quarta-feira, julho 24, 2013

Umas no cravo e outras na ferradura


 
   Foto Jumento
 
 photo argolas_zpsc8b23ae2.jpg
 
Sinais da crie, Rossio, Lisboa
    
 REMODELAÇÃO: "IT'S A BOY!"

 photo boy_zpsa313f03d.jpg

 Remodelação: Cavaco não se esqueceu de emitir a factura
 
 photo factura_zps4e602f11.jpg
 
 Remodelação: abram-se as garrafas de champanhe chinês
   
 photo Mexia_zps9bf24acb.jpg
 
A EDP também emite facturas...

 Remodelação: a boa imprensa alcoólica do Mr. Tremoço

 photo Tremoccedilo_zpsa8d34aa4.jpg
 
 Ainda é publicado o Diário da República?
 
Com um governo que quase nada faz e que está parado há quase um mês faria todo o sentido que o Diário da República passasse a ser publicado com segundo caderno do Borda d'Água.
 
 O progresso segundo Portas

Portugal abandona o negócio dos pastéis de nata e aposta nos aperitivos naturais, para ministro das Economia vai o Mr. Tremoço.
 
 Duas dúvidas
 
Este governo é de Passos Coelho, do Cavaco ou o melhor que se arranjou para agradar aos mercados?
 
O termo da legislatura vai ser o estabelecido pela Constituição ou vai ser decidio por Cavaco em função dos mercados?
      
   
 O olheiro muda-se para a educação
   
«“É minha intenção propor ao Conselho Nacional de Educação que se proceda a uma avaliação detalhada da sua concretização. A decisão de rever, alterar ou substituir a Lei de Bases é uma opção política, da estrita competência da Assembleia da República. Entendo porém que essa avaliação poderá ser um contributo de extrema utilidade para sustentar a melhor decisão”, disse hoje David Justino, perante os deputados.

O também ex-ministro da Educação do XV Governo Constitucional, liderado por Durão Barroso, esteve hoje na Comissão de Educação, Ciência e Cultura da Assembleia da República, para apresentar aos deputados as suas intenções para a presidência do CNE nos próximos quatro anos, na véspera de o seu nome ser votado pela Assembleia da República.» [Notícias ao Minuto]
   
Parecer:

Parece que o cavaquismo agora que estava à beira de ser enterrado tenta mexer-se e David Justino até tem as ideias que não teve quando era ministro.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»
  
 A ministra que nada sabia...
   
«O requerimento surge na sequência da audição esta manhã do antigo diretor-geral do Tesouro Pedro Felício, onde este afirmou que falou a Maria Luís Albuquerque sobre 'swap' aquando da tomada de posse desta como secretária de Estado, tendo-lhe enviado no dia seguinte um "ponto da situação".

"Recordo-me que no dia da tomada de posse tivemos uma reunião", disse Pedro Rodrigues Felício no Parlamento, explicando que nessa conversa, em junho de 2011, com Maria Luís Albuquerque "foram levantadas uma série de questões", como as medidas da 'troika', assuntos do dia a dia e também os 'swap'.

O antigo diretor-geral do Tesouro e Finanças, que exerceu funções entre 10 de maio de 2010 e 15 de agosto de 2011, afirmou ter enviado a Maria Luís Albuquerque um e-mail a 29 de junho de 2011, um dia após a tomada de posse como secretária de Estado do Tesouro e Finanças, que continha "um ponto de situação" sobre as perdas potenciais dos 'swap' em quatro empresas.» [Notícias ao Minuto]
   
Parecer:
 
Pobre senhora, só soube e ouviu falar de swaps muito depois de estar no governo....
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se à senhora em que altar pretende ficar quando for canonizada como a santinha dos swaps.»
   
 O "informador" profissional
   
«"Eu fiz o meu trabalho, tentei ser profissional naquilo que o senhor Presidente da República fez. Agora eu não tenho estados de espírito relativamente a estes processos e também não foi com estados de espírito que estive presente. Faço uma análise, que transmiti ao Presidente, devidamente fundamentada, mas como é natural não a vou divulgar", disse David Justino, à saída de uma audição na Comissão Parlamentar de Educação, Ciência e Cultura da Assembleia da República.» [Notícias ao Minuto]
   
Parecer:
 
pelos vistos falhou, não houve acordo e o presidente só disse baboseiras politiqueiras.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»
   
 Remodelação anunciada no Facebook
   
«Pelas 12:00, um assessor de Álvaro Santos Pereira, João Gonçalves, jurista, deixou no Facebook um desabafo que indiciava a remodelação do seu ministro, pondo-o à conta de uma conspiração entre "interesses e negociatas": "Desta vez não é o PR nem o PM que anunciam uma remodelação em primeira mão. São os interesses e as negociatas. Álvaro Santos Pereira - que comete o "crime" da independência - é removido por eles do Ministério da Economia e do Emprego. Boa tarde e boa sorte."
  
Informações não confirmadas oficialmente indicam que o seu sucessor será o dirigente centrista António Pires de Lima, presidente da Unicer (a fábrica da Superbock), uma mudança pela qual Paulo Portas há muito batalhava.» [DN]
   
Parecer:
 
Ao que isto chegou, agora são os assessores que substituem Cavaco no Facebook!
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Dê-se a merecida gargalhada.»
   
 Alberto João, o agricultor
   
«A Fundação Social Democrata (FSD) recebeu, pelo menos 1,1 milhões de euros de apoio no âmbito do programa de Desenvolvimento Rural, depois de ter apresentado um projeto no final de 2009, princípio de 2010, com uma despesa elegível no montante de 1,6 milhões de euros, avança hoje o DN da Madeira.

De acordo com este jornal, a FSD viu o projecto aprovado e, desde então, tem vindo a receber o financiamento previsto. Em 2011, aquando do inquérito aos institutos, fundações e entidades públicas empresariais, Alberto João Jardim, presidente do Conselho de Administração com funções não executivas, disse estar "à vontade" porque a FSD nunca havido recebido "um tostão" do Estado ou da Região Autónoma.

Segundo o DN madeirense, a FSD recebeu, pelo menos 1,1 milhões de euros de apoio, montante que resulta das listagens publicadas pelo Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas, I. P. (IFAP), com os nomes das entidades beneficiárias de "subsídios, subvenções, bonificações, ajudas e incentivos, atribuídos a pessoas singulares ou colectivas exteriores ao Sector Público Administrativo", atribuídos no âmbito da actividade do referido Instituto.» [DN]
   
Parecer:
 
Não há vergonha na cara desta gente.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Investigue-se.»
   
 As previsões económicas é da tutela do Poiares
   
«O ministro-adjunto e do desenvolvimento regional, Miguel Poiares Maduro, afirmou hoje durante a inauguração do ‘eco resort' de Pedras Salgadas, detido pela Unicer, que o trimestre que agora terminou "é o primeiro em dez trimestres de regresso ao crescimento económico do País". 

O anúncio surge um dia antes da divulgação da última síntese de execução orçamental e quando faltam algumas semanas para o INE revelar a primeira estimativa sobre a evolução do PIB no segundo trimestre - a data indicativa é 14 de Agosto.» [DE]
   
Parecer:
 
Nunca os indicadores económicos foram divulgados tão cedo.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Aguarde-se pela execução orçamental.»
   
 Tantas vezes vai à fonte...
   
   
«A ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, foi hoje chamada de urgência ao Parlamento para voltar a dar explicações sobre a sua actuação enquanto secretária de Estado do Tesouro no caso dos swaps. Esta é a segunda vez que a governante é chamada a dar esclarecimentos sobre este tema.

"Depois de ouvir especificamente os seus esclarecimentos [de Carlos Costa Pina, ex-secretário de Estado do Tesouro], o Bloco de Esquerda entendeu requerer a actual ministra das finanças nesta comissão", anunciou Ana Drago, deputada bloquista.

"Os deputados desta comissão têm sido confrontados com versões contraditórias sobre os factos ocorridos", acrescenta o requerimento apresentado ao presidente da comissão. "Numa altura em que o Governo aperta os portugueses com sucessivas medidas de austeridade é totalmente inaceitável que se peçam ainda mais sacrifícios para se pagar prejuízos de contratos especulativos que podem superar os três mil milhões de euros", defende o BE.» [DE]

«"A Refer era sobre esse ponto de vista um caso singular. Era o único caso onde o valor dos contratos aumentava em função da subida da taxa de juro. O gestor procura cobrir a subida da taxa de juro, não a descida, porque a descida já está coberta", afirmou o antigo secretário de Estado de Teixeira dos Santos no anterior Governo, sugerindo que estes iam contra a informação conhecida na altura.

Costa Pina, que se foi recusando ao longo da audição a falar sobre contratos individuais, acabou por fazer comentários aos contratos celebrados pela empresa gestora das redes ferroviárias, na qual a agora ministra das Finanças foi diretora financeira entre 2001 e 2007.

O antigo governante disse também que durante quatro trimestres não existiram dados relativos aos contratos celebrados pela Refer nos boletins trimestrais da Direção-Geral do Tesouro e Finanças (DGTF).

"Nós temos a informação sobre a evolução do valor ‘mark to market’, do justo valor, dos contratos da Refer e das respetivas análises de sensibilidade da Refer nos respetivos trimestres, segundo e terceiro trimestre de 2011, e depois temos quatro trimestres em que a informação está a zero nos vários boletins trimestrais. O senhor deputado vai ao site e fica naturalmente surpreendido", afirmou perante os deputados da comissão de inquérito que analisa a celebração destes contratos ‘swap’ pelas empresas públicas.

Carlos Costa Pina mostrou ainda surpresa por ainda não ser conhecido o boletim trimestral da DGTF relativo ao primeiro trimestre deste ano, onde estão incluídas as perdas potenciais destes contratos.

No entanto, o último boletim trimestral, o relativo ao quarto trimestre, foi publicado apenas no final de abril, quatro meses após o fim do período a que a informação diz respeito.» [Notícias ao Minuto]
   
Parecer:
 
Esta ministra vai acabar mal...
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Reserve-se lugar na primeira fila»
   
 Uma solução governamental muito sólida...
   
«Dados do Eurobarómetro da Primavera de 2013 indicam que, no caso de Portugal, a grande maioria dos inquiridos (88%) não confia no Governo de coligação PSD/CDS, chefiado por Pedro Passos Coelho, avança o Diário Económico. No mesmo sentido, 81% dos portugueses não acredita no Parlamento nacional.

No geral, o Eurobarómetro da Primavera de 2013 mostra que, tanto a nível europeu como nacional, a confiança dos cidadãos nas instituições que os representam é bastante baixa. Especificamente no caso português, os resultados da sondagem europeia, hoje publicados, revelam que 71% dos inquiridos considera que as instituições europeias não são de confiança, 81% não acredita no Parlamento nacional e uma esmagadora maioria, 88%, não confia no actual Governo.» [Notícias ao Minuto]
   
Parecer:
 
É Cavaco quem o garante...
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»
blog comments powered by Disqus