sexta-feira, janeiro 30, 2015

Umas no cravo e outras na ferradura



   Foto Jumento


 photo _Mosteiro_zpsd09be019.jpg

Mosteiro da Batalha
  
 Jumento do dia
    
Cavaco Silva

Quando as coisas se complicaram no BES Cavaco Silva reagiu sacudindo a água do capote, sugeriu que não lhe teriam tudo, mas perante a resposta de Passos Coelho o pobre presidente fez aquilo que designa por "comer  calar". Agora sabe-se que Cavaco reuniu com Ricardo Salgado um dos apoiantes e financiadores da sua campanha presidencial  o que sugere que Cavaco sabe muito mais do que os portugueses pensam que ele sabe. É óbvio que Cavaco não vai ter a coagem de enfrentar a comissão parlamentar de inquérito e vai manter os seus segredos.


 Coisas que a Maria Luís não vê no trânsito
   
«Depois dos acréscimos verificados em Outubro e em Novembro, a taxa de desemprego recuou para 13,4% no final do ano passado e o emprego deu sinais de alguma recuperação. Porém, estas melhorias não se sentiram de igual forma entre todas as camadas da população. Contrariando a tendência geral, o desemprego jovem voltou a aumentar (na comparação mensal), interrompendo um ciclo de descida que tinha começado em Agosto.

O Instituto Nacional de Estatística (INE), que divulgou nesta quinta-feira as estimativas mensais de emprego e desemprego de Dezembro, dá conta de 127 mil jovens dos 15 aos 24 anos sem emprego. Trata-se de um aumento de 4100 pessoas face a Novembro e é preciso recuar a Junho de 2013 para encontrar um aumento semelhante.» [Público]
   
Parecer:

uma pena que a ministra não faça previsões do desemprego com base nas filas do trânsito.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Faça-se a sugestão à notável académica.»

 Estarão a avaliar todas as consequências?
   
«A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) já faz a cobrança coerciva de dívidas fiscais de empresas através da penhora de mercadorias em circulação, prática que o Ministério das Finanças quer agora reforçar.

A intenção surge no novo plano estratégico de combate à fraude e evasão fiscais e aduaneiras para o período de 2015 a 2017, que o Governo publicou nesta quinta-feira.

O documento engloba 40 medidas concretas que visam calibrar a máquina fiscal no esforço de combate à economia paralela, e elenca um conjunto de objectivos estratégicos para aumentar a cobrança de receitas. Entre eles está o reforço dos “mecanismos de eficiência da acção de cobrança coerciva, mediante a sua automatização generalizada e a utilização de ferramentas de cobrança coerciva em tempo real”. E uma das apostas passa por aumentar as penhoras das mercadorias em circulação, “tanto interna como no domínio da importação”.» [Público]
   
Parecer:

Esta medida pode ter consequências que os responsáveis não estão a prever.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Espere-se para ver.»

 Quem não reuniu com Ricardo Salgado que levante o braço
   
«Ricardo Salgado admitiu um encontro com Cavaco Silva em Belém, mas agora, o antigo banqueiro revela que afinal teve duas reuniões com o Presidente da República. Numa carta dirigida à comissão de inquérito ao BES – e a que o Observador teve acesso em exclusivo -, Ricardo Salgado diz ainda que se encontrou duas vezes com Pedro Passos Coelho, com Maria Luís Albuquerque, uma vez com Carlos Moedas, então secretário de Estado Adjunto do primeiro-ministro, uma vez com Durão Barroso, então presidente da Comissão Europeia e ainda com Paulo Portas, vice-primeiro-ministro.

Se uma grande parte destes encontros já era conhecida, revelada pelo próprio aquando da sua audição na comissão de inquérito no início de dezembro, Salgado detalha agora as datas de todos os encontros que não eram do conhecimento público. Perante os deputados da comissão, Salgado admitiu ter-se encontrado com Cavaco Silva em março de 2014 para o assegurar das boas relações mantidas com Angola. No entanto, disse ainda que o Presidente “não teve mais nenhuma intervenção neste processo”. Agora, na carta enviada esta quinta-feira por Salgado à comissão, este admite ter-se encontrado novamente com Cavaco Silva em maio de 2014 para fazer um “pedido de apoio institucional” e “confiança nos planos de recuperação” do BES.

Outro encontro desconhecido até agora era a reunião com Paulo Portas também em maio. O intuito do encontro é o mesmo por que marcou a reunião com o Presidente e o banqueiro terá oferecido os mesmos argumentos ao vice-primeiro-ministro. Estes esclarecimentos chegam agora ao Parlamento depois de um requerimento do Bloco de Esquerda para que os encontros e os seus efeitos fossem detalhados pelo antigo líder do grupo Espírito Santo.» [Observador]
   
Parecer:

O engraçado é que todos dizem que foram apanhados de surpresa.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se a Cavaco se ainda acha que não lhe disseram tudo.»

 Ana Gomes não larga os calcanhares do Paulo Portas
   
«A eurodeputada socialista Ana Gomes anunciou, esta quinta-feira, que irá avançar com um pedido de reabertura do processo dos submarinos. Apontando várias falhas à investigação do Ministério Público, que arquivou o caso, a eurodeputada colocou em cima da mesa um dado novo: uma escuta telefónica de 2005, na qual Paulo Portas, no contexto de uma viagem à Alemanha, terá dito que ia aproveitar para "tratar daquilo ao Canalis". Para Ana Gomes, este último poderá ser Michel Canalis, gestor de fortunas na empresa Akoya, e que está sob suspeita de fraude fiscal e branqueamento de capitais no processo "Monte Branco".

Para Ana Gomes, os procuradores do Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) não investigaram se, em 2004, ano em que o governo decidiu atribuir a compra de dois submarinos ao consórcio alemão, "certas decisões terão sido retribuídas". "E, no entanto, levantam interrogações a incongruência existente nas Declarações de Rendimentos e Património à guarda do Tribunal Constitucional de Paulo Portas, onde declara a morada de sua Mãe como residência pessoal", refere a eurodeputada.» [DN]
   
Parecer:

Pobre Portas.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»
   
 photo Mike-Reyfman-2_zpsacc096bb.jpg

 photo Mike-Reyfman-4_zpsa772eb7e.jpg

 photo Mike-Reyfman-1_zps34e1a1a6.jpg

 photo Mike-Reyfman-5_zpsbf8f3b3e.jpg

 photo Mike-Reyfman-3_zps3b05e8d5.jpg
  
blog comments powered by Disqus