terça-feira, julho 02, 2013

Uma maioria, um governo, um presidente e a Maria Luís

Parece que a política económica desta grande maioria, que vai de Belém até São Bento, sofreu uma grande evolução, até aqui as previsões falhavam e como a Nossa Senhora de Fátima é pouca dada à econometria de pouco servia a intimidade da Dona Maria com a Santa. Agora o país deixa de ter previsões, com uma ministra dada a jogos de sorte e azar as previsões da economia portuguesa passam a estar cotadas nas casas de apostas de Londres. A partir de agora Cavaco Silva deixará de prever coisas como o crescimento e a criação de emprego nos segundos semestres de todos os anos, ou assegurar que a meta do défice será mais uma vez cumprida, limitar-se-á a sugerir que respeitemos os mercados e manda-nos consultar as casas de apostas.
  
Cavaco deve achar que o Palácio de Belém está embruxado e não seria de admirar, agora que o exorcismo voltou a estra na moda na Igreja Católica, a requisitar os serviços do padre Gabrielle Amorth, o famoso exorcista da diocese de Roma, porque isto já não vai lá com rezas e promessas à santinha da Cova da Iria. Longe vão os tempos em que Cavaco jogava nas acções da SLN e ganhava, era um tempo feliz e se tudo correu mal foi porque os gestores do BPN não eram tão competentes como o Hora Osório.
 
Agora que Cavaco conseguia o seu velho sonho tudo lhe correu mal e o Palácio de Belém parece a primeira fila do purgatório, tantas são as almas penadas que lá estão sentadas assistindo ao espectáculo. O último fantasma foi precisamente o do Horta Osório, esse brilhante banqueiro de sucesso tão admirada pela nata e pela borra da gestão das nossas empresas públicas, o grande campeão da venda de swaps do Banco Santander.
 
Toda a gente sabia que Cavaco não se perdia de amores por um Vítor Gaspar que nem se dava ao trabalho de ler o que ele dizia sobre a política económica do governo, era um espinho nessa maioria laranja há tanto desejada. Graças aos swaps Gaspar recebeu uma prenda do Horta Osório, a única gestora de empresas públicas que ganhou dinheiro com tóxicos, o equivalente na actualidade aos primeiros clientes da Dona Branca, mais uma vedeta da economia portuguesa que emergiu com o Cavaquismo.
 

Cavaco tem todos os motivos para ser um homem feliz, feito o trabalho do padre Gabrielle Amorth Portugal está como ele sempre desejou, uma maioria, um governo e um presidente e ainda mais uma prenda inesperada, a Maria Luís, uma especialista em ganhar dinheiro com tóxicos, algo que já não se via desde o tempo em que as saudosas acções da SLN rendiam 100%, digamos que a Maria Luís está para os swaps como certos investidores estavam para o BPN.
blog comments powered by Disqus