segunda-feira, novembro 11, 2013

Deixem passar a merda do OE!

Toda a gente sabe que este orçamento é tão mau que nem merece qualquer debate, trata-se de um acto próprio de gente que acha que o país já está em ambiente de guerra civil e usam o que resta do poder institucional para atacarem os grupos sociais que aprenderam a odiar em debates de discoteca.
 
Toda a gente sabe que este OE está recheado de normas inconstitucionais e que foi feito como se o projecto de revisão constitucional em tempos propostos por Passos Coelho tivesse sido aprovado. O governo, os rapazolas da troika, a besta de Bruxelas, os banqueiros, alguns senhores promovidos à pressa a economistas de renome, todos eles sabem que o OE não passa no constitucional e por isso se desdobram em pressões sobre os juízes daquele tribunal.
 
Vou juntar a minha voz aos que querem que o OE passe, mas não vou fazer pressões ou dizer que os princípios constitucionais são as opiniões dos Vítor Bentos que por aí pululam na caca em que se transformou a política portuguesa. Acho que este OE é uma merda, acho que é despudoradamente inconstitucional mas venho apelar aos juízes do Tribunal Constitucional que fechem os olhos à aberração e o deixem passar.
 
Dizem que ocorreu um milagre económico, que Portugal irá concluir com sucesso o programa de ajustamento, são os mesmos que já dizem que nem sempre concordaram com a troika e que em tempos até lambiam o rabiosque aos rapazolas da troika se estes manifestassem tal desejo. São os mesmos que em tempos diziam que ermos melhor do que os gregos, que se colaram aos irlandeses para irem aos mercados e declararem o fim da crise.
 
Se o Tribunal Constitucional declarar a inconstitucionalidade das principais medidas de austeridade a troika e o governo vão atribuir à Constituição a culpa pelo insucesso de uma política económica idiota. Até Cavaco Silva dirá que tudo fez para que com o apoio do PS o OE fosse apresentado como uma solução de excepção apoiada por muito mais do que um terço dos deputados.
 
Chumbar este OE é desresponsabilizar o governo, a troika e gente como Durão Barroso, Cavaco Silva, Vítor Bento, Ulrich e muitos outros que tudo têm feito para resolver a crise portuguesa à custa da classe média e à margem de qualquer solução global. Foram os que tentaram enganar os portugueses sugerindo que a culpa da crise estava nos excessos no consumo dos mais pobres ou dos menos ricos.
 
Chumbar o OE é desresponsabilizar a direita e a troika pelo desastre das suas opções políticas. Com ou OE esta política falhou e basta uma pequena quebra na procura externa para a economia portuguesa passar do milagre anunciado pelo mister Super Bock ao colapso. Com ou OE Portugal não escapará a um segundo resgate, um segundo resgate desejado por uma direita que a coberta da troika está a governar em roda livre.
 

Por favor senhores juízes do Tribunal Constitucional deixem passar esta merda de OE, talvez assim o Paulo Portas se lembre que em 1640 o representante local do ocupante foi atirado pela janela.



blog comments powered by Disqus