quarta-feira, janeiro 29, 2014

Umas no cravo e outras na ferradura


 
   Foto Jumento
 

 photo Basilica_zps935e5577.jpg
     
Basílica da Estrela, Lisboa
  
 Jumento do dia
    
Cavaco Silva

De um Presidente da República espera-se conhecer as suas opiniões e a capacidade de tomar decisões em função delas. É tudo o que o actual presidente da república não fez na questão da co-adopção, se há algum tempo não mandou para o Constitucional um orçamento mais do que inconstitucional, agora nada diz sobre a co-adopção e espera que seja aquele tribunal a dispensá-lo de opinar ou decidir numa questão em que um Presidente tem de opinar.

«O Presidente da República enviou, esta terça-feira, para o Tribunal Constitucional (TC) a proposta de referendo sobre a coadoção e adoção de crianças por casais do mesmo sexo, aprovada a 17 de janeiro apenas com os votos do PSD.

"O Presidente da República, em ofício hoje dirigido ao Presidente do Tribunal Constitucional, requereu a este Tribunal a fiscalização preventiva da constitucionalidade e da legalidade da proposta de referendo sobre a possibilidade de co-adoção pelo cônjuge ou unido de facto do mesmo sexo e sobre a possibilidade de adoção por casais do mesmo sexo, casados ou unidos de facto", lê-se numa nota divulgada no site da Presidência da República.» [CM]
 
 Às vezes o Tribunal Constitucional dá jeito

Que o diga Cavaco Silva, quando precisar de se demarcar do governo até vai dizer que foi o presidente que mandou mais diplomas para o Tribunal Constitucional. Para a história da democracia portuguesa fica a não discordância de Cavaco Silva em relação ao que se decidiu e à forma como se decidiu, o problema é que nunca saberemos qual é a sua opinião, desta vez não convém à gestão da sua imagem.
 
 Como testar os travões de um tanque

   
   
 Três dias depois
   
«O PS exigiu hoje ao primeiro-ministro que especifique em definitivo quais os cortes nas pensões e nos salários que considera transitórios e acusou o Governo de atuar com falta de transparência e de gerar incerteza aos portugueses.

Estas críticas foram feitas por António Galamba, membro do Secretariado Nacional do PS, numa conferência de imprensa em que também acusou o executivo PSD/CDS de ensaiar "manobras de propaganda" e de pretender "vender ilusões".» [DN]
   
Parecer:

O PS reage nesta terça-feira a declarações de Passos Coelho feitas no passado sábado, digamos que isto é fazer oposição disléxica, com um atraso de três dias, quando já ninguém se lembra do que foi dito.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Dê-se a merecida gargalhada.»
  
 Prossegue a novela "Marcelo"
   
«Marcelo Rebelo de Sousa não vai ao Congresso do PSD, que decorre em Lisboa a 22 e 23 de fevereiro. O professor estará na Madeira, onde vai participar numa conferência a convite do Congresso das Misericórdias.

"De todo o modo não pensava ir", afirmou Marcelo ao Expresso. "Desde que saí de líder só fui ao Congresso de Mafra, para matar especulações, em 2010. Não fui ao último. Mas inscrevo-me e pago sempre".

Em 2010, o nome de Marcelo tinha sido insistentemente falado para voltar a liderança do partido. Agora, e segundo as sondagens, é o nome mais forte da sua área política para candidato presidencial. Mas Marcelo considerou-se excluído por Pedro Passos Coelho, que na sua moção ao Congresso defendeu a postura de Cavaco Silva e vetou um perfil presidencial focado na "mediatização", "popularidade" ou num "cata-vento de opiniões".» [Expresso]
   
Parecer:

Isrto vai ser uma espécie de Desafio Final 3, até deviam convidar a Teresa Guilherme e algumas das suas meninas para animar o espectáculo.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Reserve-se lugar na primeira fila.»
   
 Um dia destes o Passos ainda pede a Sócrates para voltar
   
«O Governo já sabe o que querem para Portugal as principais associações empresariais, as grandes empresas, os municípios e os institutos superiores: total prioridade ao investimento ferroviário e aos projetos maritimo-portuários.

O Grupo de Trabalho para as Infraestruturas de Valor Avrescentado (GTIVA), presidido por José Eduardo Carvalho, recomendou ao Governo que seja dada prioridade aos investimentos ferroviários, o que dará nova força aos corredores internacionais para transporte de mercadorias.

Do valor global que o país terá disponível para investir - cerca de 5 mil milhões de euros - o GTIVA propõe que cerca de metade, ou seja, aproximadamente 2,8 mil milhões de euros, sejam canalizados para as infraestruturas ferroviárias.» [Expresso ]
   
Parecer:

Aos poucos vão dando a razão a Sócrates.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»
   
   
 Parece que as vacas alemãs também trabalham mais
   
«A flatulência de 90 vacas provocou uma explosão num estábulo em Rasdorf, na região centro da Alemanha, que destruiu o telhado da estrutura, informou, esta terça-feira, a polícia local.

Fechadas "no lugar provavelmente pouco ventilado", as vacas produziram metano (o principal componente do gás natural) que reagiu "possivelmente a uma descarga eletrostática", referiu um porta-voz da polícia, em declarações à agência France Presse.» [JN]
     

   
   
 photo OkTaYBiNGoL-5_zps16242272.jpg

 photo OkTaYBiNGoL-4_zps625d0ecc.jpg
 
 photo OkTaYBiNGoL-1_zpse33247b2.jpg

 photo OkTaYBiNGoL-2_zps8f9a0d38.jpg
 
 photo OkTaYBiNGoL-3_zps4186abd4.jpg

 
 
 
     
blog comments powered by Disqus