quinta-feira, janeiro 02, 2014

Adivinhações para 2014

Vital Moreira vai defender a constitucionalidade de todas as medidas do governo de Pedro Passos Coelho. Aproveitará ainda para constituir mais um partido destinado a unir a esquerda, a frente do qual se candidatará a deputado do Parlamento Europeu.

Cavaco Silva vai abandonar Belém depois de concluir que mesmo na sua ausência a democracia não está em perigo, ainda que se tenha perdido os anéis com o desrespeito da Constituição. Aproveitará para concorrer à administração do condomínio da Quinta da Coelho que passará a designar-se Retiro do BPN.
 
António José Seguro vai fazer tudo para conseguir um lugar num governo de salvação nacional onde os seus liberais serão a ala esquerda do próximo governo de Passos Coelho.
 
Marques Mendes vai sugerir que depois de dois anos armado em confidente do governo merece o lugarzinho de comissário europeu, isso se Durão Barroso não se conseguir segurar no cargo de presidente da Comissão Europeia deixando de ocupar a vaga de comissário português. O grande argumento político de Mendes é que se António Vitorino estava à altura do cargo então ele também está. Resta saber se Luís Filipe Menezes não vai sugerir que está disponível para se sacrificar nesse cargo que até aqui sempre foi ocupado por sulistas e liberais da Linha.
  
Bernardino Soares, o líder da coligação política PCP-PSD de Loures, terá finalmente a oportunidade de visitar a sua querida Coreia do Norte, ainda que não vá a tempo de conhecer o tio de Kim Jong-un. O concelho de Loures vai ser geminado com Masik, a estância de esqui inaugurada no final de 2013 e que com o Putin a mandar nas estâncias balneares do Mar Negro, é bem provável que ainda venhamos a ver o CC do PCP a praticar esqui em Masik.
 
Serão criados vários partidos que visam unir cada vez mais a esquerda e todos terão em comum o facto de pagarem o sacrifícios dos seus líderes com candidaturas ao Parlamento Europeu. Rangel, que continuará deputado europeu já está pensando criar uma agência de apoio à emigração para Estrasburgo, uma velha ideia do tempo em que concordava com Passos Coelho na ideia de sugerir a emigração aos jovens portugueses.

poder.



blog comments powered by Disqus