quarta-feira, novembro 26, 2014

Umas no cravo e outras na ferradura



   Foto Jumento


 photo _ermida_zps0c7cf079.jpg

Ermida de São Sebastião, Lisboa
  
 Jumento do dia
    
Luís Montenegro, justiceiro do grupo parlamentar do PSD

Se os deputados do PSD-Madeira se queixa de incumprimento do acordado por parte dos membros do governo porque razão o líder parlamentar do PSD avança já com os castigos sem questionar se os deputados terão razão?

«O deputado e presidente da bancada 'laranja' referiu aos jornalistas no Parlamento que serão levados a cabo "os procedimentos internos" para "procurar as consequências relativamente a esse comportamento".

Luís Montenegro já tinha afirmado minutos antes, ao abandonar o plenário, não ver "nenhuma explicação para o voto dos deputados Hugo Velosa, Guilherme Silva, Francisco Gomes e Correia de Jesus contra o Orçamento.

"Vamos fazer isso internamente e quando houver alguma nota que tenha de ser dada publicamente eu fá-lo-ei, mas não há nenhuma dúvida de que vai haver consequências, disso não há dúvida", acrescentou.» [DN]

 JMF sofria de Socratismo?

 photo _JMF_zps30182565.jpg
 
Se o JMF sofria de socratismo é motivo de internamento no Júlio de Matos, um método de tratamento apropriado a alguém que foi redactor da Voz do Povo, num tempo em que isso implicava a admiração ilimitada de Estaline. MAs andar agora armado em Voz do Povo a promover a reeducação dos socráticos recuperáveis só merece um vómito.

 O comunicado

Foi impressão minha ou a escrivâ que leu o relatório da cronometragem elaborado pelo super juiz estava à beira do choro? Há um claro abuso por parte do Tribunal de Instrução Criminal ao poupar os juízes forçando uma simples escrivã a ser assessora de imprensa. Uma cois é estar à porta da sala de audiências chamando testemunhas, outra é fazer de assessor de imprensa.


 Caldo entornado com os deputados madeirenses
   
«Os quatro deputados do PSD Madeira que votaram contra o Orçamento do Estado vão ser alvo de um processo disciplinar. Guilherme Silva, Hugo Velosa, Francisco Gomes e Correia de Jesus votaram contra o documento por, justificam, ter havido “falhas de compromisso ao nível de secretários de Estado”.

O voto contra dos quatro deputados prendeu-se, de acordo com o deputado Guilherme Silva, com compromissos que teriam sido estabelecidos com o Governo e que não foram cumpridos nomeadamente no que diz respeito a verbas do fundo de coesão e também da gestão do dinheiro da Lei de Meios. Disse o deputado que queriam usar esse dinheiro, que foi acordado para fazer face à destruição do temporal da Madeira, em outras obras de requalificação e que não foi autorizado. “Houve compromissos que falharam nomeadamente de pessoas do Governo, ao nível dos secretários de Estado”. Sem no entanto explicar se foram vários os secretários de estado ou apenas um e qual.» [Observador]
   
Parecer:

Parece que os secretários de Estado não são gente de palavra.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»

 Lá se vai a saída OMO
   
«A zona euro e, em particular, os países mais vulneráveis como Portugal correm o risco de entrar num período prolongado e persistente de estagnação económica, alerta nesta terça-feira a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE).

No seu relatório semestral sobre a economia mundial, a organização sedeada em Paris mantém a perspectiva de uma retoma moderada na economia mundial durante os próximos três anos, mas com “um crescimento que continuará a ser modesto face aos padrões do passado e um desemprego que deverá continuar muito acima dos níveis anteriores à crise em várias economias”.

Este pessimismo é particularmente visível em relação à zona euro. Enquanto para a média dos 30 países que compõem a OCDE a taxa de crescimento prevista para o próximo ano é de 2,6%, a zona euro não consegue mais do que 1,1%, em contraste com os 3,1% dos Estados Unidos.» [Público]
   
Parecer:

nem tão cedo o país sairá da cepa torta.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Lamente-se tanta incompetência.»

 Fumadores teimosos
   
«A maioria dos fumadores portugueses declara ter pouco interesse em parar de fumar e, em quatro anos, o número de locais de consultas de cessação tabágica em Portugal foi reduzido a quase metade (número de consultas diminuiu de 25.756 para 21.577). Enquanto isso, o tabaco continua a ser responsável por cerca de 11 mil mortes por ano, sendo que quase um milhar se deve à exposição a fumo passivo. Estes são alguns dados que constam no relatório Portugal – Prevenção e Controlo do Tabagismo em Números 2014, que será apresentado esta terça-feira pela Direcção-Geral da Saúde (DGS).» [Público]
   
Parecer:

A ministra das Finanlças agradece, ganha nos impostos e poupa com a morte acelerada dos fumadores.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Lamente-se.»

 Cavaco está no Dubai
   
«O Presidente da República estreia-se esta quarta-feira no Abu Dhabi como o primeiro chefe de Estado português a visitar os Emirados Árabes Unidos. Na bagagem, Cavaco Silva leva objectivos económicos e políticos que vai discutir com empresários e com o príncipe herdeiro, mas também com responsáveis por três dos maiores fundos soberanos daquele território do Golfo Pérsico, todos pertença do Governo.

A visita de Cavaco coincide com o final da reunião da comissão mista Portugal-Emirados Árabes Unidos, cuja comitiva portuguesa de oito empresários e três secretários de Estado é liderada pelo vice-primeiro-ministro. O Presidente irá participar na assinatura dos acordos e memorandos de entendimento conseguidos na reunião, em áreas como a cultura, segurança interna, educação, defesa, farmacêutica, aviação, turismo, agro-alimentar e segurança alimentar. Não há ainda indicações sobre o conteúdo porque as negociações – trabalhosas, admitem fontes da Presidência e do Governo – ainda decorrem.» [Público]
   
Parecer:

Por este andar quando acabar o mandato os contribuintes só não lhe pagaram uma visita às Galapagos, isso se a até lá não encontrar um motivo de interesse para Portugal nessa visita.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se a Cavaco quantas viagens já fez e quanto gastou a presidência com as suas viagens.»

   
   
 photo Fabrizia-Milia-4_zps3310e600.jpg

 photo Fabrizia-Milia-5_zpsa7855c49.jpg

 photo Fabrizia-Milia-1_zps19cb84d7.jpg

 photo Fabrizia-Milia-3_zpse056e973.jpg

 photo Fabrizia-Milia-2_zps9499808c.jpg
  
blog comments powered by Disqus