domingo, maio 11, 2014


 
   Foto Jumento
 

 photo _Gaio_zps28e450e0.jpg
     
Gaio (Garrulus glandarius) no Jardim Gulbenkian, Lisboa
  
 Jumento do dia
    
Jerónimo de Sousa

Jerónimo de Sousa diz que o PS, o PSD e o CDS têm o rabo preso na austeridade, só se esquece de dizer que o seu também está entalado desde o momento em que de forma intencional e consciente das consequências ajudou a pior das direitas a chegar ao poder.

O que Jerónimo de Sousa faz não é mais do que uma forma cínica de colher os frutos que resultam da ajuda que deu à direita para adoptar as medidas que agora critica e atribui a todos os outros.

«Num comício muito concorrido, no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, Jerónimo de Sousa afirmou que os partidos do denominado ´arco da governação', "não têm forma de contornar que, lá como cá, têm o rabo preso à política que inferniza a vida dos trabalhadores e do povo, políticas que alienam o interesse nacional e comprometem o futuro do país".» [Notícias ao Minuto]

 Seguro não promete nada que não possa cumprir

Depois de se ter mostrado hesitante em relação à reposição dos vencimentos dos funcionários públicos cuja inconstitucionalidade o PS suscistou é caso para perguntar a Seguro se assume o compromisso de defender a Constituição ou se vai fazer como o seu velho amigo das jotas e ignorar os princípios inconstitucionais.
 
 O Dia das Aves no Jardim Gulbenkian

 photo _Gul1_zps6267c58c.jpg

O Jardim Gulbenkian é uma das zonas verdes da cidade que apresentam uma maior diversidade de aves, mas é uma pena que isso seja ignorado pelos seus responsáveis. A iniciativa de comemorar o Dia Mundial das Aves Migratórias merece um elogio, mas é uma pena que os responsáveis pelo jardim tenham o maior desprezo pelas aves, permitindo que sejam dizimadas por gatos generosamente alimentados por senhoras bondosas.
  
 
 Primavera árabe

Muitos dos que hoje choram as crinaças nigerianos foram os que apoiaram a "primavera árabe" que em muitos casos resultou em guerras civis sangrentas, com os grupos islâmicos a saquear os arsenais. Muitas das armas que são usadas em África tiveram precisamente essa origem.
 
      
 Eleições europeias: ganhou Putin
   
«A região leste da Ucrânia vai domingo às urnas para votar a sua saída ou não do país. A maioria da população é russa e é provável que o referendo decida a separação. Quer dizer, há risco de aumentarmos em breve os nossos conhecimentos geográficos: saberemos o que são Donetsk e Lugansk porque as guerras são pródigas em ensinar nomes efémeros (quem se recorda de Vukovar e Pristina, apesar de terem sido manchete quando da guerra recente que andou pelos Balcãs?) A Ucrânia vai para a guerra e nós para mais nomes. Ela perde e nós não ganhamos nada. E podíamos ganhar. Podíamos aprender o que é política. Só nesta semana, vejam como Putin a fez. Quarta-feira, ele propôs que os seus amigos secessionistas do Leste da Ucrânia adiassem o referendo. Eles não vão adiar, mas Putin apareceu como moderado. Depois do beijo na boca de quarta, ele deu dois murros nos dentes, ontem: primeiro, no desfile do fim da II Guerra Mundial, em Moscovo, Putin mostrou o melhor das suas Forças Armadas, surpreendentemente modernizadas; depois, viajou para a Crimeia (região oficialmente ucraniana) e discursou como um patriota russo. Com a força não podemos aprender nada, Putin tem-na e a Europa não. Mas com o saber que ele mostrou de ser dialético - o sim e o não para dar um passo em frente, isto é, a base da política - aprendíamos muito. Política... A Europa vai a votos dentro de dias, já alguém ouviu política?» [DN]
   
Autor:
 
Ferreira Fernandes.
   
   
 Cinismo de canalhas
   
«A chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente francês, François Hollande, consideraram hoje "ilegal" os referendos em preparação no leste da Ucrânia, numa declaração conjunta divulgada em Stralsund, norte da Alemanha, durante uma reunião informal.

"Os referendos planeados em várias cidades do leste da Ucrânia são ilegais", afirmam os dois responsáveis na declaração conjunta.» [DN]
   
Parecer:

Angela Merkel e o namoradeiro francês têm responsabilidades criminosas pela promoção de guerras civis como a da Síria, estão fartos de apoiar regimes "eleitos" em manifestações e agora anda tão incomodados com referendos.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «mandem-se a Merkel e o namoradeiro francês à bardamerda.»
  
 As bem-aventuranças da saída limpa
   
«Com a crise e as alterações sociais ocorridas em Portugal, disparou o número de casos de crianças a sofrer de perturbações mentais, depressão ou ansiedade. Segundo o Expresso, em 2014, quase 20 mil foram à primeira consulta de pedopsiquiatria.» [Notícias ao  Minuto]
   
Parecer:

É só coisas boas.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Medite-se muito bem na hora de votar.»
     

   
   
 photo ElizabethE-2_zps8ac617f7.jpg

 photo ElizabethE-1_zps5f67937c.jpg
 
 photo ElizabethE-4_zpsa4393520.jpg

 photo ElizabethE-5_zpsf2d0bfaf.jpg
 
 photo ElizabethE-3_zpsa6fa3963.jpg

 
 
 
     
blog comments powered by Disqus