segunda-feira, junho 12, 2017

Umas no cravo e outras na ferradura



 Jumento do Dia

   
Passos Coelho, traste de Massamá

Passos Coelho está muito indignado porque  alguém que trabalhou em defesa do Estado no processo negocial que levou à reversão da privatização da TAP assuma responsabilidades como administrador daquela empresa em representação do Estado. Onde é que está o conflito entre se ter defendido os interesses do Estado numa negociação e agora ser administrador da mesma empresa em defesa do acionista Estado?

Conflito há em ser ministro da Economia e pouco depois presidente executivo da EDP, ou entre negociar as rendas com a Troika e depois ir para presidente da EDP, ou ainda meter o pai de um secretário de Estado que substituiu outro demitido por pressão da EDP a trablahar nesta empresa, ouy o marido da Maria de Belém ter ido trabalhar também para a EDP, como a EDP fosse uma vaca cheia de tetos para alimentar personagens e personalidades do PSD, de ex-membros do governo do PSD ou de familiares e amigos destes mesmos membros de governos do PSD.

«O líder do PSD, Passos Coelho, considerou no sábado à noite que é “uma pouca vergonha” o Governo nomear para administrador da TAP “o mesmo homem que andou a negociar a reversão” da privatização da transportadora.

“Isto é uma pouca vergonha, não tem outra classificação. E fica tão mal a quem nomeia como a quem aceita”, afirmou Passos Coelho, ao discursar durante a convenção autárquica do PSD de Viseu.

Miguel Frasquilho vai ser o novo presidente do Conselho de Administração da TAP, confirmou no sábado o jornal Expresso, que avançou ainda o nome do advogado Lacerda Machado e da líder da Fundação Serralves, Ana Pinho, para vogais.» [Expresso]

blog comments powered by Disqus