domingo, setembro 07, 2014

Semanada

Esta foi uma semana de excitação da ministra da Justiça que até se deu ao trabalho de escolher um vestidinho muito original para estar bonita numa entrevista à televisão. Animada com a reforma judicial que parou a justiça graças a um problema informático, a ministra decidiu descobrir que nos crimes de pedofilia se registava uma “incidência louca”, uma forma original de a ministra apresentar estatísticas que desconhece.
  
Mas não foi só a ministra que festejou as suas vitórias no mundo louco da nossa justiça, também a família Vidal festejou a vitória familiar no caso Face Oculta, ainda que todo o país saiba quem era a “face oculta” que queriam “apanhar” e tramar. Quem se lixou foi o sucateiro e o Armando Vara, o primeiro porque enriqueceu e andou a dar nas vistas, o segundo porque em vez de se conformar com sardinhas deu em comedor de robalos.
  
Mas não é só na justiça que a loucura se manifesta, também em Castelo de Vide a loucura andou à solta com uma ministra que em vez de ter ido para a feira de Violar de Perdizes vender as suas previsões económicas decidiu ir ao Alto Alentejo dizer algo que só ele sabe pois é uma grande economista. Disse a ministra que tinha a certeza de que viria aí um ciclo de crescimento, só não sabia quando. Pois é, todos sabemos que vem aí o frio, só não sabemos se chega antes ou depois do Verão de São Martinho.
  
Outra grande proeza intelectual da ministra foi a sugestão de se discutir a dívida soberana no parlamento, algo que a bem da imagem do país nos mercados considerou inadequado quando outros o propuseram. Agora que as suas previsões apontam para o falhanço das suas próprias políticas faz como Passos Coelho fez com a reforma da Segurança Social, propôs um debate. Começa a ser óbvio que ainda vão propor um debate sobre as condições em que s e encontra o ensino, outro sobre o desemprego, outro ainda sobre a fuga de jovens.
 
blog comments powered by Disqus