quarta-feira, agosto 27, 2014

Umas no cravo e outras na ferradura



   Foto Jumento


 photo _mertola_zps09e6f109.jpg

Mértola
  
 Jumento do dia
    
Abreu Bilhim, presidente da CRESAP

Em relação aos concursos que acompanhei teria adivinhado quem seriam os dirigentes ainda antes da abertura do concurso, o que diz muito sobre a natureza destes concursos inúteis.

«A Provedoria de Justiça censurou a comissão criada pelo Governo para selecionar altos dirigentes na função pública, acusando mesmo de usar critérios “arbitrários” e “conceitos indeterminados” nos concursos.

Depois de receber e analisar “diversas queixas” contra as práticas adotadas pela Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública (CRESAP) na escolha de dirigentes para cargos de topo da função pública, a Provedoria de Justiça considerou que “não existe fundamento para [a CRESAP] recusar o acesso aos documentos” solicitados pelos concorrentes queixosos e enviou um parecer àquele organismo onde solicita que sejam feitas algumas alterações ao regulamento e aos procedimentos atualmente aplicados.» [Observador]

 Imagens do grande líder

   photo bola_zps1509ed52.jpg

O grande líder dando toques na bola

 Demasiado tarde?

 photo Tarde_zps8f26428c.jpg

A pergunta é o título de uma notícia do Expresso e quem a lê fica a pensar que a orientação editorial do Expresso e dos órgãos de comunicação social do grupo Impresa nunca se sentiu confortável com as políticas de austeridade. Mas não este não é o grupo de Paulo Ferreira, Francisco Pinto Balsemão, Marques Mendes e muitos outros activos militantes da mesma política que criticam implicitamente no título deste artigo, atirando as culpas das suas opções para o presidente do BCE?

      
 E sanções à Grã-Bretanha?
   
«O assassino de negro por trás do jornalista americano que ia ser degolado foi identificado como um jovem londrino. Já se sabia há muito que a guerra síria atraiu centenas de muçulmanos de segunda geração, sobretudo britânicos, franceses e belgas. Abdel Bary, de 23 anos, o tal da cara escondida e faca estendida, foi um discípulo do pregador radical Anjem Choudary. Era em Londres que Choudary, além das tresloucadas ideias místicas que destilava com o direito inalienável que as tolices vagas devem ter, também ensinava o que se segue: "Todas as mulheres, muçulmanas ou não, devem usar uma burca", "quem beber álcool deve levar 40 chibatadas em público"..., - discursos de ódio que levaram ao pescoço de James Foley. E é assim que a Europa, há década e meia amedrontada com o perigo do radicalismo islâmico a vir, acordou com a triste compensação de também ela exportar tarados. Foi no Iraque que o londrino Bary degolou e os seus compatriotas, que vieram para a jihad, prostituem as camponesas que não são da seita. Se a Grã-Bretanha não se soube defender de dentro, tem a obrigação de não corromper o mundo com as suas facilidades. Qualquer jihadista voltando à Inglaterra é sujeito a um inquérito ligeiro, após o que pode viajar para onde quiser sem dizer água vai às autoridades. Por exemplo, ir visitar Anjem Choudary à casa mimosa em que vive, em Ilford, no Nordeste de Londres com a sua família e as ideias de sempre.» [DN]
   
Autor:

Ferreira Fernandes.

      
 PSP multa para comprar carros novos
   
«O Governo reservou quase dois milhões de euros arrecadados com as multas a automobilistas para a compra de novas viaturas destinadas à PSP e à GNR. O investimento previsto para aquele fim e que era para 2013 e 2014 de 14 milhões de euros passa assim para 16 milhões.

A reserva das verbas, em parte canalizadas para a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANS) e a partir dela depois distribuídas, foi formalizada num despacho do Ministério da Administração Interna recentemente publicado em Diário da República. A tutela justifica a decisão com “o reforço do combate à sinistralidade rodoviária e à reorganização em curso nas forças de segurança”. E especifica que “as verbas destinam-se à aquisição de viaturas pela GNR e pela PSP”. O montante é dividido em partes iguais para cada polícia.» [Público]
   
Parecer:

Um dia multará para melhorar as mordomias no comando.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Lamente-se.»

   
   
 photo Olga-Martzoukou-4_zps07cfd1e1.jpg

 photo Olga-Martzoukou-2_zps27b9c282.jpg

 photo Olga-Martzoukou-5_zps8812fd21.jpg

 photo Olga-Martzoukou-1_zps994c51b9.jpg

 photo Olga-Martzoukou-3_zps6a91dd93.jpg
  
blog comments powered by Disqus