domingo, maio 21, 2017

Semanada

Esta foi a semana mais horrível para Passos Coelho desde que ele se dedica à sua pantominice do primeiro-ministro no exílio, depois de ter anunciado a vinda do diabo, esperando tranquilamente pela queda do governo, o ainda e felizmente líder do PSD engoliu tudo o que de mau previu e mandou a Maria Luís dizer que o mérito do crescimento de 2,8% no primeiro trimestre era todo dele. Já deve ter mudado de opinião, João Salgueiro uma das vozes argumentativas da direita veio agora dizer que o crescimento se deve aos problemas no Médio oriente e no Mediterrâneo.

Foi também nesta semana que os monárquicos declararam apoio á candidata do CDS a Lisboa, com Nuno da Câmara pereira a fazer o elogio de Assunção Cristas usando termos que lembram a famosa explicação dada pelo ministro da Administração interna do governo nado morto de Passos, para o temporal de Albufeira. Nuno da Câmara pereira elogios dotes femininos de Assunção cristas, um verdadeiro modelo de mulher cristã. "Como mulher, a dr.ª Assunção Cristas sabe bem que, para se trabalhar, não se pode usar espartilho nem a saia travada, a saia tem de ser larga e, se necessário, vestir calças, que ultimamente não se sabe onde andam, custam a ver"

Quem apareceu na corrida autárquica a Lisboa foi um atual Teresa leal Coelho e há algumas semanas atrás terá sido indicada por Passos Coelho para o frete da candidatura à capital. A pobre senhor, sem grandes ideias além de uma creche em cada bairro, lá foi imitar a foto de Assunção cristas, que já tinha escolhido o Miradouro de São Pedro de Alcântara, para mostrar aquilo a que o povo chama de “pernão”, sem saia travada e muito menos espartilho, como um estampado de kiwis a lembrar uma salada de frutas.

blog comments powered by Disqus