quinta-feira, setembro 10, 2015

Umas no cravo e outras na ferradura



   Foto Jumento


 photo _Vermes_zpsthqu4nmf.jpg

Lisboa, Fevereiro de 2013
  
 Jumento do dia
    
Joana Marques Vidal, Procuradora-Geral da República

Parece que para  a Procuradora-Geral há arguidos de primeira e arguidos de segunda, de primeira são os da direita e os de segunda são todos os outros e principalmente os da esquerda. Compare-se o que se fez com Sócrates com o que sucede com Macedo e descubram-se as diferenças.

«Ao contrário do esperado, Miguel Macedo não foi interrogado na sede do Departamento Central de Investigação e Acção Penal, localizada na rua Alexandre Herculano, em Lisboa, mas sim a 200 metros – no n.º 2 da rua do Vale do Pereiro. Depois de o Observador ter revelado em exclusivo que o interrogatório iria decorrer ontem da parte da tarde, o Ministério Público decidiu mudar o local da diligência para despistar as televisões que assentaram arraiais à porta do DCIAP.

Trata-se de um prédio da Procuradoria-Geral da República (PGR), no n.º2 da Rua do Vale de Pereiro, que não tem propriamente uma história ligada à investigação criminal. É a sede de diferentes departamentos da PGR como o Gabinete de Documentação e Direito Comparado ou da Biblioteca da PGR, assim como tem áreas reservadas para o Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) – o órgão de gestão e disciplinar daquela magistratura. É naquele edifício, por exemplo, que os membros permanentes do CSMP têm gabinete.» [Observador]

 Jornalista...


 
 Ainda que mal pergunte
 
Se a governação de Passos Coelho tivesse sido tão boa o ainda e infelizmente primeiro-ministro estaria sempre a usar o nome do seu antecessor como se estivesse a gritar por um nadador-salvador?

      
 O dia em que os taxistas viraram à esquerda
   
«Atão a gente faz piquetes de greve e esses engomadinhos que puxam lustro aos sofás do carro a passar-nos a perna?! O que sei é que no tempo do PREC não havia esta pouca vergonha. Motoristas de gravata!... O camarada passageiro, desculpe-me, mas tenho de mudar a Rádio Amália. Estes gajos nunca passam o Zeca. Por falar nisso, ouviu há pouco o nosso Jerónimo? Aquilo é que foi uma pissada nos Uber e tuk-tuks... Reparou? É só nomes de estrangeirada. Os amaricanos é que trouxeram os tuk-tuks quando fugiram de Saigão, que era como se chamava Banguecoque quando da guerra do Vietname. Há filmes. Eu vi um com os gajos cercados na embaixada e só se safaram de helicóptero até ao porta-aviões. Davam prioridade aos tuk-tuks, na altura não percebi, mas eles já a tinham fisgada, era para Lisboa... E o Uber é também coisa dos américas. O outro dia vi um a sorrir e a dizer "boa tarde" ao passageiro! Onde é que isto vai parar? A malta reage, e se apanha um estranja, claro, faz-lhe uns nós cegos até ao hotel. Mas, atenção, não é por vigarice, é por nacionalismo. Depois ficamos com fama de comunas... Taxista, comuna... Com muita honra. Isto só vai lá com um novo Vasco Gonçalves! Dizem que era isto e aquilo... Talvez um pouco desaparafusado mas, olhe, quando ia de férias à terra - acho que era Santa Comba Dão - ele pagava o táxi do bolso dele. A ANTRAL ainda tem lá os recibos. Oiça o que lhe digo, amigo: estamos a precisar dum Vasco Gonçalves...» [DN]
   
Autor:

Ferreira Fernandes.

      
 Um dia de alívio para a democracia portuguesa
   
«Hoje é o último dia em que Cavaco Silva tem plenos poderes como Presidente da República. A partir de amanhã, fica impedido de dissolver a Assembleia da República, a seis meses de terminar o segundo mandato em Belém.» [SIC]
   
Parecer:

Até que em fim.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Celebre-se a data.»
  
 Não há pressa...
   
«O interrogatório ao ex-Ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, foi interrompido e será “retomado em data a designar”, informou esta terça-feira a Procuradoria-Geral da República em comunicado.

Miguel Macedo, que esteve a ser interrogado esta terça-feira na sequência de um pedido de levantamento de imunidade, está, segundo a nota da PGR, “indiciado por factos susceptíveis de integrarem os crimes de prevaricação e de tráfico de influência” no âmbito do caso dos vistos Gold.

De acordo com a Lusa, Miguel Macedo saiu das instalações do Ministério Público, na rua Vale do Pereiro, em Lisboa, às 21h03. O inquérito, que decorre no Departamento Central de Investigação e Ação Penal, encontra-se em segredo de justiça.» [Observador]
   
Parecer:

O mais curioso está no facto de a PGR se dar ao trabalho de emitir um comunicado.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se à PGR quais são os seus critérios em matéria de comunicação social.»
  

   
   
 photo Kate-Velichko-4_zpsii7fc15l.jpg

 photo Kate-Velichko-2_zpsh7hayr9i.jpg

 photo Kate-Velichko-5_zpskdgk81oi.jpg

 photo Kate-Velichko-3_zpseljp9dio.jpg

 photo Kate-Velichko-1_zps10n1koyd.jpg
  
blog comments powered by Disqus