segunda-feira, junho 17, 2013

Jumento do Dia

  
Nuno Crato

Desde a primeira hora que Nuno Crato decidiu enfrentar os professores aproveitando-se dos exames para usar alunos e encarregados de educação como carne para canhão na sua guerra, gesto ideológico que vai de encontro à prática de um governo que costuma decidir sempre no pressuposto de que divide os portugueses.

Nuno Crato podia ter sido honesto com os professores mas não foi, podia ter evitado a confusão gerada por uma greve em dia de exames e não evitou, em vez disso avançou para falsas negociações e acabou por usar o académico Maduro usando como uma marioneta mentirosa.

Bastaria que os exames tivessem que ser repetidos por causa de um aluno para que o Crato tivesse saído derrotado, mas foram muitos mais pois a greve teve uma grande adesão. É uma dupla derrota, Crato perdeu contra o professores e contra um país que o ficou a conhecer melhor.

«O ministro da Educação, Nuno Crato, anunciou ao início da tarde desta segunda-feira que no próximo dia 2 de Julho terá lugar um novo exame de Português, marcado para as 9h30. A decisão decorre da forte adesão à greve de hoje por parte dos professores, que comprometeu a possibilidade de os alunos do 12º ano se submeterem à prova.» [Notícias ao Minuto]
blog comments powered by Disqus