sexta-feira, setembro 04, 2015

Quem matou Aylan Kurdi?

Enquanto muito boa gente chora lágrimas de crocodilo pela criança encontrada morta numa praia da Turquia é bom dizer que a culpa não foi das ondas que viraram o barco de refugiados em que a família de Aylan Kurdi tentava chegar à Europa. Antes dessa criança muitas outras morreram na Síria, na Líbia no Iraque e em muitas outras terras democratizadas por políticos sem escrúpulos e por serviços secretos geridos por doentes mentais.
  
Aylan foi morto por gente como George Bush, Toni Blair, Durão Barroso para referir os primeiros responsáveis pela cruzada contra os regimes árabes menos amigos. É bom recordar os argumentos usados por Bush para invadir o Iraque, recordar o chá oferecido por Durão Barroso e a alegria com que enviou os sub-agrupamento Alfa da GNR para o Iraque, com o argumento de que isso nos daria acesso aos milhões da reconstrução daquele país financiado pela exploração do seu petróleo. 
  
Aylan foi morto por aqueles que viam libertadores democratas nos extremistas islâmicos da Chechénia, gente que hoje está promovendo a mesma democracia na Síria e no Iraque, nas fileiras do Estado Islâmico, matando curdos como o Aylan, cristãos, xiitas e yazidis. Foi destes democratas chechenos e de outros que promoveram a Primavera Árabe que tinham a solidariedade condoída de muito europeu que o Aylan fugiu, são os mesmos democratas que destruíram Palmira.
  
Aylan foi morto pelos serviços secretos sem escrúpulos que com políticos fracos, oportunista ou sádicos, não têm o mais pequeno respeito pelos direitos humanos, nalguns casos nem mesmo dos seus concidadãos. Como sírio e como curso Aylan ainda era uma criança mas não lhe faltavam inimigos como os políticos ocidentais que elegeram os países governados por partidos Baas como alvos da sua detruição, Israel e a sua Mossad a quem interessa a destruição da Síria ou a desestabilização do Egipto, a começar pelo Sinai onde já está instalado o Estado Islâmico, a Turquia que depois do genocídio dos Arménios não se importaria de fazer desaparecer os curdos.
  
Quem matou Aylan foram os promotores de primaveras da treta, as potências sem escrúpulos que não olham a meios e consequências para aceder a matérias-primas, os regimes fundamentalistas aliados do Ocidente. Quem matou Aylan foram os políticos imbecis e sem escrúpulos, desde o Durão Barroso ao Blair, desde a Mwerkel ao Hollande, desde o Paulo Portas ao seu amigo íntimo Donald Rumsfeld.
 
  
blog comments powered by Disqus