terça-feira, setembro 15, 2015

Cemitério

Não fosse a falta de paciência para aturar o esganiçado do CDS a estratégia de Passos Coelho de fazer de morto faz sentido como se percebeu pelo debate com o líder da oposição. Passos não tem condições para debater a generalidade dos temas que interessam ao país, ele falhou na sua ambição de a coberto da troika promover uma evolução liberal na economia ia e na sociedade. 
  
Arriscou transformando Portugal num banco de ensaios para teses económica mal estudadas e os resultados estão à vista, quatro anos sem investimento, sem criação de emprego e com o agravamento da generalidade dos problemas nacionais. Resta a Passos a criação de uma realidade virtual e esconder, evitando a todo o custo ser confrontado com o país real.
  
Não foi um mero acidente, foi um político mal preparado e com fracos dotes intelectuais e técnicos armado em ideólogo de uma mudança que ninguém aprovou. Mas não estamos perante um problema de competência de um primeiro-ministo, quase todo o seu governo foi incompetente.
  
É por isso que não é apenas Passos a armar-se em morto, todos os seus ministros com excepção do esganiçado estão fazendo de mortos, do lado dos pafiosos a campanha eleitoral parece ser um cemitério. Há ministros que mal se aproximou o período eleitoral desapareceram, estão escondidos.
  
Não convém a Crato que nos lembremos dos seus falhanços ou dos seus financiamentos a colégios privados enquanto asfixia a escola pública. Aguiar-Branco ficará ara a história pelo famoso drone e do Alfeite. Paulo Macedo vai ter de esquecer as suas missas de acção de graças dos tempos da DGCI e organizar misas em memória dos que morreram abandonados nas urgências ou uma missa do 7.º dia pelo seu governo. De Rui Macete pouco mais se falará dos das baboseiras ditas a uma rádio de Angola. A Paula Teixeira da Cruz será de má memória para a Justiça.
  
O problema deste governo não foi apenas da troika ou da dose de troika, com ou sem memorando, com ou sem crise, este foi um governo de incompetentes e até é bom que se façam de motos. Melhor ainda é que depois das eleições Passos e os seus incompetentes sejam declarados politicamente mortos por muitos e bons anos.


blog comments powered by Disqus