quarta-feira, abril 08, 2015

A esquerda e as presidenciais

Em condições normais a direita não conseguiria eleger um Presidente da República, a menos que fosse alguém cujos valores e mérito fossem reconhecidos à esquerda. Se assim é como explicar que Cavaco tenha conseguido vencer as presidenciais quando já tinha sido rejeitado e apesar de negócios menos lógicos em que esteve envolvido? Porque a esquerda portuguesa é estúpida e porque porque a esquerda do PS é ainda mais estúpida.

A direita portuguesa é pragmática e quer o poder, a esquerda é uma constelação de políticos profissionais que a coberto dos seus bons princípios ideológicos se enreda em jogos e joguinhos que acabam por condenar o país a ser governado pela direita. À esquerda bata ter-se dois likes no Facebook para se começar a imaginar um novo partido, uma fação no PS ou a acreditar num candidatura presidencial. À conta da vaidade dessa gente já começo a ficar farto de ser governado por governos de direita, para não falar do enjoo que foi suportar Cavaco Silva durante quase vinte anos.
 
Mais uma vez a esquerda e em especial o PS estão a proporcionar-nos um espetáculo miserável, abrindo mais uma vez o caminho ao poder da direita. Uns querem o amigo Jaime Gama, o tal peixe de águas profundas que até hoje ninguém viu brilhar com a luz do sol. Outros ainda sonham com um António Guterres que se comporta como uma prima dona que não troca Hollywood pela pelintrice tuga, ao mesmo tempo que Vitorino só seria candidato a Belém se o palácio tivesse vistas para o Mediterrâneo ou ficasse em Bruxelas. Imagine-se que até há quem veja a Maria de Belém a ser promovida de comentadora da CMTV a presidente.
 
Mas como se não bastassem os que inventam falsos candidatos ainda há os que em vez de proporem candidatos preferem chamar a si o papel de destruir os candidatos que apareçam. O caso mais divertido é o de Vital Moreira que depois de uma promissora carreira no PCP deu uma cambalhota e agora já se arrepia só de ver o Sampaio da Nóvoa ser candidato a Belém.
 
O que Portugal precisa não é de um candidato à Presidência ou de substituir um líder do PS por outro supostamente mais aguerrido, o que o país começa a precisar de uma nova geração de políticos à esquerda pois esta ou já está mais à direita do que o CDS ou tem o maior dos desprezos pelo povo que quer representar. A verdade é que uma boa parte dos governos e presidentes da direita só conseguiram ganhar as eleições com a ajuda dos preciosos idiotas da esquerda.
 

blog comments powered by Disqus