terça-feira, fevereiro 24, 2015

Umas no cravo e outras na ferradura



   Foto Jumento


 photo _Navegantes_zps02fd1310.jpg

Procissão dos Navegantes, Cascais (2008)
  
 Jumento do dia
    
Passos Coelho

Pois, todos os ministros das Finanças foram exibidos em Berlim como troféus de caças e em todos os países europeus os governantes ofenderam os sentimentos dos gregos todos os dias da semana que antecedeu o acordo. Digamos que os jornalistas alemães são todos uns idiotas, o Passos Coelho e a Maria Luís é que são muito espertos.

«O primeiro-ministro disse esta tarde, em Lisboa, que considera “absurdo” pensar-se que “Portugal esteve a seguir uma espécie de orientação” por parte da Alemanha e por isso é que se terá oposto à proposta da Grécia para estender o seu programa de ajuda.

Segundo Pedro Passos Coelho, Portugal teve “uma posição muito idêntica à maior parte ou totalidade” dos ministros das Finanças presentes na reunião onde esteve Maria Luís Albuquerque, na sexta-feira passada, defendendo que Portugal teve uma posição “construtiva” para que fosse possível ao governo grego pedir extensão do programa. Mas avisou: “Não é possível ajudar um país que não se queira ajudar a si próprio.”

No entanto, estas justificações não explicam a afirmação do ministro grego Yanis Varoufakis, quando, já de saída conferência de imprensa de sexta-feira, onde disse que não falaria de Portugal e Espanha por “boas maneiras”, disse a um jornalista que Portugal foi mais alemão dos que os alemães. Pedro Passos Coelho diz que não não vê “nenhuma razão” para Portugal estar a ser apontado como o mau da fita na última reunião do Eurogrupo.» [Observador]

 O humor negro do Novo Banco

 photo _Humor_zps89d3cc0e.jpg
  
(foto de A. Moura, Faro)

Numa altura em que muitos pequenos accionistas se queixam de terem sido enganados e levados a comprar acções aos balcões do BES o Novo Banco lança uma campanha dizendo que "Não nos poupamos por quem poupa". Pois, os funcionários que aos balcões levaram muitos clientes do banco á falência devem sentir-se muito orgulhoso desta mensagem que Stock da Silva lhes mandou repetir. Enfim, o actual presidente do BES inspirou-se no melhor humor britânico.

Enfim, os clientes que não perderam todas as suas poupanças nos balcões do antigo BES parece terem agora uma segunda oportunidade.
 O "tempo" da Justiça ou uma agenda eleitoral?

 photo _Honestos_zps8bde774c.jpg
 
 Há muitas formas de matar

 photo _matar_zpsb52b1016.jpg

      
 Elogio à compaixão da Alemanha
   
«Maria Luís Albuquerque foi à Alemanha fotografar-se com Wolfgang Schäuble. A portuguesa não foi ao beija-mão. Foi pior do que isso, o alemão é que achou que devia dar uma mão à sua fiel Albuquerque. Escrevi fiel, não leal. Lealdade é sentimento entre iguais. No final da reunião do Eurogrupo, que abriu uma porta, o grego Varoufakis disse o que se ia fazer: "Acordamos (...) uma nova lista de reformas que vamos abordar de um modo escolhido por nós em colaboração com os nossos parceiros. Não iremos continuar a seguir o guião que nos foi dado por agências exteriores." Isto é, o grego disse: estamos em crise, mas não deixamos de ser um país independente. Isto é, não aceitou ser o "protetorado" que o governo português disse com todas as letras ser. Sobre os que governaram assim, Varoufakis disse: "Eles nunca imaginaram a possibilidade de dizer não. Quando não se consegue imaginar a possibilidade de dizer não, não se está a negociar. E quando não se está a negociar numa situação como a da crise da zona euro, acaba-se a aceitar um acordo em que no fim (...), além de mau para os fracos, é mau para os fortes." A Alemanha reconheceu isso e vai mudar. Por isso é que piedosamente deu uma mão aos seus fiéis. Quando os lusitanos Audas, Ditalco e Minuro, comprados pelo general romano Cipião, mataram Viriato, foram pedir a paga. Foram mortos e expostos com um cartaz: "Roma não paga a traidores." Sorte a do governo português. Berlim paga.» [DN]
   
Autor:

Ferreira Fernandes.


  Mudou de ideias
  
«"A nossa proposta é a de manter a estabilidade e a segurança do emprego dos funcionários públicos aqui na Madeira", declarou, à saída de uma reunião que manteve com o Sindicato dos Trabalhadores da Função Pública.

Miguel Albuquerque argumenta que os objetivos da redução do número de trabalhadores na função pública madeirense têm sido cumpridos, primeiro, pelo próprio Plano de Ajustamento Económico e Financeiro a que a região está submetida e, depois, pelo número de funcionários públicos que têm saído da administração com o recurso às reformas.» [Notícias ao Minuto]
   
Parecer:

Ainda há poucos dias este Coelhinho madeirense dizia ser impossível uma reforma do Estado sem despedimentos.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se ao Coelhinho madeirense o que vai fazer para o governo se começa por desistir daquilo que há poucos dias definia como reforma do Estado.»

 Ena!
   
«O secretário-geral do PS, António Costa, defendeu hoje que a política de austeridade levada a cabo pelo Governo português fracassou, contribuindo diariamente para o enfraquecimento da economia nacional.» [Notícias ao Minuto]
   
Parecer:

O António Costa já faz oposição à segunda-feira!
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se ao líder do PS se foi para comemorar os três meses de liderança ausente do PS.»

 A segunda parte da anedota Machete
     
«O ministro dos Negócios Estrangeiros, Rui Machete, disse hoje que as eventuais reparações devidas a Portugal pela 'troika', a que aludiu na semana passada, poderiam dever-se a tratamento diferente à Grécia, mas sublinhou que é uma hipótese ultrapassada.

"Se houvesse situações que tornassem patente uma desigualdade, essa desigualdade de tratamento deveria ser colmatada. Isso neste momento perdeu atualidade" com a evolução das negociações sobre o programa de resgate à Grécia, referiu aos jornalistas o chefe da diplomacia portuguesa, que falava no final de um encontro com o seu homólogo espanhol, no Palácio das Necessidades, em Lisboa.» [Notícias ao Minuto]
   
Parecer:

Este senhor é um poucco lerdo, levou vários dias a corrigir o disparate que disse.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se a Machete porque é que em vez de andar a penar não se reforma definitivamente da política.»
  

   
   
 photo Alexey-Tishchenko-2_zpsa3472c39.jpg

 photo Alexey-Tishchenko-1_zps282b0f7f.jpg

 photo Alexey-Tishchenko-3_zpsa98252af.jpg

 photo Alexey-Tishchenko-5_zps7dfe3537.jpg

 photo Alexey-Tishchenko-4_zpsafe07d08.jpg
  
blog comments powered by Disqus