sexta-feira, julho 12, 2013

O PREC da dona Maria

Um mundo está de pernas para o ar, quando era puto um beijo na boca no jardim da minha terra custou 500$00 de multa a muito jovem, agora aqueles dois cotas do barrocal algarvio vão a uma missa nos Jerónimos e debaixo das barbas do patriarca arrefinfam com um xuxo presidencial! Por este andar a dona Maria ainda aparece a fumar na cama e da próxima vez que o casal vá à missa em vez de estarem dois cadeirões aveludados está à sua espera um sofá cama.
  
Quando o país se distraía da crise é surpreendido por uma crise que mais parecia a festa da entrega dos globos de ouro, cada vez que chegava um artista pimba ouviam-se os fans a aplaudir. Não admira que a dona Maria pensasse que estava num festival de Vilar de Perdizes e tivesse desatado à marmelada. Quem tivesse passado junto aos Jerónimos, se não fosse o batalhão de jornalistas e seguranças teria pensado que a Igreja Universal do Reino de Deus tinha comprado a Igreja de Santa Maria de Belém, tanto aplauso só poderia ser explicado com mais um milagre do bispo Macedo.
  
Cavaco deve ter gostado tanto de fazer cenas em público e talvez por isso mudou de postura presidencial. Cansado da sua magistratura de influência, silenciosa, fora das vistas do público e sem direito aos louros pelos seus grandes resultados, Cavaco Silva adoptou a magistratura da peixeirada, agora em vez de falar com os partidos no recato do palácio põe a boca no trombone em plena televisão, o que não é mais do que a versão presidencial do cachucho nos Jerónimos.

De um dia para o outro o governo deixou de depender apenas do parlamento, como estava escrito na Constituição desde o ano não sei quantos, para entrar num PREC cavaquista. Nos anos 70 o governo de Pinheiro de Azevedo ficou famoso por ter feito greve, agora temos um governo em que não se sabe se é ou deixou de ser e são os ministros que dizem que estão trabalhando. No PREC cavaquista perguntamos aos ministros se ainda o são e se levantarem o braço é porque governam.

Compreende-se que Cavaco Silva seja solidário com os portugueses e corte nas despesas do palácio, mas convenhamos que substituir os assessores e adjuntos pela dona Maria pode dar maus resultados. Esta ideia de não se dizer se aceitou ou não a remodelação do governo, de se referir ao governo como sendo o "actual" governo e de propor um compromisso de salvação nacional que mais parece o Compromisso Portugal apoiado num governo dirigido por Passos Coelho só pode ter sido coisa da dona Maria. Enfim, as donas Marias começam a ser uma sina deste país.
 
Já tivemos um PREC revolucionários, com Pedro Santana Lopes o país evoluíu para o PREC das gajas, Passos Coelho abriu o PREC das discotecas, agora parece que o país entrou no PREC da DOna Maria.
blog comments powered by Disqus