sexta-feira, julho 10, 2015

Umas no cravo e outras na ferradura



   Foto Jumento


 photo _Moura_zpssjvavmjt.jpg

Moura
  
 Jumento do dia
    
Pires de Lima, santinha da Horta Seca

Pires de Lima, um conhecido brincalhão do CDS, sempre disse que não se metia na gestão das empresas, aliás ele não se mete em nada a não ser passear no estrangeiro e vender empresas públicas. Mas parece que a PT é uma excepção e como estamos em tempos pré-eleitorais é necessário impedir os despedimentos ou, pelo menos, adiá-los para depois da eleições.

«Vamos estar atentos às declarações prestadas [por Armando Pereira, presidente da PT Portugal] de que não irá haver despedimentos. É uma empresa que emprega muita gente", afirmou esta quinta-feira António Pires de Lima, ministro da Economia, no lançamento do programa da PT para a Economia Digital.

Foi um discurso cheio de mensagens o que Pires de Lima fez na primeira conferência de imprensa em que esteve presente Armando Pereira, o acionista português da Altice, a nova dona da PT Portugal. O ministro da Economia apelou a Armando Pereira que cumpra a sua palavra e não faça despedimentos na PT Portugal.» [Expresso]

 A comunicação social e as sondagens

Quando a direita está à frente do PS toda a comunicação social informa que a "coligação ultrapassa o PS nas sondagens", quando acontece o inverso a mesma comunicação social informa que "PS etá à frente das sondagens mas longe da maioria absoluta". Isto ée, fica-se com a sensação de que para a direita governar basta estar à frente do PS, mas para este partido ser governo terá de alcançar a maioria absoluta.

 E temos a pior ministra de sempre

 photo piores_zpscmakozsr.jpg

 A Europa e o FMI têm responsabilidades na Grécia

O facto de todos os governos gregos, incluindo o do Syriza, terem responsabilidades na situação em que a Grécia se encontra neste momento isso não pode esconder as responsabilidades dos chamados credores. Hoje é óbvio que a intervenção na Grécia, como em Portugal, não foi uma ajuda, foi antes a sujeição destes países a uma experiência económica conduzida por economistas obscuros do BCE e do FMI que se revelou um fracasso.

O resultado esperado não era um aumento brutal do desemprego, a migração de quadros para os países mais ricos que assim absorveram os grandes investimentos públicos da Grécia e de Portugal na educação e na investigação, a destruição de sectores da economia, o empobrecimento brutal. A famosa desvalorização fiscal como alternativa no quadro do euro a uma desvalorização cambial foi um fracasso.

Poder-se-á dizer que se estava em águas desconhecidos mas isso não é verdade, basta recuar aos primeiros tempos do que se convencionou chamar de "ajustamento" para se ouvirem muitas vozes a discordar do processo e alertando para aquilo que sucedeu.

O que aconteceu em Portugal roçou o criminoso, pois mal se apanharam com um governo dócil os economistas do BCE e do FMI aprofundaram a sua experiência, promovendo alterações sucessivas do memorando nas costas dos portugueses e com o conhecimento apenas do governo e do seu dócil presidente.

É preciso chamar os bois pelos nomes, os economistas do BCE e do FMI foram incompetentes e a sua incompetência foi criminosa pois dela resultou a fuga de milhares de trabalhadores qualificados e de quadros, a morte de pessoas, a destruição de empresas, a desagregação de muitas famílias. Seriam necessários muitos gangues mexicanos e muitos ladrões para roubar tanto e destruir tanto em tão pouco tempo. É preciso chamar essa gente à responsabilidade pois são criminosos de delito comum.
  
 Preciosismo aritmético

 photo preciosismo_zpsvcnf26mr.jpg

Tal como os especialistas em marketing transformara em moda os preços acabados em ,99, passando a ideia subliminar de o produto "custa menos de..:" também o Jornal de Negócios não fez como todos os jornais e em vez de arredondar para 5% informou que a vantagem do PS nas sondagens é de 4,9%o que significa que convertidos em número de deputados isto vai dar menos uma perna de um deputado, isto é, na próxima legislatura o parlamento vai ter um perneta, já que coxos há lá muitos. A acompanhar o título curioso está uma imagem de arquivo onde Costa parece um santo.

Curiosamente, quando divulgou a última sondagem, em que a coligação aparecia à frente do PS, o Jornal de Negócios deixou-se de marketing e aritmética e arredondou os resultados. Ao fazer o arredondamento a direita aparece com 38% e o PS com 37%

Enfim....

      
 António Costa é melhor em tudo
   
«A sondagem Intercampus feita para o Público, TSF e TVI mostra não só as intenções de voto dos portugueses, isto quando estamos a poucos meses das legislativas, mas também nos permite ter uma ideia de como os portugueses percecionam os líderes dos dois principais partidos. E, neste aspeto, os últimos anos de Governo já terão feito o seu desgaste à imagem de Passos Coelho.

Quando se compara o líder do PS com o líder do PSD, Costa sai vencedor em características como ‘Competente’ (32,9% contra os 27,7% de Passos), ‘Conhecedor de Problemas’ (30,9% para Costa, Passos com 27,1%) ou ‘Trabalhador’ (Costa com 30,7%, Passos com 26,7%).

Costa, aliás, triunfa claramente na principal: 'Quem tem melhores qualidades para ser primeiro-ministro?' Entre os 1014 inquiridos, 42,3% escolhem António Costa. Passos Coelho fica-se pelos 31,6%.

As principais diferenças, saliente-se, são na perceção sobre qual dos dois candidatos é visto como o mais ‘Dialogante’ e também qual mostra maior ‘Sensibilidade social’. Entre os inquiridos, 38,7% escolheu Costa, enquanto 30,3% escolheram Passos como a figura mais dialogante. Já na sensibilidade social, a liderança é clara para Costa (37,4%), contra os 24,5% de Passos.» [Notícias ao Minuto]
   
Parecer:

Esqueceram-se de perguntar qual dos dois é melhor a usar os problemas da esposa para ganhar votos. Também podiam perguntar qual é o mais mentiroso ou o mais bajulador da Alemanha,
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «aça-se a sndagem para que Passos ganhe nalguma coisa.»
  
 Lembram-se do destemido juiz Rui Teixeira
   
«Num dia normal, num processo igual a tantos outros, o juiz Rui Teixeira pediu à Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais o relatório social de um arguido para calcular a pena que teria de lhe aplicar. O relatório chegou em Português da nova ortografia e o juiz de instrução do processo Casa Pia recusou o documento oficial com o argumento de que "pelo menos neste tribunal os factos não são fatos, as actas não são uma forma do verbo atar, os cágados continuam a ser animais e não algo malcheiroso e a Língua Portuguesa permanece inalterada até ordem em contrário". 

Ameaçada com uma coima, a DGRSP reescreveu o relatório no português antigo, o arguido foi condenado e o caso relatado ao Conselho Superior da Magistratura (CSM), que aplicou uma pena de advertência ao juiz porque terá recusado acatar a deliberação do conselho, que diz não ser possível que um juiz seja obrigado a escrever pelas regras do novo acordo, mas também não pode obrigar as partes a escrever pelo Português da grafia antiga. 

Agora, o Supremo Tribunal de Justiça, onde foi apreciado o recurso do juiz Rui Teixeira, confirmou a decisão do CSM e manteve a pena de advertência aplicada ao juiz. A decisão não foi pacífica e três dos sete juízes do plenário da secção de contencioso votaram contra a aplicação da sanção a Rui Teixeira. O Expresso tentou contatar o juiz, sem sucesso.» [Expresso]
   
Parecer:

Voltou à breve fama com o acordo ortográfico mas parece que acabou por aprender um princídio do direito, dura lex sed lex.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Manifeste-se desprezo pela criatura de Deus.»

 Gregos divididos
   
«Os gregos recomeçaram a movimentar-se em função dos últimos acontecimentos em Bruxelas. Um grupo associado aos apoiantes do "Sim" no referendo de dia 5 de Julho marcou uma concentração na Praça Syntagma para começar esta quinta-feira às 19h30 de Atenas. O objectivo é montar um protesto constante que dure até domingo, dia da cimeira europeia que decidirá sobre o terceiro resgate.

Segundo a convocatória deste protesto, feita pelo Facebook, o slogan será "Alexis, não voltes até teres um acordo", sendo que os organizadores contam conseguir a presença constante de manifestantes entre quinta à noite e domingo, solicitando para isso voluntários que ocupem turnos de duas horas.

Também um grupo de apoiantes do "Não" decidiu avançar com a sua própria manifestação, lançando igualmente a convocatória pelo Facebook. Neste caso o objectivo será "exigir o respeito pela decisão do povo grego". No texto de justificação da manifestação, os organizadores criticam que "na segunda-feira de manhã", o dia a seguir ao referendo, os líderes europeus tenham "fingido que não nos ouviram e regressaram com novos ultimatos".» [i]
   
Parecer:

Vamos ver qual o resultado da estratégia do Syriza. Dantes as manifestações eram contra o governo, agora são manifestações de gregos contra as manifestações dos outros gregos.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Aguarde-se para ver como isto acaba.»

 Greande cabresto!
   
«O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schaeuble, diz que nos próximos dias a dívida grega vai ser discutida, mas vê “pouca margem de manobra para a reestruturação”.

O governante alemão disse ainda, em tom de brincadeira, que já tinha falado com o secretário de Estado do Tesouro norte-americano, Jack Lew – que tem insistido para uma resolução rápida da situação grega – e lhe disse que estava disposto a trocar Porto Rico pela Grécia. “Nestes dias ofereci ao meu amigo Jack Lew que estávamos dispostos a aceitar Porto Rico na zona euro, se o os Estados Unidos estivessem dispostos a aceitar a Grécia no euro”.» [Observador]
   
Parecer:

Nunca os responsáveis europeus desceram tão baixo na Europa, este senhor sente-se na capital do III Reich.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Vomite-se.»

   
   
 photo Andreas-Stridsberg-3_zpsoohqqqbz.jpg

 photo Andreas-Stridsberg-1_zpst5llormi.jpg

 photo Andreas-Stridsberg-2_zpse6lwbnpg.jpg

 photo Andreas-Stridsberg-4_zps3kwamjpp.jpg

 photo Andreas-Stridsberg-5_zpsynutzp19.jpg
  
blog comments powered by Disqus