisará de uma resposta política, com controlo de danos.» [Diário de Notícias Link]

Parecer:

O mais notável desta notícia é a supostas discrição da reunião de Cavaco Silva já que a mesma foi notícia em toda a comunicação social que até invoca fontes de Belém. O que seria se não houvesse discrição?

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sugira-se a Cavaco que fique tranquilo.»

PS: Afinal não houve reunião discreta:

«Uma fonte da Presidência da República negou à agência Lusa que Cavaco Silva se tivesse reunido com colaboradores para preparar uma resposta em caso de «danos colaterais» provocados pela polémica em torno da licenciatura de José Sócrates.» [Portugal Diário Link]

"COINCIDÊNCIA" INOPORTUNA

«O novo reitor da Universidade Independente (UnI), Jorge Roberto, trabalha na Caixa Geral de Depósitos (CGD) há 25 anos e, desde há alguns meses, na direcção de comunicação. Este é precisamente o pelouro de Armando Vara, indicado pelo Executivo para a administração do banco do Estado e licenciado em Relações Internacionais pela UnI.» [Diário de Notícias Link]

Parecer:

O mínimo que se pode dizer é que esta UnI tem uma influência muito superior à qualidade do seu ensino.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se a Vara quais as recomendações que fez ao seu subordinado.»

DURÃO NÃO QUER REFERENDO AO TRATADO CONSTITUCIONAL

«A realização de um referendo em Portugal ao futuro Tratado europeu está longe de adquirida. O assunto está em discussão no Governo, que acompanha a par e passo os trabalhos preparatórios, tendo em vista o processo negocial do documento que sucederá ao Tratado Constitucional e onde ganha corpo a ideia de realizar o mínimo possível de referendos.» [Expresso assinantes Link]

Parecer:

Eu também não sou favorável à sua realização mas depois de saber da vontade de Durão quase mudo de opinião.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sugira-se a Barroso que não se meta nos assuntos internos do país.»

AUMENTA A CONFUSÃO EM TORNO DA LICENCIATURA DE SÓCRATES

«Quatro colegas de curso de José Sócrates na Universidade Independente identificados pelo Expresso garantem só ter visto o primeiro-ministro nos exames das quatro cadeiras finais da Licenciatura, todos eles realizados pelo mesmo docente, António José Morais. “Chegava dez minutos depois da hora, sentava-se no fundo da sala, isolado pelo professor. Saía sempre antes da hora marcada para terminar o exame”, disse um dos estudantes, cujo depoimento foi confirmado por outro colega.

Estas declarações - feitas sob anonimato - contrariam os testemunhos até agora publicados de Carlos Gomes Pereira e Alberto dos Santos, também eles alunos daquela turma da Independente.

O Expresso obteve uma lista de nove alunos que compunham a turma frequentada pelo primeiro-ministro (Alberto dos Santos, António Campelo, Jorge Marques, José Veiga, Luís Lopez, Nuno Quelhas, Paulo Matias, Vítor Santos e Vítor Roque). Contactámos cinco deles. Curiosamente, nenhum dos alunos que agora prestou depoimentos ao Expresso se recorda de Carlos Gomes Pereira, que, aliás, nem sequer figura nesta lista. Gomes Pereira, que se intitula ‘engenheiro técnico’, foi o primeiro a prestar declarações públicas sobre o assunto, logo após a polémica em redor da licenciatura do primeiro-ministro, lançada pelo ‘Público’. Entrevistado, primeiro pelo ‘Correio da Manhã’ e depois pelo Expresso, Gomes Pereira garantia lembrar-se ‘‘de Sócrates lá estar, apesar de eu não ter sido muito assíduo. Naturalmente, tínhamos aulas juntos e fizemos exames juntos’’.» [Expresso assinantes Link]

Parecer:

Desta vez Sócrates enganou-se, a estratégia do silêncio não deu resultado.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sugira-se a Sócrates que nos esclareça de uma vez por todas, antes que o assunto chegue ao Carnaval.»

UMA VERGONHA NA CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA

«Entretanto, há credores que se cansaram de esperar. Uma empresa que vende máquinas para limpeza de peças foi na semana passada às oficinas camarárias levantar aqueles equipamentos. As razões já se tornaram um hábito no município da capital: falta de pagamento. O director-geral da Codisa, Fernando Nogueira, escusou-se a dar pormenores sobre a situação, por não querer “comentar na praça públicas as relações com os clientes”.

Se a chegada de colaboradores daquela empresa às oficinas camarárias, situadas nos Olivais, provocou perplexidade entre os trabalhadores, já noutro ponto da cidade, perto da Serafina, a presença de elementos de outro fornecedor, em idêntica acção de resgate, deu mesmo azo a equívocos. “Pensámos que se tratava de um roubo”, disse ao Expresso uma funcionária da autarquia. Contudo, estava simplesmente a descrever o momento em que estranhos irromperam pelas casas de banho do Parque do Calhau e de lá retiraram caixas assépticas. Identificados os forasteiros e explicada a razão da visita, desfizeram-se os equívocos.» [Expresso assinantes Link]

Parecer:

Isto sucede numa autarquia gerida pelo mesmo PSD que tanto critica o atraso nos pagamentos do Estado cujo presidente anunciou há poucos dias que ia encomendar um estudo sobre a localização do novo aeroporto de Lisboa, estudo que só servirá para enviar para a comunicação social em poio da estratégia política de Marques Mendes pois a CML não tem competências neste domínio.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Solicite-se comentário público a Marques Mendes, o "padrinho" de Carmona Rodrigues.»

ASSALTO ROCAMBOLESCO

«Aumentam os pormenores sobre o insólito assalto protagonizado por um português nos Estados Unidos, mas a história não fica mais verosímil, apenas se torna mais cinematográfica. Afinal, a paralisação a que foi sujeita parte de Miami Beach careceria de razão de ser. O homem que, pelo telefone, terá ameaçado matar reféns estaria em... Mangualde.

Primeiro acto: De Casal Vasco, Fornos de Algodres, saiu Paulo Almeida. No dia 27 de Março, o beirão, de 45 anos, entrou numa dependência do Commercial Bank of Florida com a cara à mostra, desarmado. Esforçou-se por estabelecer um contacto telefónico entre uma funcionária e um "amigo". Na versão do FBI, ao telefone, alguém terá dito em inglês: "Sua cabra estúpida, não sabes que é um assalto? Estou a ver tudo o que tu fazes." Paulo, que não fala inglês, sentou-se no sofá do lobby. À espera.Durante seis horas a fio, a polícia procurou o misterioso homem, que terá telefonado umas dez vezes e até ameaçado matar reféns caso não libertassem Paulo. O trânsito nas ruas adjacentes foi fechado, diversos edifícios foram evacuados. Segundo acto: Franck A. Rubino, o célebre advogado que representou Manuel Noriega, o líder do Panamá capturado pelos Estados Unidos em 1989, é contratado para defender Paulo. Sustenta que o cliente veio de férias e a pedido de um amigo deslocou-se ao banco para levantar uns documentos. Só tinha de encontrar uma funcionária chamada Linda e de a pôr em contacto com o amigo. Ele explicar-lhe-ia que documentos eram.» [Público assinantes Link]

Parecer:

Só a um patrício lembraria uma destas.

DEPOIS DE CASA ROUBADA TRANCAS À PORTA

«O ministro do Ensino Superior, Mariano Gago, anunciou ontem ter solicitado à inspecção-geral que proceda ao "esclarecimento cabal dos procedimentos de emissão de diplomas" na Universidade Independente (UnI) e do "apuramento e comunicação da informação estatística". A tutela pretende ainda saber quais os "procedimentos de equivalência para prosseguimento de estudos". Objectivo: "Dissipar a inaceitável suspeição generalizada que foi lançada". O comunicado foi emitido no dia em que surgiram mais dúvidas sobre o processo de conclusão da licenciatura do primeiro-ministro na UnI. Na edição de ontem do PÚBLICO noticiava-se que um estudo efectuado pelo Observatório da Ciência e do Ensino Superior, a partir das respostas das instituições, revelava que em 1996 não houve nenhum aluno diplomado em Engenharia Civil pela UnI. Dado que contraria outros documentos que indicam que José Sócrates concluiu o curso em Setembro de 2006.» [Público assinantes Link]

Parecer:

Esta posição do ministro Mariano Gago cheira a inabilidade, para além de ser tomada com atraso peca por visar apenas ma universidade privada, como se tudo estivesse bem nos outros negócios universitários onde cada aluno não passa de mais um cliente bem-vindo.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Mande-se um raspanete o ministro.»

GLOBALIZAÇÃO GERA INJUSTIÇA NOS PAÍSES DESENVOLVIDOS

«O Fundo Monetário Internacional (FMI) reconheceu, pela primeira vez, que o processo de globalização e, em particular, o aumento da mão-de-obra disponível na economia mundial estão a acentuar a desigualdade na distribuição de rendimentos nos países mais ricos e a provocar contenção salarial.Num estudo integrado no relatório mundial de Primavera agora publicado, a entidade sedeada em Washington calcula que, durante os últimos 25 anos, a força de trabalho que compete nos mercados internacionais mais do que quadruplicou, com a maior parte da subida a registar-se já depois de 1990. A abertura das economias asiáticas e do Leste europeu ao exterior foram o principal motor deste aumento de mão-de-obra disponível e que é, na sua maioria, pouco qualificada.» [Público assinantes Link]

Parecer:

Depois de ter ouvido os argumentos do ministro da Economia e favor do investimento em Portugal nao esperava outra coisa.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Dê-se conhecimento ao ministro do Trabalho.»

CHRIS JORDAN: RUNNING THE NUMBERS [Link]

Algumas estatísticas dos EUA em imagens.

FOTOLEY [Link]

DAVID LEBECK [Link]

SAMIGUY101 [Link]

JONPAUL DOUGLASS [Link]

WIKISKI [Link]

Para conhecer melhor o espaço.

COLGATE ADVANCED WITHENING

AXN

[2][3]

sexta-feira, abril 06, 2007

Como derrubar Sócrates?


É este o drama do PSD e, em particular, de Marques Mendes e passados dois anos parece que Sócrates está para o PSD como as bactérias multiresistentes estão para a saúde, o homem não só resiste como ainda por cima vai içando mais forte. Desta vez a estratégia da direita está a falhar, disseram que Sócrates era gay e ele ganhou com maioria absoluta, fizeram pactos e ele subiu, apoiaram as manifestações da CGTP e ele voltou a subir, propuseram uma redução de impostos e ele resistiu e se a professora primária do primeiro-ministro ainda estivesse no activo iriam descobrir que Sócrates tinha faltado ao exame da quarta classe e quase aposto que o primeiro-ministro voltaria a subir.

Sócrates comporta-se como uma bactéria multiresistente não só resiste aos mais variados venenos como ainda por cima parece alimentar-se deles. Nesta história da licenciatura o PSD parece ter percebido isso pois depois de começar por dizer que ia questionar Sócrates no Parlamento já há notícias de que vai deixar cair o assunto, o que se compreende, com tanto deputado e autarca ainda iriam descobrir que algum deles tinha concluído a licenciatura nalguma universidade de Bissau.

O drama de Marques Mendes é que Sócrates tem anticorpos para todos os seus venenos, a Ota foi escolhida pelo PSD, o aumento de impostos de Sócrates seguiu-se a um outro decido pró Durão Barroso, Sócrates teve tanto sucesso na engenharia como Marques Mendes conseguiu na advocacia e o reforço do combate à corrupção, a última bandeira de Marques Mendes, pode dar cabo do telhado do PSD pois é feito do mais fino cristal.

Dois anos depois de um Santana Lopes ter andado a exibir as chagas e a prometer a ressurreição temos um a Marques Mendes que transformou a seu percurso numa Via Sacra, de vez em quando para numa estação e vai rezando as suas pragas, umas vezes reza para que a Ota não se concretize, outras apelas aos deuses para que baixem os impostos. A verdade é que ao fim de dois anos Marques Mendes ainda não conseguiu beliscar Sócrates.

Umas no cravo e outras tantas na ferradura

FOTO JUMENTO

Igreja de São Nicolau, Lisboa

IMAGEM DO DIA

[Joerg Mitter - Reuters]

«Alejandro Maclean of Spain (L), Kirby Chambliss of the U.S. (C) and Nigel Lamb of Britain fly next to buildings in Abu Dhabi. The first stage of the "Red Bull Air Race World Series" will be held on Friday. » [Washington Post Link]

JUMENTO DO DIA


Campanha negra?

O ministro dos Assuntos Parlamentares decidiu chamar campanha negra às dúvidas colocadas sobre o currículo universitário de José Sócrates, equiparando-a de forma subtil a outras insinuações de que o primeiro-ministro foi alvo ainda durante a campanha eleitoral. Só que o ministro não deve ter percebido a diferença entre boatos e insinuações com dúvidas legítimas suscitadas pelos documentos que suportam a licenciatura de Sócrates. Não quero alinhar em campanhas negras pelo que me fico por uma dúvida: porque motivo um estudante a quem falta menos de meia dúzia de cadeiras opta por se transferir de uma escola com um curso reconhecido para uma outra cuja licenciatura não é reconhecida pela Ordem dos Engenheiros?

Digamos que o ministro reage a uma campanha negra com um argumento obscuro.

A PRIMEIRA LIÇÃO QUE SÓCRATES APRENDEU

Com a história da sua licenciatura Sócrates aprendeu que é vulnerável à comunicação social e que nem sempre é ele a ditar as regras do relacionamento entre o poder e os jornalistas, até porque neste momento há uma imensidão de blogues que não obedecem a qualquer director nem recebem telefonema dos assessores governamentais.

Mas Sócrates só percebeu metade da lição ainda anda armado em teimoso remetendo para meados da próxima semana uma posição sobre o seu canudo, não se sabe bem se ainda carece de elementos para falar ou se espera que a opinião pública ave o assunto nalguma cerimónia de lava-pés nestes dias de Semana Santa. E percebeu apenas metade da lição porque ainda não entendeu que pior do que ter um canudo pouco que eu não admitiria num concurso de admissão de licenciados em economia é deixar-se cair no ridículo e a verdade é que esta questão mais do que atingir a sua credibilidade política transforma-o em assunto de anedota.

E como se viu com a Terça-Feira Gorda de Cavaco Silva nenhum político resiste a ser transformado em anedota. Os portugueses mesmo sujeitos a tanta medida antipática persistem em não perder o bom humor.

UMA PERGUNTA A CAVACO SILVA

Enquanto «candidato a Presidente da República Cavaco Silva não se cansou de invocar a sua experiência enquanto economista á que foi ministro das Finanças e durante muitos anos primeiro-ministro. Assim sendo faz sentido perguntar a Cavaco Qual a sua opinião enquanto economista acerca da proposta do PSD de reduzir os impostos.

AS PRESSÕES DE UMA LICENCIATURA

«Graças a um artigo publicado no Expresso, no sábado passado, o atribulado currículo académico do primeiro-ministro transformou-se também num caso de liberdade de imprensa. Depois das inexplicáveis "falhas" de uma misteriosa licenciatura, ficou-se a saber que, ao longo das últimas semanas, os assessores do primeiro-ministro (quando não o próprio investido da sua superior autoridade) têm acompanhado ao milímetro o trabalho das redacções, tentando esforçadamente acabar com aquilo que o ministro Santos Silva considera o "jornalismo de sarjeta". Pelo que se percebe, a reportagem do PÚBLICO, que dava conta das "falhas" que mancham as habilitações universitárias do aluno José Sócrates, foi precedida e acompanhada por sucessivos telefonemas do gabinete do primeiro-ministro, recheados de avisos e de conselhos e de uma ou outra ameaça. Ricardo Costa, director da SIC-Notícias, confirma que a redacção da SIC foi gentilmente alertada, pelo gabinete do eng. Sócrates, para a infundada notícia que o PÚBLICO preparava. E para que não se pense que este é um caso isolado que obrigou a procedimentos excepcionais, o mesmo Ricardo Costa conta que, um dia, a propósito de umas férias sumptuosas do primeiro-ministro, este lhe falou "furibundo" com a intromissão da estação de televisão na sua esfera privada. » [Público Link]

Parecer:

Constança Cunha e Sá escreve sobre as pressões do Governo sobre a comunicação social.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Afixe-se.»

ALTURA DE FAZER AINDA MAIS PERGUNTAS

«Tudo o que estará mal neste processo pode ser da exclusiva responsabilidade da Independente. José Sócrates pode estar a ser vítima não de um ataque calunioso, como diz, mas da opção errada que fez ao escolher aquela escola. Disso e das imprecisões na nota biográfica que colocou no Portal do Governo. Quem nada tem a esconder tudo pode explicar, nomeadamente: por que motivo trocou o ISEL, uma escola pública prestigiada, pela Independente, para terminar a sua licenciatura? Por que motivo consta do seu processo uma nota manuscrita numa folha com o timbre da Secretaria de Estado do Ambiente e dirigida ao reitor da UnI? Por que começou por se autodesignar engenheiro e, depois, passou a licenciado em Engenharia Civil? Por que mantém no site a indicação de que fez uma pós-graduação em Engenharia Sanitária na Escola Nacional de Saúde Pública, pós-graduação que nunca existiu, depois de o próprio ter dito ao PÚBLICO que apenas frequentou nessa escola um curso para engenheiros municipais? Por que enviou para a SIC uma nota com o seu currículo académico onde não consta essa pós-graduação, mas antes um MBA em Gestão pelo ISCTE, do qual ainda ontem não se dava conta no Portal do Governo?» [Público Link]

Parecer:

O editorial do Público coloca as dúvidas a que Sócrates deveria responder.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Afixe-se mas com uma pergunta o Público: se os Estatutos da PT tivesse sido desbliNdados com o voto da CGD o jornal teria tratado o tema?»

"DESMONTADA" A MELHOR IMAGEM DO ANO

«Era domingo. O condutor e duas das mulheres são irmãos, chamam--se Maroun e vivem numa rua próxima. Outra mulher é vizinha. Segundo explicaram à revista cultural, não estavam a fazer "turismo de guerra", como sugere a imagem, mas apenas a ver os estragos, para avisarem os parentes. As personagens dizem que a viatura foi fotografada de forma a parecer mais luxuosa. Trata-se de um mini Cooper, que o condutor pediu emprestado à namorada para, acompanhado pelas irmãs, constatar se havia estragos na sua casa. As testemunhas afirmam ser de classe média.» [Diário de Notícias Link]

Parecer:

Em qualquer dos casos a imagem mostra um contrate entre duas realidades, vale mais pelo que faz pensar do que pelo que mostra e isso foi conseguido pelo enquadramento obtido pelo fotógrafo.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Mantenha o prémio para a melhor imagem de 2006.»

TRIBUNAL CONSTITUCIONAL 1 - 0 PS

«Os juízes do Tribunal Constitucional furaram ontem o entendimento forjado dentro do PS para a eleição do vice-presidente do colectivo. Entre os socialistas havia a intenção de conseguir a eleição do penalista Rui Pereira - ex-director-geral do SIS e ex-coordenador da Unidade de Missão para a Reforma do Código Penal. Só que no voto secreto "interpares" entre o colectivo de 13 juízes do TC a escolha foi outra: escolheram Gil Galvão, também afecto ao PS, mas que já está no tribunal há alguns anos.» [Diário de Notícias Link]

Parecer:

Seria bom que os partidos respeitassem a separação de poderes e não tentassem cozinhar soluções para um órgão como o Tribunal Constitucional.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Elogie-se a atitude dos magistrados.»

TRAPALHADA DO MINISTRO DAS OBRAS PÚBLICAS

«O ministro das Obras Públicas e dos Transportes, Mário Lino, desdobrou-se, ontem, em telefonemas a autarcas da Área Metropolitana do Porto para acalmar a crise provocada por um documento do seu ministério sobre o futuro do metro do Porto. Numa carta enviada, anteontem, à Junta Metropolitana do Porto (JMP), o Governo aponta 2009 como o ano de arranque das obras da segunda fase da empreitada. Porém, ontem, depois de a informação ter sido tornada pública, Mário Lino emitiu um comunicado em que a considerava "falsa". Na prática, o ministro desmentiu o teor de um documento feito pelo seu próprio ministério.» [Jornal de Notícias Link]

Parecer:

Digamos que o ministro achou que duas guerras em simultâneo eram demais para ele.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sugira-se ao ministro que tenha mais cuidado com o que escreve ou que não escreva aquilo que não vai manter.»

LICENCIATURA DE SÓCRATES: CADA CAVADELA UMA MINHOCA?

«A justificação dada ontem ao PÚBLICO pelo Ministério do Ensino Superior para explicar por que razão, em 1996, não surge no relatório do Observatório para a Ciência e Ensino Superior (OCES) qualquer licenciado no curso de Engenharia Civil da UnI, que José Sócrates afirma ter concluído nesse ano, é contrariada pelos próprios dados desse estudo.

O Ministério do Ensino Superior alegara que tal se devia ao facto de o relatório Diplomados (1993-2002) não contabilizar os alunos licenciados que haviam sido transferidos de outros estabelecimentos de ensino: ou seja, de acordo com esta explicação, apenas seriam indicados os alunos que haviam iniciado e concluído os seus cursos no mesmo estabelecimento de ensino.» [Público Link]

Parecer:

Enquanto Sócrates vai gerindo o silêncio a sua licenciatura suscita cada vez mais dúvidas.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sugira-se a Sócrates que mantenha o silêncio, talvez venha a ser um excelente argumento para os carros alegóricos do próximo Carnaval.»

MARINHEIROS BRITÂNICOS ERAM ESPIÕES

«El capitán de los marines británicos apresados en Irán , Chris Air, admitió a la cadena Sky News que su misión era recabar datos sobre los iraníes para los servicios de inteligencia de su país.

Según la página web de la cadena , estas revelaciones fueron conocidas por el medio cinco días antes del apresamiento de los militares, pero no han sido desveladas hasta ahora para proteger su integridad.» [20 Minutos Link]

«Los marinos británicos capturados por Teherán estaban en aguas iraníes para "recopilar información" sobre Irán, dijo uno de los liberados a la cadena británica de noticias Sky News cinco días antes de ser descubiertos. Un equipo de la televisión patrulló junto al capitán Chris Air y los marinos por aguas iraquíes cinco días antes de que fueran detenidos por Irán. Según fuentes de la cadena, no se ha hecho público este reportaje antes para no poner en peligro la vida de los 12 marinos. Reino Unido siempre ha asegurado durante la crisis que los marinos se encontraban en aguas territoriales iraquíes, donde sus barcos registran regularmente a los mercantes en cumplimiento de la resolución 1.723 de la ONU, y con el visto bueno del Gobierno de Irak.» [El Pais Link]

DEZ MARAVILHAS AMEAÇADAS PELA MUDANÇA CLIMÁTICA

«Diez de los espacios naturales mas extraordinarios del mundo podrían desaparecer si el cambio climático continúa como hasta ahora, según el informe de la organización ecologista WWF/Adena 'Salvemos las maravillas naturales amenazadas por el cambio climático', en el que informa de cómo los devastadores impactos del cambio climático están dañando los mejores espacios naturales del mundo.

Estas 10 regiones son: la Gran barrera de Coral y otros arrecifes coralinos; el Desierto de Chihuahua en México y EE UU; el Caribe con las tortugas carey; el bosque tropical de Valdivia; los manglares de Sundarbans en la India, hábitat del tigre de Bengala; el tramo alto del río Yangtzé, en China; la Amazonía; el Mar de Bering, donde abundan los salmones silvestres; los glaciares del Himalaya, amenazados por el deshielo; los bosques costeros y la ecorregión marina de África oriental.» [El Pais Link]

AO QUE O FISCO CHEGOU

«O simulador do Fisco (www.e-financas.gov.pt) está a dar informações erradas aos contribuintes que pretendem entregar as suas declarações de IRS via internet. Segundo apurou o Correio da Manhã junto da Administração Fiscal, o problema afecta os contribuintes que têm rendimentos entre os 55 mil e os 60 mil euros e em relação aos quais deveria ser aplicada uma taxa de IRS de 40 por cento.» [Correio da Manhã Link]

Parecer:

Aposto que esta notícia não foi passada para a comunicação social pelo dr. Macedo ou pelo dr. Amaral Tomaz como símbolo da modernização do fisco.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «»

IMAGENS DA PREPARAÇÃO DE UM VAIVÉM ESPACIAL PARA UMA MISSÃO [Link]

SURF EM ONDAS GIGANTES NO TAHITI

JOSE A GALEGO [Link]

TOMASZ BARTLER [Link]

MARTINA CROSS [Link]

DOUG BOSTROM [Link]

ALGUNS DOS "MELHORES" CARROS DO MUNDO [Link]

A EFICÁCIA DE UMA CAMPAINHA

INFORMAÇÃO AO PÚBLICO

PIROPOS EM ESPANHA

MICHAEL STICH STIFTUNG

[2][3]

FOUNDATION NICOLAS HULOT

[2][3]

MARATONA DE CALGARY

[2][3][4]