quarta-feira, julho 27, 2016

A estabilidade segundo o Senhor Saraiva

O senhor Saraiva da CIP foi ontem a Belém para defender junto de Marcelo Rebelo de Sousa a estabilidade legislativa, fiscal e política, de caminha ainda fez umas queixinhas em relação ao Bloco de Esquerda, talvez na esperança de que o presidente dê uns açoites nas nalgas da Catarina Martins logo que surja oportunidade.
  
Mas desiludam-se os que esperam que venha discordar do Senhor Saraiva, excepto no que se refere às nalgas da Catarina, não porque as ditas não mereçam umas palmadas, mas porque os bicos de papagaio já não ajudam muito nestas tarefas, principalmente se as nalgas ficam num rés-do-chão.. O facto é que concordo com o Senhor Saraiva e junto a minha à sua voz na defesa da estabilidade.

Concordo com a defesa da estabilidade legislativa e junto-me ao Senhor Saraiva na defesa de política que respeitam a lei fundamental, a Constituição. Junto a minha voz à do Senhor Saraiva quando ele ia a Belém queixar-se a Cavaco Silva da instabilidade legislativa com sucessivas medidas de política económica a serem chumbadas por violarem a Constituição.

Junto a minha à voz do Senhor Saraiva quando ele defendeu a estabilidade fiscal opondo-se a sucessivos aumentos de impostos no rendimento do trabalho e reduções nos impostos sobe o rendimento das empresas. Aliás, o Senhor Saraiva nunca pede reduções de impostos sobre as empresas, como o fez aquando da tentativa de aumento da TSU soe o trabalho, porque é um líder na defesa da estabilidade fiscal.

Alinho com o Senhor Saraiva quando defende a estabilidade política, quando defende que os governos devem emanar de maiorias parlamentares e não de vitórias de Pirro. Aliás, concordo com o Senhor Saraiva quando ele defende uma estabilidade política que resulta da estabilidade social, de emprego estável, de contratos de trabalho que são respeitados, de um modelo social que não assente numa escravatura disfarçada.
  
Nestes últimos anos o Senhor Saraiva foi um campeão da estabilidade que agora defende, nunca se meteu na política, nunca defendeu sucessivas reformas laborais em favor dos empregadores, nunca defendeu sucessivas reduções fiscais em favor das empresas. O problema é que este Senhor Saraiva tem um estranho conceito de estabilidade, mudar tudo todos os dias em defesa dos patrões é estabilidade, defender os direitos e a dignidade de quem trabalha é instabilidade, para ele a estabilidade é medida na conta de lucros e perdas da sua empresa ou nos dividendos que recebe.

Vá à bardamerda Senhor Saraiva!
blog comments powered by Disqus