terça-feira, novembro 12, 2013

Uma no cravo e outras na ferradura


 
   Foto Jumento
 

 photo TOUTINEGRA_zps90ef0cf8.jpg
     
BIODIVERSIDADE DE LISBOA

Toutinegra-de-barrete-preto, Campo das Cebolas


 Jumento do dia
    
Cavaco Silva

Foi necessária uma crítica de Adriano Moreira para Cavaco se mexer, ele que tanto gosta de invocar os seus poderes na política externa.

"Nessa mensagem, divulgada pela Presidência da República, Cavaco manifesta o seu "empenho pessoal no continuado aprofundamento" das relações "verdadeiramente especiais" entre Portugal e Angola.

"Temos sabido construir uma relação reciprocamente benéfica e profícua, estruturada tanto ao nível dos nossos cidadãos e empresas, como ao nível político e diplomático" e "temos sabido, com confiança e respeito mútuos, ultrapassar algumas dificuldades que têm surgido e desenvolver relações estreitas e intensas", refere a mensagem de Cavaco Silva.»  [DE]

 Dúvida

Que mais é necessário para mostrar que Rui Machete deve ser demitido por incompetência e triste figura?

Primeiro mentiu e depois disse que tinha sido um pequeno engano, a seguir disse que tinha falado com a PGR e afinal apenas tinha lido um velho comunicado, agora aponta uma taxa para vir dizer que é uma mera hipótese. Este ministro é incompetente e irresponsável, até parece que já nem está no uso pleno das suas capacidades.
   
   
 Só os swaps negociados pelo pessoal do PSD são legais?
   
«Pedro Marinho Falcão, advogado da empresa queixosa, do ramo da indústria de produção de papel, na Lousada, disse à Lusa que esta foi a primeira vez que um banco foi condenado ao pagamento de tão elevada quantia.

O contrato de Gestão de Risco Financeiro (swap) foi considerado pelo tribunal "um contrato especulativo, um contrato de jogo, um contrato ilícito e, portanto, nulo", afirmou o advogado, considerando que é "a primeira vez que um tribunal tem a coragem de condenar um banco a pagar uma quantia tão elevada".» [Jornal de Negócios]
   
Parecer:

Há aqui qualquer coisa de errado.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se ao MP se não há matéria para investigar ou se os meios estão coupados com os angolanos.»
   
 Vergonha Crato
   
«Pais de alunos fecharam hoje a cadeado as portas de uma escola básica de Beja em protesto contra vários problemas no estabelecimento de ensino, como a falta de professores para apoiar alunos com necessidades educativas especiais.

O fecho das portas da Escola Básica de Santiago Maior, num protesto promovido pela Associação de Pais e Encarregados de Educação dos alunos do estabelecimento de ensino, impediu os estudantes dos 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico de comparecerem às primeiras aulas de hoje.» [DN]
   
Parecer:

Este ministro é  de uma incompetência atroz.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Demita-se o incompetente.»
   
 Separação de poderes
   
«Em comunicado à classe, a direcção do SMMP, presidida por Rui Cardoso, defende que "é tempo de pôr termo à desagregação do Estado Social de Direito", e que "é tempo de exigir respeito pela Constituição e pelos tribunais que a garantem".

"É tempo de dizer que não aceitamos a continuação da degradação do estatuto socioprofissional dos magistrados do Ministério Público. É tempo de exigir que seja criado um sistema de fixação da remuneração dos magistrados que, com dignidade, garanta a sua independência, face aos poderes legislativo e executivo", salienta o SMMP.» [DE]
   
Parecer:

É os magistrados fazerem greve para conseguirem do poder executivo o que querem. Enfim, um grande progresso, no passado usavam processos duvidosos.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»
   
 Isto está a ficar feio
   
«Num encontro empresarial Portugal-Colômbia, a decorrer em Lisboa, Paulo Portas disse que a economia portuguesa "tem uma data marcada para finalizar" o actual programa de ajustamento "e não uma determinada taxa [de juro]".

O vice-primeiro-ministro frisou que ainda há muito a fazer em termos do actual programa de ajustamento, até porque os sinais positivos que têm vindo a ser dados pela economia "ainda não podem ser dados como garantidos".» [DE]
   
Parecer:

Neste governo ninguém se entende.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Dê-se a merecida gargalhada.»
   
 Até Bruxelas dá um rapanete
   
«Ao contrário do ministro dos negócios estrangeiros, a Comissão Europeia considera que não há um número "específico" do valor das taxas de juro da dívida portuguesa que obrigue Portugal a pedir um segundo resgate.

"Não temos um número específico em mente para isto", afirmou hoje o porta-voz do comissário responsável pelos assuntos económicos e monetários quando confrontado com as declarações de Rui Machete, que antecipou que, caso as taxas de juro não desçam abaixo de 4,5%, o país terá que pedir um segundo resgate.

Simon O'Connor voltou a debitar a linha do executivo comunitário de que "é muito cedo para estar a ter esta discussão", repetindo igualmente que a Comissão está "totalmente focada" em apoiar o governo português no "muito trabalho" que ainda há a fazer para concluir a implementação do programa de ajustamento: "na altura certa veremos qual é a situação no que diz respeito às perspectivas e Portugal para um regresso sustentado aos mercados, mas no que diz respeito à Comissão estamos totalmente focados em apoiar o governo português na implementação do programa de ajustamento".» [Expresso]
   
Parecer:

Desta vez foi Machete a v´tima do "cão de guarda" da Comissão.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»
     

   
   

 photo Edward-Piola-3_zps895f19df.jpg

 photo Edward-Piola-2_zpsc8b51db8.jpg

 photo Edward-Piola-1_zps12d278d7.jpg

 photo Edward-Piola-4_zpsc8b51db8.jpg

 photo Edward-Piola-5_zps5a17a3a3.jpg

   

  
blog comments powered by Disqus