segunda-feira, fevereiro 08, 2010

Umas no cravo e outras tantas na ferradura

IMAGEM JUMENTO

Goraz ou Garça-nocturna (Nycticorax nycticorax) no Jardim Gulbenkian

IMAGENS DOS VISITANTES D'O JUMENTO

Fortes se São Julião da Barra e do Bugio , Oeiras (Foto de A Cabral)

IMAGEM DA SEMANA

[Daniel Aguilar/Reuters]

«FLOODED DIRECTION: A policeman directed traffic in a flooded street during rains in Mexico City on Thursday. Torrential rain from several different weather systems have created chaos and brought damage to several Mexican states, government services said.» [The Wall Street Journal]

JUMENTO DO DIA

Francisco Louçã, promotor do candidato Manuel Alegre

Começa a ser evidente a estratégia cínica subjacente ao apoio de Francisco Louçã à candidatura de Manuel Alegre, depois da manifestação deste apoio o coordenador do bloco da extrema-esquerda intensificou os ataques e as alianças com a direita, um verdadeiro "compromisso histórico" à portuguesa. o objectivo é claro, despertar a aversão do PS que conduzirá à hostilização de Manuel Alegre, o candidato presidencial apoiado e promovido pela extrema-esquerda.

Francisco Louçã sabe bem, que a candidatura de Manuel Alegre não tem nem pés, nem cabeça e vai servir apenas para ajudar um Cavaco que estava perdido há poucos meses a ganhar as eleições à primeira volta. Mas também sabe que Alegre concorre por vaidade e nunca perdoará ao PSD se este não o apoiar, ou se não houver um empenho total nesse apoio, o que é certo que não vai suceder.

Francisco Louçã aposta claramente numa derrota humilhante de Manuel Alegre e aposta tudo no dia seguinte, conta que o candidato culpe o PS pela sua derrota e se vingue de José Sócrates promovendo a cisão do PS. Ao propor à direita a constituição de uma comissão de inquérito Louçã apenas está a condicionar Manuel Alegre que há poucos dias tomou uma posição em relação às fugas ao segredo de justiça, num claro gesto de frete a Sócrates. Enquanto o candidato protesta o seu promotor aproveita as escutas.

UMA PERGUNTA AOS NOSSOS MAGISTRADOS DO PROCESSO GOLPE DE ESTADO OCULTO

Porque razão foi indeferido o pedido de Armando vara de ser levantado o segredo de justiça? A não ser que arranjem melhor desculpa a ideia que fica é a de que ao calar os arguidos e ocultar os processos apenas se pretende gerir as violações do segredo de justiça em função de uma estratégia de comunicação que está definida e que escolhe os momentos mais adequados em função do calendário político, para além de controlar o que se sabe e o que não se sabe.

PARA DESARMAR UM ESCÂNDALO

«Olegário Benquerença foi escolhido como árbitro para o Mundial de 2010, mas suspeito que não vai ser ele o mais comentado da lista anunciada, na sexta-feira, pela FIFA. É pena, depois de Porém Luís, antigo árbitro de Santarém que permitia começar um texto com uma adversativa - "Porém Luís, árbitro escalabitano..." -, não conheço melhor para comentar, quando não se tem nada para dizer, do que alguém que além de ser Olegário é Benquerença. Mas não, o árbitro que vai ser a estrela, entre os 30 internacionais escolhidos, usa o prosaico nome próprio de Martin e tem por apelido Hansson, que deve ser tão raro na Suécia como o meu Fernandes é em Trás-os-Montes. Mas por que razão insisto em nomes? Porque esses, ao menos, são coisas que se agarram quando se estende um passaporte. Ora a razão para conversetas sobre Martin Hansson não existe. Hansson arbitrou aquele famigerado França-Irlanda em que houve um roubo. Mas o roubo foi do futebolista francês Thierry Henry, que ajeitou a bola com a mão e com isso eliminou a Irlanda. Pelo vídeo, o roubo é descarado. Mas pelo mesmo vídeo fica-se a saber que o árbitro, onde estava, não o podia ver. Bem andou a FIFA por não penalizar um profissional apesar dele ter sido envolvido num escândalo. As indignações só são boas quando são justas.» [Diário de Notícias]

Parecer:

Por Ferreira Fernandes.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Afixe-se.»

O TOM CRESPO

«É novo: Mário Crespo defende-se antes de ser atacado. Tem o tom crespo que corresponde às qualidades do tecido de lã, crespo e leve, a que os franceses chamam crépon e nós, seguidistas, crespão. A crespidão é a qualidade do que é áspero. Mas não é o estilo de Crespo, que é aveludado sem ter a coragem de ser suave e untuoso sem se reconhecer como gorduroso.

José Sócrates é muito intolerante - mas tem esse direito, como todos temos. Porque há-de medir as palavras e as acções, como se fosse melhor do que nós? Acho muito bem que se indigne e ponha processos como o comum dos mortais. Deverá alguém - à parte os indiferentes da Prisa - prescindir da liberdade de dizer o que quer?

Parece-me que, num pensamento totalitário, se confunde o político com o legal. Sócrates, antes e depois de ser primeiro-ministro, é um cidadão como qualquer um de nós. E faz bem - é libertador - agir como tal, mesmo quando se comporta como a prima donna que, de facto, por feitio dele e eleição nossa, é. Sócrates, ao reagir como cidadão e abster-se das condescendências e pseudo-aristocracias da democracia, presta um serviço e rompe com uma tradição. Não é um Presidente da República, acima de tudo: é um eleito que elegemos para mandar em nós.

Pode ser um chefe temporário mas faz bem em ser um cidadão e indivíduo para sempre. Crespo é mais aromático e mais permanente. Fazer-se de vítima antes de ser - só porque há muito que há muitos que não gostam dele - é, a bem dizer, desumano.» [Público]

Parecer:

Por Miguel Esteves Cardoso.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Afixe-se.»

LOUÇÃ FAZ PROPOSTA À DIREITA

«O Bloco de Esquerda (BE) anunciou este domingo que vai propor a constituição de uma comissão de inquérito parlamentar sobre a alegada intervenção do Governo na intenção de compra de parte da TVI pela PT.» [Correio da Manhã]

Parecer:

É evidente que a proposta de Louçã conta com o voto quase certo da direita, não passa de mais um passo no sentido do "compromisso histórico" à portuguesa.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Aguarde-se pela resposta do PSD.»

PENEDOS VAI AUTORIZAR DIVULGAÇÃO DAS ESCUTAS NA ÍNTEGRA

«Paulo Penedos, assessor da PT e arguido no processo Face Oculta, vai autorizar o tribunal a divulgar integralmente as escutas feitas no âmbito daquela investigação que o envolvem, afirmou hoje o seu advogado.

Ricardo Sá Fernandes disse hoje à Lusa que Paulo Penedos, "em função da divulgação parcial das escutas, entende que está posta em causa a forma como actuou neste processo e entende que, para a defesa da sua honra, o melhor que tem a fazer é autorizar que as escutas sejam divulgadas na íntegra".» [Diário de Notícias]

Parecer:

É evidente que os promotores do Caso Golpe de Estado Oculto não o vão permitir, preferem seleccionar o que vai ser divulgados, bem como os órgãos de comunicação social e o momento em que se viola o segredo de justiça.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Aposte-se em como os magistrados se vão opor.»

QUEIROZ DEU UM MURRO A UM "POBE E MAL AGRADECIDO"

«O seleccionador nacional Carlos Queiroz perdeu ontem a cabeça na sala VIP (lounge) do aeroporto de Lisboa ao agredir com um soco Jorge Baptista, comentador da SIC Notícias que desempenha também funções de delegado da UEFA. Tudo aconteceu cerca de meia hora antes da partida do avião para Varsóvia, capital da Polónia, onde hoje ambos vão marcar presença no sorteio da fase de qualificação para o Euro 2012.

Fonte contactada pelo DN revelou que, ao entrar na sala, o treinador português dirigiu-se a Baptista, que até estava sentado e a falar ao telemóvel, com uma frase que despoletou todo o conflito. "Então já não precisas de mim para trabalhar!?" Ao que apurámos, esta frase insere-se num determinado contexto, cuja origem remonta a 1991. Sabe o DN que nesse ano Carlos Queiroz indicou o então jornalista ao presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) em funções - João Rodrigues - para que ele fosse assessor de imprensa da FIFA para o Mundial de sub-20 que Portugal organizou. A partir desse momento, Jorge Baptista iniciou uma ligação ao organismo que dirige o futebol mundial, tendo desempenhado essas funções em vários campeonatos do mundo de seniores. O seleccionador considera, por isso, que as críticas que Baptista faz ao seu trabalho na selecção representam falta de gratidão por aquilo que se passou há 19 anos.» [Dário de Notícias]

Parecer:

Murro à parte este é mais um retrato da miséria moral do nosso jornalismo.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Lamente-se o espectáculo»

HITLER TINHA MAUL HÁLITO

«Adolf Hitler alimentava-se mal e tinha medo de ir ao dentista, apesar de sofrer de halitose e paradontose, patologias associadas ao mau hálito, presença de cáries, placa bacteriana, sangramento e inflamações gengivais.

Estas são algumas das conclusões a que chegou a especialista em odontologia Menevse Deprem-Hennen, na sua tese de doutoramento "O dentista do diabo", baseada na análise dos relatórios clínicos do especialista pessoal do ditador alemão, o general das SS Johannes Blaschke. » [Jornal de Notícias]

JÁ SE FABRICAM KALASHNIKOVS EM PORTUGAL

«Existem cerca de 1,4 milhões de armas registadas em Portugal. O número das que não possuem qualquer registo é uma incógnita, mas admite-se que possam ser tantas quantas as que estão licenciadas. É que as diversas polícias apreendem uma média diária de quatro armas de fogo, entre indocumentadas e transformadas, utilizadas para a prática de crimes. Em Lisboa, uma arma compra-se por 2000 euros. E, de acordo com a polícia, há réplicas da metralhadora Kalashnikov a serem fabricadas na periferia da capital.

O aumento do número de armas de fogo em Portugal pode, de algum modo, confirmar-se com a análise de dados estatísticos. A Polícia Judiciária (PJ), a quem compete a investigação da criminalidade mais violenta, registou, em 2008, 3172 roubos praticados com recurso a armas de fogo. Esse número havia sido, um ano antes, de 1980 ocorrências. Houve, no espaço de apenas um ano, um acréscimo de 60 por cento.» [Público]

Parecer:

É o que se designa por iniciativa empresarial.

Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se a Pinto Monteiro se aqui o problema também é falta de leis.»

NO "ALÉM GUADIANA"

Dá-se conta da proposta da associação cultgural "Além Guadiana":

«A associação cultural “Além Guadiana” acaba de apresentar aos representantes políticos e institucionais de Olivença um “Conjunto de propostas para valorizar a língua e a cultura portuguesas” neste concelho. O documento propõe iniciativas em diversos âmbitos e estimula o empreendimento de atuações que reforcem a singular riqueza cultural de uma povoação cujo legado português está latente.

Entre as linhas de atuação inclui-se o fomento do bilinguismo através da informação turística, a sinalização urbana, a promoção de atos e festas ou a difusão bilingue nos meios de comunicação locais.

Também se incluem medidas de aproximação cultural para a lusofonia mediante a potenciação das atuais geminações com cidades portuguesas, a promoção de atividades diversas relacionadas com a música, o teatro, a literatura, a gastronomia, etc.

Além disso, planeiam-se outras atuações que perseguem preservar o património cultural intangível de herança portuguesa, com o ponto forte na língua, bem como na tradição oral.

Estas propostas, com fins culturais e turísticos, vão enfocadas quer a Olivença, quer às suas aldeias e à vila de Táliga, tendo sido bem acolhidas entre os representantes das instituições locais.»

YU YU

NOLA'S CHEDDAR

blog comments powered by Disqus