domingo, janeiro 19, 2014

Semanada

Nesta semana o país ficou a saber que uns Jotas com idade para terem netos conseguiram forçar o país a ir para um referendo asqueroso, sem que a liderança do PSD tenha dado por isso, indo contra as opiniões expressas por Passos Coelho numa entrevista dada ao “i” na campanha eleitoral e sem que qualquer órgão do PSD o tenha decidido. É evidente que todos acreditamos que uns jotas que têm por função o desempenho das tarefas sujas do PSD apanharam o líder distraído, Passos Coelho escolheu para lema da sua campanha à liderança a tradução da designação do hino alemão, agora deve estar a usar a sua voz de barítono um hino que agrade à senhora Merkel e Às suas SS financeiras.
 
O país foi surpreendido pela decisão governamental de adoptar uma estratégia de redução ao mínimo do apoio público à investigação científica. Ao que parece e a crer nas explicações da Santinha da Horta Seca os nossos cientistas andavam a investigar coisas pouco interessantes para a nossa economia pelo que ficaram a pão e água. Agora a nossa ciência deve entregar-se ao estudo de coisas que interessam às empresas, a produção de melhores tampas para as cervejas da Unicer, sacos de plástico mais resistentes para o Continente ou caixotes de lixo mais resistentes que consigam suportar a merda que este governo faz.
 
Apesar dos acontecimentos tão oportunos para a oposição ao actual governo o líder do PS e os seus brilhantes assessores mantiveram-se firmes e hirtos no seu silêncio absoluto. Seguro está convencido de que Passos Coelho vai cair sozinho e os portugueses irão em romaria para a porta da sua casa a pedir por tudo que tome conta do país. Entretanto, enquanto isso não acontece, deverá estar ocupado a saber das andanças extra-conjugais do seu colega Hollande que há uns tempos prometia fidelidade ao crescimento e agora já pôs os palitos aos que o elogiaram e virou-se para a austeridade.
  

Mas Seguro não precisa de sair de casa com este frio e ainda por cima com grandes cargas de granizo, enquanto os delegados dos congressos do CDS forem comer leitão assado pouco antes do jogo do Benfica o país vai percebendo o tipo de gente que nos governa. Os imbecis não só pagaram o leitão com língua de palmo como usaram o Facebook para se transformarem numa anedota. Foram para o Meta dos Leitões discutir a meta do défice e acabaram metidos numa anedota nacional por estarem muito aquém da meta de inteligência exigida a candidatos a altos voos políticos.


blog comments powered by Disqus