sexta-feira, outubro 31, 2014

Umas no cravo e outras na ferradura



   Foto Jumento


 photo _Terreiro_zps895dce2e.jpg

Pombos no Terreiro do Paço, Lisboa
  
 Jumento do dia
    
Passos Coelho

É curioso que a direita que tanto diz que não sabe o que pretende António Costa ainda não tenha reparado que Passos Coelho não passa de um patrão de costa que só navega à vista. A falta de projecto do primeiro-ministro ficou evidente no parlamento quando num mesmo debate disse que os vencimentos dos funcionários públicos seriam repostos em 2016, o que corresponde à decisão do TC, para depois dar o dito por não dito e defender uma redução do corte.

Felizmente cada dia que passa fica mais próximo o fim deste governo incompetente e ridículo.

«Passos Coelho anda às voltas com o que fazer aos cortes salariais da função pública. No discurso inicial, Passos Coelho começou por dizer que ia repor o corte “na íntegra” em 2016. Contudo, em resposta mais tarde, o primeiro-ministro deu uma meia-volta dizendo que apesar de o Tribunal Constitucional impor a devolução integral, ele, caso ganhe as eleições volta a propor uma devolução de 20%.

No discurso, disse o primeiro-ministro, no debate sobre o Orçamento do Estado para 2015, que em 2016 haverá uma “reposição integral” do corte nos salários da função pública. Uma promessa que decorre da última decisão do Tribunal Constitucional que obrigava à devolução dos cortes depois deste Orçamento do Estado uma vez que assumia que a partir de 2016 terminava o “período de exceção”, e que novos cortes “careciam de outro fundamento“.

“Essa reversão é total para todos os trabalhadores do Estado com rendimentos até 1500 euros. E para vencimentos acima desse montante a reversão será de 20 por cento em 2015, e integral no ano seguinte”. E acrescentou: “Se outras propostas não forem feitas entretanto”. Ora, mais tarde, Passos deu uma meia-volta dizendo que se por um lado “a reversão salarial em 2016 deverá ser total – como sabe o Tribunal Constitucional não permitiu que pudesse em 2016 prosseguir com mais uma devolução de 20%“ – se ganhar as eleições legislativas, “devo dizer que que nessa altura não deixarei de apresentar essa proposta: proporei que a reversão seja 20% em 2016. Não deixarei de fazer propostas que eu considero que sejam razoáveis e exequíveis“, insiste.» [Observador]

 O Vira da Nossa Senhora da Agonia

Este Passos Coelho em vez de se ter candidatado a barítono devia ter-se dedicado a cantar o Vira da Senhora da Agonia:

 photo _Viara_zps95c0c86e.jpg
  




 Cuidado com os bombardeiros russos

 photo Tu-95-Bear-H_zps193f15c4.png

Todos os dias os aviões de combate americanos atravessam os céus de todo o mundo, os americanos bombardeiam os países que querem e quando querem e apoiam todos os grupos terroristas que lhes dão jeito a menos que degolem americanos e ninguém se incomoda com o facto. Mas só porque dois aviões russos atravessaram os céus do Atlântico sem sobrevoar o território dos países membros da NATO foi o ai Jesus.

Por cá até houve quem confundisse zona económica exclusiva com território nacional, ignorando que Portugal não tem qualquer soberania sobres os céus de toda essa imensidão de Atlântico.

Será que o ministro da Defesa terá conhecimento de que há navios perigosos no Tejo? Aqui fica a imagem de uma perigosa marinheira russa em Pleno Terreiro do Paço, mesmo em frente às instalações do ministério da Defesa:

 photo _Marinheira_zpsc17e9f8a.jpg

      
 Ah, se as nossas certezas falhadas aprendessem...
   
«Em 2012, Armindo, de 27 anos, estudante de Criminologia, confessou que matou a tia Odete. Na reconstituição foi filmado e há foto do rapaz debruçado a segurar um pano. Legenda num jornal: "Armindo mostra como remexeu na casa da tia Odete antes de fugir." De facto, só um verdadeiro criminoso sabe que para apanhar um pano do chão tem de se debruçar. Um inocente, como se sabe, para apanhar um pano faz flic-flac de costas. No tribunal, porém, Armindo disse que, afinal, não matara. O advogado apresentou registos do telemóvel, do multibanco e da Via Verde que o mostravam longe do local do crime, à hora do crime. Mostrava? Ora, ora, um estudante de Criminologia haveria de saber como se precaver com documentos simulados... Fosse um pastor analfabeto, os registos de telemóvel, multibanco e Via Verde serviriam de desculpa. Mas um estudante de Criminologia?... Está bem, está... Os registos passaram a ser não descarga mas cadastro. O tribunal teve mão pesada, 20 anos. Não tinha ele confessado? Pronto, este caso resolveu-se. Resolveu? Nesta semana, Artur, que morava no apartamento de baixo de Sónia, foi à GNR confessar o assassínio dela, em abril, e, de seguida, confessou a morte da Odete, vizinha do lado, há dois anos... Então, por que raio a confissão do Armindo inicial? Para livrar a mãe, irmã de Odete, também suspeita. Às vezes, por trás de um estudante de Criminologia esconde-se um filho. E isso estraga todas as certezas, não é ?» [DN]
   
Autor:

Ferreira Fernandes.

     
 Condecoração na hora
   
«O Presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, vai ser condecorado na segunda-feira pelo Presidente da República, em Belém, pelo trabalho desenvolvido nos últimos dez anos em Bruxelas.

Durão Barroso cessa o seu mandato no sábado, dia 1, sendo substituído por Jean-Claude Juncker. Segundo soube o Observador, o social-democrata será agraciado com uma das mais altas condecorações do Estado português.

Barroso, que foi primeiro-ministro entre 2002 e 2004, era, juntamente com José Sócrates, um dos dois ex-chefes de Governo que nunca tinham recebido uma distinção por parte do Presidente da República.» [Observador]
   
Parecer:

Nalguma coisa este Cavaco haveria de ser eficaz.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Dê-se a merecida gargalhada.»

 Temos galo-da-Índia
   
«A NATO vai avaliar as situações de insegurança criadas pelas manobras militares russas no espaço aéreo europeu nos últimos dias e tomar as medidas necessárias para acautelar estas ocorrências, disse esta madrugada o ministro da Defesa, José Pedro Aguiar Branco, citado pela Lusa. O governante insistiu ainda na ideia de que o “sistema funcionou”, quando chamado a intervir por parte da NATO.

Em causa está a operação que envolveu esta quarta-feira caças da Força Aérea portuguesa (F16) que escoltaram dois bombardeiros russos para fora do espaço aéreo sobre a jurisdição portuguesa.» [Observador]
   
Parecer:

O nosso ministro é forte quando fala em nome dos outros.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»
  
 A ministra sugeriu, mas não acusou
   
«A ministra da Justiça, Paula Teixeira da Cruz, recusou esta quinta-feira falar em “sabotagem ou outro tipo de crime” a propósito dos problemas do sistema informático Citius.

Teixeira da Cruz quis fazer uma declaração aos jornalistas para dizer que cabe ao Ministério Público apurar se houve crime e que tipo de crime no que se passou no Citius, na sequência do relatório do Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos de Justiça (IGFEJ) que recebeu e que reencaminhou na última sexta-feira para a Procuradoria-Geral da República. “Nunca me ouvirá falar em sabotagem ou crimes, eu enviei factos”, disse.

“O relatório que me foi entregue continha um conjunto de factos. Perante esse conjunto de factos, decidi enviar o relatório para a PGR com um pedido que fosse ponderado a instauração de um inquérito”, afirmou, recusando revelar mais qualquer dado pelo facto de o relatório estar sujeito a segredo de justiça. “Devo ser a primeira pessoa a respeitar o segredo de justiça”, disse, fazendo um apelo direto aos jornalistas no sentido de “diminuirem a criatividade” sobre o que escrevem e dizem acerca do Citius.» [Observador]
   
Parecer:

Que vergonha!
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Vomite-se.»

 Passos encolhe-se perante Portas
   
«O mandato que Paulo portas recebeu do Conselho de Ministros foi para elaborar o guião da reforma do Estado, mas não para comandar essa reforma, confirmaram ao Observador fontes dos dois partidos da coligação do Governo.

Foi no dia 30 de outubro de 2014, precisamente há um ano, que o vice-primeiro-ministro apresentou 120 páginas de medidas.

No fim de semana o primeiro-ministro chamou a atenção para a necessidade de ir mais longe na reforma do Estado, em declarações que foram entendidas como ‘puxão de orelhas’ a Portas, mas o recado era, afinal, dirigido aos ministros todos.

Esta manhã, no início do debate sobre o Orçamento do Estado, Passos distribuiu essa pressão pelos ministérios e corroborou a declaração de Portas de que essas reformas estão inscritas no Orçamento para 2015: “O ano de 2015, alicerçado no Orçamento do Estado, será um ano de importantes reformas”, disse o primeiro-ministro, dando exemplos de medidas constantes do documento, na fiscalidade (IRS e impostos verdes), mas noutras áreas também.» [Observador]
   
Parecer:

Começou por provocar para agora recuar e a grande reforma do Estado é o benefício fiscal das famílias da Opus Dei.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»

 Ministra desastrosa
   
«Ao mesmo tempo, num comunicado enviado às redações, Joana Marques Vidal admite que "os factos descritos naquela participação poderão configurar a eventual prática de crime de sabotagem informática". Um esclarecimento que acontece duas horas depois da ministra da Justiça ter dito, publicamente, que nunca falou no crime de sabotagem informática quando entregou o relatório à PGR.

Mais, Joana Marques Vidal faz questão de "esclarecer ainda que a magistrada do Ministério Público, Maria José Morgado, em momento algum da participação recebida do Ministério da Justiça é indicada como suspeita".» [DN]
   
Parecer:

São cada vez mais os motivos para demitir uma ministra incompetente e que está em descontrolo total.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Demita-se a pobre senhora.»

 Ribeiro e Castro está vivo!
   
«O debate parlamentar sobre o Orçamento do Estado para 2015 aqueceu esta quinta-feira com uma comparação feita por José Ribeiro e Castro. O deputado do CDS não gostou da forma como José Vieira da Silva (PS) se referiu às previsões do Governo para o próximo ano e recuou à era José Sócrates e ao programa Contra-Informação, da RTP, para rebater a intervenção do socialista.

"Eu era conhecido no Contra-Informação como 'Cozinheiro e Castro'. Tendo o senhor deputado sido um ministro desse ciclo [Sócrates], devia identificar a origem da década perdida. Vou usar um princípio que se aplica à cozinha para caracterizar a vossa governação: soufflé. Foi um soufflé o que fizeram à economia. O que nos deixaram foi um Estado falido que não garante nada a ninguém", atirou o ex-líder centrista, reclamando para a maioria PSD/CDS a defesa do Estado Social.» [DN]
   
Parecer:

Só hoje reparei que o homem era funcionário público parlamentar.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Tenha-se dó do senhor.»

 Transferência duvidosa
   
«O director e o director-adjunto do Departamento de Supervisão Prudencial do Banco de Portugal, Luís Costa Ferreira e Pedro Machado, vão sair do supervisor da banca e, a partir de Janeiro, serão sócios da consultora PwC. A renúncia aos cargos que desempenhavam foi anunciada esta quinta-feira pela entidade liderada por Carlos Costa.

É a PwC quem está a conduzir a auditoria ao Novo Banco, ajudando a construir o balanço da instituição que nasceu da intervenção do Banco de Portugal, onde os responsáveis pela supervisão tiveram um papel fundamental. O regulador acabou por intervir no BES, dividindo a instituição em duas, nascendo assim o banco agora liderado por Stock da Cunha.

"O Conselho de Administração tomou conhecimento dos pedidos de desvinculação ao Banco de Portugal apresentados pelo director e director-adjunto do Departamento de Supervisão Prudencial (DSP), Dr. Luís Costa Ferreira e Dr. Pedro Machado, fundamentados na intenção de desenvolverem novos projectos profissionais", lê-se num curto comunicado emitido pelo banco central.» [Público]
   
Parecer:

No BdP conheceram os segredos da banca, agora vão prestar serviços a empresas privadas, incluindo bancos.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Vomite-se.»

   
   
 photo Drew-Hopper-5_zps0a298aea.jpg

 photo Drew-Hopper-4_zpsfb5e1a8d.jpg

 photo Drew-Hopper-3_zps2ce4034f.jpg

 photo Drew-Hopper-1_zpsaa9e11f6.jpg

 photo Drew-Hopper-2_zpse416f378.jpg
  
blog comments powered by Disqus