segunda-feira, novembro 04, 2013

Ele

O Ministério Público perseguiu-o, investigou-o, promoveu fugas de informação difamatórias, fez trinta por uma linha para o tramar, começaram com um falso caso Freeport e acabaram com um mais do que manhoso Face Oculta.

O ex-presidente do sindicato dos magistrados do MP, um latifundiário de que o Ângelo Correio disse ser do PSD, deu dezenas de entrevistas a falar mal dele, até foi a Belém queixar-se dele por supostas pressões.
 
Os mesmos magistrados que agora comem alegremente cortes salariais, aumentos do horário de trabalho, cortes nas pensões e aumentos de impostos, odiaram-no só porque teve a pouca vergonha de achar que os magistrados deveriam ter as mesmas férias que os outros funcionários.

O Mário Nogueira, que agora dá uns guinchinhos porque os professores são despedidos aos milhares, tudo fez para levar os professores a ajudar o seu governo só para evitarem a avaliação. Preferiu o despedimento, o aumento do horário de trabalho, a paralisação da modernização das escolas, a paralisação da formação profissional, o alargamento das turmas, a degradação da escola pública a aceitar a avaliação de desempenho dos professores.
 
Foi atacado tudo quanto é jornalista rasca deste país, perseguido por jornais convertidos em quinta divisão do PSD, nem a TVI presidida por um ex-ministro da Economia do governo de Guterres se escapou a esta santa aliança reunida contra o seu governo.
 
Foi atacado de forma menos digna por um ex-primeiro-ministro que em má hora chegou a presidente deste pobre país, sofreu ataques, sucessivas devoluções de diplomas aprovados por maiorias parlamentares e como se tudo isto não bastasse o Palácio de Belém ainda inventou falsas acusações em pleno período eleitoral.
 
Foi difamado pelo agora Provedor da Santa Casa que fez surf no boato manhosamente lançado de que era gay, todos os portugueses receberam emails difamatórios prontamente multiplicados pela máquina de propaganda suja da direita.
 
Foi vítima dos livrecos onde Cavaco Silva faz a recolha dos seus discursos a quem já ninguém presta atenção, isto depois de Belém ter lançado em plena campanha eleitoral a falsa acusação de estarem a ser feitas escutas a Belém, algo que nem os americanos da NSA consideraram ter alguma utilidade.
 
Foi traído por ministros ambiciosos, por administradores de televisão especialistas em gestão de influências, por banqueiros sem escrúpulos que lhe recusaram crédito para forçar a vinda da troika.
 

Ele é uma espinha cravada na garganta de muitos canalhas deste país, talvez por isso mesmo e terem medo dele não o conseguem suportar.



blog comments powered by Disqus