terça-feira, junho 17, 2014

Ajustamento na bola

Ainda bem que o Passos Coelho não foi ao Brasil, imaginem o que seria ver Passos Coelho cumprimentar a senhora Merkel com aquele ar de quem se rebaixa em sinal de obediência e admiração, já nos bastou ver o Jerónimo de Sousa a cumprimentar Cavaco agarrando-lhe a mão direita com as duas mãos e com um ar que lembrava um pároco de aldeia a cumprimentar o papa. Passos Coelho fez bem em ficar em Portugal para combater os sarracenos do tribunal constitucional.
  
Imagine-se o que seria ver Passos Coelho a explicar à senhora Merkel que somos mais simpáticos do que a Grécia. No último Europeu os gregos tiveram o desplante de enfrentar a Alemanha em Gdansk e marcar dois golos aos boches. Nós não somos pobre e mal agradecidos, perdemos pelos mesmos quatro mas não tivemos a ousadia de marcar, fomos tão simpáticos que até oferecemos golos que os alemães desperdiçaram.
  
À falta de juízes do Constitucional, desta vez o juiz não foi escolhido pelo PSD mas sim pela FIFA, a culpa foi de uma interpretação demasiado rigorosa das regras do jogo, só assim se explica a grande penalidade e a expulsão de Pepe. Portugal ainda pediu uma aclaração das regras do jogo em matéria de grandes penalidades mas o juiz ignorou a nossa pretensão e não marcou penalti a favor de Portugal.
   
Segundo o balanço final apresentado pelo seleccionador Portugal comportou-se bem, o problema foi o desemprego a mais e o crescimento a menos, enfim, a equipa perdeu mas no final do jogo estava melhor. É uma pena que Cavaco ainda não se tenha pronunciado, é bem provável que recordasse alguma crónica futebolística em que tivesse avisado para as fífias do Patrício, para a baixa estatura do Pereira ou para os instintos violentos do Pepe. Ou, o que seria mais certo, diria que Portugal tem um futuro à sua frente e só depende de si próprio.
  
Ajustada a equipa agora é hora olhar em frente, de crescer, basta ganhar dois jogos e passaremos esta fase difícil, até poe ser que os jovens emigrem menos e que a taxa de natalidade recupere para que no próximo campeonato possamos ter algum novo jogador, porque neste torneio a selecção até parece pertencer ao clube recreativo do Palácio de Belém.
  
Tenhamos esperança, até porque o Pires de Lima já deixou de ver apenas os jogos de outras selecções, ele até já conseguiu ver um jogo de Portugal, por coincidência logo no jogo com a Alemanha, e o Paulo Portas já instalou o relógio da contagem decrescente até ao jogo da final, apostando em mais uma saída limpa.
 
 
blog comments powered by Disqus