domingo, novembro 03, 2013

Semanada

A direita portuguesa parece sofrer de sindroma de excitação sexual permanente, perante a derrota eminente da sua política o país passou a assistir a uma orgia permanente. A direita não assume o desastre, opta por fugir em frente e já só falta alar em golpe de Estado. Ângelo Correia, o pai espiritual de Passos Coelho, até já fala em Estado de emergência, Paulo Portas lembrou-se de 1640 e o senhor da Fomentivest já imagina o país a ser invadido enquanto o parlamento se reúne de emergência para decretar um estado de emergência onde vale tudo.
 
Quem também parece não conseguir parar os orgasmos é Paulo Portas que desde que é número dois do governo não para de anunciar sucessos. Um dos melhore exemplos da sua excitação foi o guião da reorma do Estado, um exemplo de orgasmo tardio. Quem o apoia nas funções de sacristão milagreiro é essa vedeta intelectual, uma verdadeira reserva da nação, que Paulo Portas foi buscar no meio das grades de cerveja da UNICER para o impingir ao país como ministro da Economia. Mal chegou o sacristão deu logo com o milagre económico português.
 

Quem já se sente velho para estas andanças parece ser Cavaco Silva que apesar de ainda ser Presidente da República não se dá ao trabalho de vir a público defender a Constituição e o Tribunal Constitucional dos sucessivos ataques vindos de gente do seu partidos, alguns dos quais das suas relações, incluindo um conselheiro de Estado. Cavaco Silva tem uma forma original de cumprir e fazer cumprir a Constituição.
blog comments powered by Disqus