domingo, abril 27, 2014

Semanada

O pai veio de África e achou o país sujo, o filho veio da empresa do Ângelo Correia e acha as manifestações do 25 de Abril bafientas, por isso juntou-se a alguns jovens mais extremistas do PPD e comemorou o 25 de Abril com um almoço de apoiantes. Foi a cereja em cima do bolo de umas comemorações oficialonas a quem ninguém ligou depois da pensionista ter sido malcriada. Das comemorações bafientas de Belém nem o discurso do consensual Cavaco prestou, era tudo velho , aquilo que na cozinha portuguesa se designa por roupa velha.
  
Mais preocupada em comemorar um 25 de Abril que sempre odiou a direita usou as suas energias discutindo a propriedade da data, ao que parece o golpe de Estado não foi obra nem pertence aos militares, dizem os oportunistas da direita que nesse dia apoiam o regime que é propriedade de todo o povo, logo também é deles e de todos os que odeiam o 25 de Abril mas que por oportunismo ou cobardia nunca o assumiram, a não ser em privado, enfim, fascismos privados, democracias públicas.
  
A nossa direita anda tão democrática e nacionalista que até a nossa Santinha da Horta Seca já usa alguns sapatos portugueses, esse calçado que até chegar ao governo achava que era para gente chunga. 
 
 
blog comments powered by Disqus