terça-feira, abril 07, 2015

Umas no cravo e outras na ferradura



 Foto Jumento

 photo _Pombos_zpsfulhbjuu.jpg


Pombais dos pombos-correios do Regimento de Telecomunicações de Lisboa
  
 Jumento do dia
    
Vital Moreira

Ver alguém que foi do PCP quase toda uma vida ultrapassar Sampaio da Póvoa pela direita para o acusar de "trouble maker institucional" mereceria muito mais do que um sorriso, mas fiquemo-nos pelo sorriso. Parece que a possível candidatura de Sampaio da Nóvoa veio estragar algum arranjo, mas deixemos que o tempo explique este nervosismo e o melhor é sugerir a este pessoal que antes de se preocuparem em saber se o próximo presidente vai ser incómodo para o governo, o melhor será preocuparem-se em ganhar o governo pois as eleições legislativas estão longe de ser um ovo facilmente acomodável no cu da galinha.

Todos os portugueses que reúnam a«condições para serem candidatos presidenciais têm o direito de o fazer e manda a democracia que se deixem de tentar matar candidaturas à nascença para mais facilmente promoverem os seus candidatos. Sejamos democratas de alto a baixo.

«Nos últimos dias, foram vários os socialistas que se pronunciaram sobre um eventual apoio do PS a Sampaio da Nóvoa. António Costa já disse que só falará depois, mas não tem travado as opiniões socialistas. A última foi de Vital Moreira. O antigo eurodeputado do PS considera mesmo Sampaio da Nóvoa um “trouble maker institucional”. Já Carlos Zorrinho, atual eurodeputado do PS, defende que o partido deve fazer eleições primárias para escolher o candidato… mas só se Guterres  não avançar.

Vital Moreira diz que Sampaio da Nóvoa tem um “discurso político próximo das esquerdas radicais e visão intervencionista do cargo presidencial” e que estas duas características fazem dele um “provável trouble maker institucional”. “Um Presidente da República que não assuma como axioma político que entre nós as eleições presidenciais não servem para decidir as políticas públicas — mas sim para eleger o árbitro do jogo político — e que quem tem legitimidade para conduzir a política geral do país são os governos saídos das eleições parlamentares pode ser uma fonte de conflitos e de instabilidade política”, escreveu no blogue Causa Nossa.» [Observador]

 O PS e as presidenciais

Graças ao brilhantismo político de António Costa o PS já estava a caminhar a passos largos para uma derrota nas legislativas, agora caminha também para uma derrota nas presidenciais. E enquanto a burguesia política tem os seus lugares assegurados como deputados ou como comentadores políticos é o povo que vai pagar mais meia década de governo e presidente de direita!

Este PS ainda não percebeu que se deve deixar de brincar às candidaturas presidenciais pois o país já pagou bem cara a candidatura de Manuel Alegre. Mais um golpe nas expectativas dos portugueses e o PS vai juntar-se ao PASOK.


 PS junta-se à direita no populismo anti-funcionários públicos
   
«O PS quer tornar que seja do conhecimento do público os salários pagos aos funcionários públicos. Mas mais do que a publicitação de uma tabela, os socialistas querem que sejam conhecidos os quadros de pessoal de cada instituição com cargos e vencimentos, desde o dirigente de topo ao funcionário da parte de baixo da tabela. O projeto foi aprovado pelo Parlamento, mas vai ainda ser discutido em detalhe.

Os socialistas querem que tudo seja tornado público, mas admite negociar o projeto sobre a transparência ativa em toda a Administração Pública. Ao Observador, o deputado socialista responsável pelo projeto, José Magalhães diz que “o importante é que o legislador não cruze os braços e defina um parâmetro mínimo de publicitação de conteúdos a que os vários departamentos sejam obrigados a obedecer”, diz o deputado que admite que o projeto “é ambicioso”. “Se acham que tornar público os vencimentos dos quadros pessoais é demasiado, então publica-se só os cargos que cada organismo tem para cada categoria, o resto pode-se consultar nas tabelas que já são públicas”, acrescenta.» [Observador]
   
Parecer:

Este PS começa a parecer-se com Passos Coelho, um cortou nos vencimentos com o falso argumento de que ganhavam muito o outro quer agora divulgar o que ganham como se fossem uns bandidos.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Vomite-se.»

 Grécia vai exigir as reparações de guerra
   
«O Governo grego já calculou quanto considera que a Alemanha deve à Grécia em indemnizações de guerra e o valor é muito superior aos valores que têm sido usados publicamente: 278,6 mil milhões de euros, disse esta segunda-feira ao Parlamento grego o ministro-adjunto das Finanças, Dimitris Mardas.

O valor foi calculado pela direção geral responsável pelas contas públicas gregas, a partir de material de arquivo, explicou o governante no Parlamento ateniense.

Destes 278,6 mil milhões, 10,3 mil milhões de euros dizem respeito a empréstimos forçados do Banco central da Grécia ao Bundesbank (uma prática comum durante a ocupação nazi), que ainda tem esses empréstimos registados no seu balanço.» [Observador]
   
Parecer:

E enquanto exige ou não exige vai fazendo chantagem.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Aguarde-se pelo resultado.»

 Sucessos do ajustamento
   
«As receitas do turismo batem recordes todos os anos, mas as empresas da hotelaria e restauração, descapitalizadas, estão à beira de um ataque de nervos - 60% estão em alto risco de falência, de acordo com um relatório da Comissão Europeia.
  
"É o resultado de uma única situação: a elevada carga fiscal que impera sobre a restauração e hotelaria e que provocou a sua descapitalização", acusa Pedro Carvalho, diretor do departamento de investigação, planeamento e estudos da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), ao DN/Dinheiro Vivo. "Houve um brutal aumento de impostos que as empresas, num período de deflação, não refletiram nos preços ao consumidor, pelo que as nossas margens e capitais próprios começaram a ser verdadeiramente esmagados."» [DN]
   
Parecer:

AS política desenhada por Gaspar e concretizada até hoje por Passos Coelho passava pela destruição de alguns sectores considerados inúteis, boa parte dos visados por esta eugenia económica promoida por Passos Coelho são deste sector.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Mandem-se os parabéns a Passos Coelho por este grande sucesso.»
  
 E mais outro sucesso de Passos Coelho
   
«32% dos inquiridos pela Cetelem admite não ter qualquer hipótese de pagar fora da despesa fixa.

Muitos portugueses não têm qualquer capacidade para suportar uma despesa mensal extra, uma situação que tem vindo a piorar nos últimos anos, de acordo com dados da Cetelem.» [DN]
   
Parecer:

Se um terço já não suporta mais despesas é um bom sinal de que serão mais cuidadosos e não consumirão acima do que não podem.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Mais uma vez mandem-se os parabéns a Passos Coelho.»
  
 Mas que grande sindicalista!
   
«"Entendo que os sindicatos não deveriam declarar a greve pela greve e alguns fazem-no", afirma João Proença em entrevista à Renascença. O ex-secretário-geral da UGT considera que "as greves continuam a ser a forma de luta por excelência dos sindicatos, mas, de facto, foram perdendo o seu impacto perante a opinião pública e perante os governos."

Em entrevista à Renascença, João Proença considera que os Governos, mesmo num período em que querem reduzir custos na administração pública, parece que vêem as greves "com despreocupação."» [Jornal de Negócios]
   
Parecer:

Se algum dia este senhor conseguir o tacho que tanto ambiciona até terei vergonha de ser desta esquerda que se parece cada vez mais com o PASOK.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Vomite-se.»
  

   
   
 photo Dylan-Toh-6_zps9u7wurxu.jpg

 photo Dylan-Toh-3_zps08jwbiyn.jpg

 photo Dylan-Toh-1_zps0vf8fjul.jpg

 photo Dylan-Toh-4_zpsyxmcriwp.jpg

 photo Dylan-Toh-5_zpsiurw0v7n.jpg

 photo Dylan-Toh-2_zpsj7rgx39z.jpg
  
blog comments powered by Disqus