sexta-feira, março 03, 2017

Umas no cravo e outras na ferradura




 Jumento do Dia

   
Teodora Cardoso, devota da Santinha da Ladeira

Teodora Cardoso que apoiou o governo da direita com mais extremismo do que o mais extremista militante de base do CDS, durante o ano de 2016 não se cansou de criticar o governo e de prever o pior. Agora que falhou em vez de assumir a incompetência e perigosidade das suas intervenções, opta por uma saída de honestidade intelectual questionável, justifica o seu falhanço e os resultados económicos como se tratando de um milagre.

Agora que já quase nos tínhamos esquecido do tempo em que era a NS de Fátima a abrir as portas da saída limpa, vem Teodora Cardoso dizer-nos que devemos tudo a uma intervenção milagrosa, só se esqueceu se é devota de Fátima ou da nossa senhora da Ladeira. E como parece ser mais crente na milagreira da ladeira do que na democracia vem agora questionar a sustentabilidade das políticas governamentais, provavelmente para sugerir as medidas que apoiou o passado e que foram declaradas inconstitucionais.

Mas, numa senhora que chegou ao ridículo de se oferecer para fazer uma avaliação prévia das propostas eleitorais do PS, elaboradas por economistas melhor habilitados do que ela, podemos esperar todo o tipo de intervenções, incluindo fazer ameaças subtis ao governo, em defesa do seu pequeno tacho. Pobre senhora, deixá-la estar no seu cargo, pelo que se ve aquilo começa a ser mais uma sacristia do que um qualquer conselho económico.

«Teodora Cardoso duvida da sustentabilidade das medidas que o Governo usou para conseguir reduzir o défice de 2016 para uns surpreendentes 2,1% do produto interno bruto (PIB). “Até certo ponto, houve um milagre”, diz a presidente do Conselho de Finanças Públicas. A economista diz mesmo que a incerteza em relação à sustentabilidade da redução do défice, aliado a um passado de saída e posterior reentrada em défice excessivo, leva os mercados a não valorizar os resultados alcançados em 2016.» [Público]

 Testemunhos para memória futura



 Carlos Costa ainda não se demitiu

Depois daquilo que se ouviu na SIC carlos Costa tem menos idoneidade para estar à frente do BdP do que Ricardo Salgado tinha quando liderava o BES. Em relação a Ricardo Salgado o Carlos Costa foi incompetente, em relação a Carlos Costa não há ninguém competente para o demitir. Enfim, dava um belo casal com a Teodora Cardoso, não se estragavam duas casas de família.

Em dois dias a direita perdeu os dois alicerces da austeridade, carlos Costa por incompetência doentia e Teodora Cardoso pelo ridículo da personagem.

 Santa Teodora deu à costa



 A vítima da vingança do Domingues

Já todo o país percebeu que o Domingues se aproveitou do desespero da direita para alimentar a sua vingança contra Mário Centeno, Pobre Domingues até agora foi a única vítima da sua própria vingança.

      
 A resposta que Teodora merece
   
«O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou hoje que a redução do défice em 2016 é o resultado de "um esforço muito grande dos portugueses desde 2011/2012" e não de "um milagre".

"Milagre este ano em Portugal só vamos celebrar um que é o de Fátima para os crentes, como é o meu caso, tudo o resto não é milagre. Saiu do pêlo e do trabalho dos portugueses desde 2011/2012", afirmou o Presidente da República, num comentário às declarações da presidente do Conselho de Finanças Públicas, Teodora Cardoso.» [DN]
   
Parecer:

A senhora está cada vez mais tonta, perdeu a noção do ridículo.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Dê-se a merecida gargalhada.»
  
 Andam marginais à solta
   
«"São situações a que temos de estar sujeitos. Infelizmente, o futebol atingiu determinadas situações que não se coadunam com a realidade", disse o juiz, deixando uma certeza: "Estou sempre tranquilo, porque felizmente tenho sempre a minha consciência tranquila, mas temo um bocadinho pela minha família, pelo meu pai, pelo meu filho, por todos."

Refira-se que as paredes da taberna do pai, em Fafe, surgiram pintadas a azul com a frase "aqui venera-se Calabote 86", tendo ainda a assinatura com as iniciais SD, que alegadamente querem dizer SuperDragões, o nome da claque do FC Porto.» [DN]
   
Parecer:

Parece que é preciso muito mais para as polícias investigarem.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «espere-se para ver.»

 Quarenta anos de comunismo para isto?
   
«Um eurodeputado polaco afirmou na quarta-feira, no Parlamento Europeu, que as mulheres devem ganhar menos do que os homens pois são "mais fracas, mais pequenas e menos inteligentes". Janusz Korwin-Mikke, que por várias vezes tem feito comentários considerados racistas, machistas e antissemitas no parlamento, envolveu-se num aceso debate com as eurodeputadas. O presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, ainda não revelou se vai tomar medidas perante o discurso, mas vários eurodeputados já pediram para o polaco uma "sanção exemplar".

"Sabem que posição as mulheres ocupavam nas olimpíadas gregas? A primeira mulher, digo-vos eu, ocupou a posição 800", disse o eurodeputado aos colegas, citado pelo El País. "Sabem quantas mulheres há entre os primeiros 100 jogadores de xadrez? Eu digo: Nenhuma. Então, claro que as mulheres devem ganhar menos do que os homens porque são mais fracas, mais pequenas e menos inteligentes".» [DN]
   
Parecer:

A estupidez que veio do Leste.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se ao deputado do CDS se acha que o parlamento europeu é o caixote do lixo do seu partido e proque razão não convoca o titular da pasta na época, para explicar a sua brilhante estratédia dos "deixa-os pousar no Panamá"..»

 É o desespero
   
«O requerimento foi entregue esta quinta-feira e deverá ter resposta nos próximos dias: Nuno Melo, eurodeputado do CDS e membro da comissão de inquérito aos Panamá Papers no Parlamento Europeu, quer que o secretário de Estado português dos Assuntos Fiscais preste esclarecimentos àquela comissão sobre as transferências financeiras para o Panamá durante o ano de 2014, em particular sobre os 97,7% que disse quarta-feira na Assembleia da República estarem “no oculto”.

O eurodeputado pretende, nomeadamente, que Rocha Andrade informe o Parlamento Europeu sobre quais as entidades, as datas concretas, os beneficiários e as operações relativas às transferências para o Panamá. Quer ainda saber se tais operações foram legais ou ilegais e, por fim, “a razão pela qual informações bancárias enviadas para a Autoridade Tributária portuguesa não passaram para o respetivo sistema central”.» [Expresso]
   
Parecer:

Uns vão à UEFA, outros ao Parlamento Europeu.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se ao deputado do CDS se acha que o parlamento europeu é o caixote do lixo do seu partido e porque razão não convoca o titular da pasta na época, para explicar a sua brilhante estratégia dos "deixa-os pousar no Panamá".»

blog comments powered by Disqus