domingo, março 30, 2014

Semanada

Este governo tem um qualquer problema insanável com os briefings, primeiro foi o espalhanço do pequeno Lomba (já repararam que o governo e o PSD tem tanta gente zipada que devia pagar direitos ao WinZip?), agora foi o Leite Martins, secretário de Estado da Administração Pública, a ser frito na frigideira da comunicação social. Estava tudo a correr bem, o Portas despareceu, o Passos estava em Moçambique, a Maria Luís fechada no gabinete, estavam reunidas as condições para os pensionistas e funcionários começarem a ter uma ideia do que lhes iam fazer, só faltava o leite Martins dizer umas coisitas aos jornalistas. Mas tudo correu mal e ninguém assumiu a responsabilidade pela manobra, o Leite Martins foi promovido a mexilhão.
  
O país foi surpreendido pela quantidade de gente rica que com contas bancárias de mais de cem mil euros ainda pediam o rendimento mínimo, o escândalo foi tal depois da denúncia de Paulo Portas que até o merceeiro do Pingo Doce esteve à beira de telefonar ao Amorim e ao Belmiro de Azevedo para propor um comunicado conjunto onde os três homens mais ricos do país declaravam que podem subsídios e outros benefícios de dezenas de milhões de euros, mas nunca foram tão longe ao ponto de pedir o rendimento mínimo, isso já seria demais para a sua idoneidade.
  
Os três ricaços estiveram ainda para pedir ao António Barreto par esclarecer o país informando que eles ainda não tinham sido vítimas do empobrecimento colectivo, não tendo passado à condições de pobres. O conhecido sociólogo poderia tranquilizar os portugueses, o dinheiro que resta ao país continua em boas mãos e sempre vão sendo criados uns quantos empregos como repositores de supermercados ou part-times nas suas caixas. O país está cheio de pobres mas pode festejar pois está melhor e o melhor sinal disso é precisamente o aumento da fortuna dos nossos ricos.
  
Também a ser vítima de alguma pobreza, mas neste caso pobreza de espírito, foi o José Rodriguies dos Santos que decidiu fazer um frete e achou que indo ao arquivo da São Caetano à Lapa ou do Largo do Caldas trazia umas citações que arrumava com a narrativa da narrativa de José Sócrates. O muito british jornalista tuga foi tosquiar e regressou tosquiado, acabou por ser vítima da má preparação do seu golpe baixo, perdeu muita da sua credibilidade à esquerda e agora é uma anedota. Qual será a compensação pelo frete?



blog comments powered by Disqus