segunda-feira, dezembro 29, 2014

Umas no cravo e outras na ferradura



   Foto Jumento


 photo _Xabregas_zps9da3e66f.jpg

Xabregas, Lisboa
  
 Jumento do dia
    
Passos Coelho

O gosto pelo turismo à custa dos contribuintes tomou conta de um governo que começou com a decisão populista de só viajar em turística, ainda que se tenha esquecido de impedir os governantes de se instalarem em hotéis de luxo. A vadiagem dos membros do governo é tanta que alguns ministros quase não são vistos em Portugal, como é o caso do irrrevogável Portas, enquanto outros não perdem a oportunidade de se baldarem em viagens para o estrangeiro como foi acusado Crato.

A pouca vergonha é tanta que o próprio Passos Coelho receia que com um governo que parece que só cá esteve para obter o visto gold dificilmente ganhará as eleições. O que lhe vale é que o MP não viaja tanto e faz mais pelo PSD do que os ministros do governo que andam a tirar a barriga de misérias antes que a "mama" acabe,

«Foi na última terça-feira, em Cascais, no restaurante da Cidadela. Passos convocou o Governo todo para um almoço de Natal. E avisou: "As eleições não se ganham no estrangeiro. Ganham-se cá dentro, em Portugal"

O que os governantes ouviram foi, segundo contou esta noite Marques Mendes na SIC, um "forte apelo" do primeiro-ministro à mobilização dos governantes "com vista às eleições".

Passos Coelho terá mesmo surpreendido os presentes ao dizer especificamente aos membros do Executivo que em 2015 passem menos tempo a viajar e passem mais tempo em Portugal, no terreno, contactando a população: "As eleições não se ganham no estrangeiro. Ganham-se cá dentro, em Portugal", terá dito o primeiro-ministro, segundo contou o comentador político da SIC.» [DN]

   
   
 photo Naki-4_zps64540bfe.jpg

 photo Naki-3_zps432fef48.jpg

 photo Naki-2_zps4db72db6.jpg

 photo Naki-12_zps2ef2e521.jpg

 photo Naki-5_zps0c572372.jpg
  
blog comments powered by Disqus