terça-feira, abril 30, 2013

Jumento do Dia


  
Vítor Gaspar, ministro da troika encarregado de entroikar o país

O governo montou uma mega encenação em torno do acórdão do TC que incluiu um ataque frontal ao TC , à Constituição e à própria democracia como se acabou por perceber com o discurso de Cavaco, reuniu o conselho de ministro durante horas e Passos Coelho acabou por ir com o Gaspar fazer um choradinho a Belém.
 
Hoje soube-se que o governo pretende aumentar nos próximos anos em cerca de 4,7 mil milhões, numero que «certamente será corrigido em alta nos próximos dois anos, se o país não se livrar do ministro das Finanças e dos seus planos maquiavélicos.
 
Gaspar ignora as consequências fiscais da sua estratégia de forma a esconder as consequências da sua incompetência nas Finanças atrás do argumento de que o Estado deve ser aquele que os portugueses querem pagar. EM vez de se demitir insiste na sua estratégia e condena os portugueses a um mega despedimento colectivo e à destruição do Estado social.
 
Ou o país demite urgentemente o ministro das Finanças ou este inapto social conduzirá Portugal por caminhos bem mais perigosos e destrutivos que qualquer cenário de saída do euro ou de bancarrota.

«“No cenário actual, a trajectória do saldo orçamental exige a execução de medidas que ascendem a 2,8 mil milhões de euros em 2014, 700 milhões em 2015 e 1.200 milhões em 2016”, afirmou o governante, hoje na comissão parlamentar de Orçamento, Finanças e Administração Pública.

Estes valores correspondem a 1,7% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2014, a 0,4% do produto em 2015 e a 0,7% do PIB em 2016, de acordo com informação que o ministro das Finanças apresentou.

O governante disse ainda que, “dado que a possibilidade do aumento de impostos parece excluída, a restrição financeira determina o debate”, reiterando o que tem vindo a dizer: “O Estado ao serviço dos portugueses só poderá ter a dimensão que os cidadãos estejam dispostos a pagar por ele.”» [Notícias ao Minuto]
blog comments powered by Disqus