quinta-feira, fevereiro 19, 2015

Umas no cravo e outras na ferradura



   Foto Jumento


 photo _Bicos_zps85922bc8.jpg

Casa dos Bicos, Lisboa
  
 Jumento do dia
    
Poiares Maduro

Este rapaz apareceu no governo para substituir o "iletrado" Miguel relvas, apresentado com um grande académico prometia uma condução política do governo digna dos seus diplomas. Foi um desastre, não fez esquecer Miguel relvas e desde há muito que a sua única função no governo é fazer o trabalho sujo de atacar o líder da oposição. Mas convenhamos que ver um ministro dizer que o líder do PS se está a afundar só merece uma gargalhada, este ministro da informação do governo faz lembrar um outro ministro da informação, o do Sadam Hussein.

«"Acho que o dr. António Costa, de cada vez que fala de fundos europeus, afunda-se um pouco mais", afirmou Piares Maduro, ao ser confrontado pelos jornalistas com críticas que António Costa lhe fez hoje, ao afirmar que o ministro "devia sair mais do gabinete" para conhecer a realidade do país.

O governante falava aos jornalistas à margem da apresentação do novo quadro comunitário de apoio, denominado Portugal 2020, realizada hoje no Teatro de Faro, onde foi apupado à chegada por meia centena de residentes das ilhas da Ria Formosa abrangidos pela demolição de habitações.

O secretário-geral do PS considerou hoje que se Poiares Maduro conhecesse "a realidade do país onde está e não do país onde estudou e viveu, talvez os fundos comunitários estivessem a produzir efeitos já", numa referência ao facto de, antes de assumir o cargo, o ministro ter passado profissionalmente pelos Estados Unidos, Itália ou Luxemburgo.» [Notícias ao Minuto]

 Vergonhoso

Ver o ministro das Finanças usar a ministra das Finanças de Portugal como bom exemplo num momento em ques e discute a Grécia.


 O ministro das feiras
   
«Numa intervenção na abertura do debate de urgência requerido pelo PS sobre a "Anemia do Investimento, estagnação da economia e crise social", o ministro da Economia, António Pires de Lima, centrou o seu discurso nas críticas ao PS, lembrando o legado - que preferiu "nem adjetivar" - deixado ao atual Governo, com um "défice incontrolável, a economia a mergulhar na recessão, na bancarrota eminente".

"Foram tempos duros e muito difíceis que os portugueses em muitos aspetos não vão querer esquecer e é bom que não esqueçam porque são a consequência da irresponsabilidade política e financeira dos governos socialistas de José Sócrates", disse.» [Notícias ao Minuto]
   
Parecer:

Pior do que Poiares Maduro sóp mesmo o ministro das Feiras, o senhor das cervejas chegou ao governo com a imagem de grande gestor mas desde que chegou ao governo pouco ou nada fez, repete estatísticas e viaja de feira em feira à custa dos contribuintes. Uma desilusão.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»

 Se a terra não estivesse parada os aviões andavam para trás
   


«A Terra não anda à volta do Sol e está, na verdade, parada. Foi esta a teoria apresentada pelo sheik Bandar al-Khaibari, numa palestra para estudantes numa universidade dos Emirados Árabes Unidos no domingo. O líder religioso saudita acredita precisamente naquilo que Nicolau Copérnico e Galileu Galilei tiveram de contrariar há cerca de 500 anos, quando a teoria do geocentrismo colocava a Terra imóvel no centro do universo.
  
Com o heliocentrismo mais do que comprovado cientificamente, quando se comemoram precisamente 451 anos do nascimento do astrónomo italiano Galileu Galilei (a 15 de fevereiro de 1564), o sheik saudita foi à universidade dizer que se a Terra se movesse os aviões não poderiam nunca chegar ao seu destino.» [DN]
   
Parecer:

Há por aí com cada idiota... Depois dizem que o problema está nos extremistas!
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Dê-se a merecida gargalhada.»

 Vou ali e já volto!
   
«"Se houvesse uma guerra que envolvesse o seu país, estaria disposto a lutar?" Foi esta a pergunta que a Win/Gallup International fez a habitantes de 63 países.

Portugal está entre os 13 países onde menos pessoas disseram que sim, 28%, com outros 47% a indicarem que não lutariam pelo País. Os restantes 24% não responderam à questão.

Em termos globais, no conjunto dos 63 países, 60% dos inquiridos responderam que estariam dispostos a lutar, 27% disseram que não e 12% não souberam ou não quiseram responder.» [DN]
   
Parecer:

às armas! às Armas! contra os canhões baldar, baldar!

O mais divertido está na percentagem dos indecisos.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»

 Grande Paulo Macedo!
   
«O Ministro da Saúde, Paulo Macedo, vai hoje reunir-se com diretores e administradores de todos os centros hospitalares, em Lisboa, para divulgar a nova estratégia nacional no tratamento da Hepatite C.

Segundo o Jornal de Noticias, a nova estratégia vai impor prazos mais curtos, de apenas alguns dias, de resposta aos pedidos.» [DN]
   
Parecer:

Agora que em vez da vida dos doentes é a sua imagem que está em causa já é rápido a encontrar as soluções.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se ao Paulo Macedo se está a servir o país ou está a servir-se do país em prol da sua imagem.»
  
 É para isto que servem as auditorias encomendada
   
«João esperou cinco meses para que a Segurança Social da sua zona - Castelo Branco - desse resposta ao seu pedido de apoio judiciário. Cinco meses para que fossem confirmados os seus baixos rendimentos, de forma que tivesse acesso a um advogado pago pelo Estado. Este é, aliás, o tempo médio que o Instituto de Segurança Social (ISS) demora para atribuir um advogado oficioso em casos como o de João.

Porém, uma auditoria feita ao sistema de acesso ao direito - incluída nas Grandes Opções de Plano para este ano e encomendada pela ministra da Justiça - refere que "não existem quaisquer dificuldades de articulação entre as entidades envolvidas no sistema de acesso ao direito. É possível, desde já, adiantar que os dados disponíveis apontam para que o atual sistema é percecionado como sendo adequado para assegurar o direito de acesso aos tribunais e à justiça". Assim, a auditoria põe de parte qualquer revisão do sistema de acesso ao direito e da atribuição de advogados oficiosos (pagos pelo Estado para os mais carenciados), ao contrário do que tinha anunciado.» [DN]
   
Parecer:

Não se percebe muito bem o porquê da encomenda da auditoria, da mesma forma que a auditoria ao Citius confirmou a culpa dos dois funcionários que a senhroa queimou impunemente na praça pública, já se sabia que a auditoria iria dizer maravilhas do seu trabalho. O mais divertido é que os contribuintes ainda pagaram a auditoria elogiosa.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se à ministra se auditoria também confirmou que não há ministra da Justiça mais bela do que ela.»
  

   
   
 photo Robin-Holler-1_zps80308b0b.jpg

 photo Robin-Holler-4_zps4c143683.jpg

 photo Robin-Holler-5_zps6897553b.jpg

 photo Robin-Holler-3_zps3a37cb4f.jpg

 photo Robin-Holler-2_zpsba63527c.jpg
  
blog comments powered by Disqus