sábado, julho 23, 2016

Umas no cravo e outras na ferradura


  
 Jumento do dia
    
Maria Luís Albuquerque

Depois de andar tanto tempo a gabar-se da saída limpa, do regresso aos mercados, do pagamento anrtecipado da dívida e dos cofres cheios eis que a ministra do défice acima dos 3% revelou a fórmula mágica do seu milagre, afinal Portugal pode ir aos mercado graças à acção do BCE, acção contra a qual sempre se manifestou ao lado do seu califa de Massamá.
 
Esta extremista sempre se opôs à intervenção do BCE, mas na hora de se gabar dos seus sucessos escondeu que os mesmos não passavam da consequência de um tipo de intervenção de que discordou no passado. Agora que é preciso desvalorizar o trabalho do actual governo esta senhor já sabe do papel do BCE. Enfim, mais cinismo é impossível.

«Portugal não se pode queixar de falta de solidariedade da UE, afirmou esta quinta-feira a ex-ministra das Finanças Maria Luís Albuquerque, pois "se não fosse o Banco Central Europeu não tínhamos financiamento".

"Em 2011 foi o FMI e instituições europeias que evitaram a bancarrota de Portugal", que "beneficiou muito com a UE e ainda agora beneficia", garantiu a vice-presidente do PSD no debate a quatro, moderado pelo jornalista Paulo Baldaia, que se seguiu à intervenção do Presidente da República na abertura da conferência do DN sobre o Futuro da Europa.» [DN]

 We're The Superhumans | Rio Paralympics 2016 Trailer



  
blog comments powered by Disqus