domingo, outubro 18, 2015

Semanada

Agora que Cavaco acabou com o “vamos brincar aos governos”, tendo-se lembrado de que a Constituição diz que as eleições servem para escolher deputados e estes aprovarem governos a justiça achou que devia intervir e receando que o presidente pretendesse ouvir José Sócrates apressou-se a “libertá-lo”, pondo fim Às medidas de segurança que vinha  a adoptar para o impedir de se defender. Por este andar ainda José Sócrates vai assistir à tomada de posse do próximo governo e nesse caso Cavaco pode ter um fanico bem mais grave do que aquele que teve na posse de António Guterres.
  
De acordo com personalidades como Manuela Ferreira Leite, Bagão Félix e Durão Barroso eu votei no PS porque queria escolher Passos Coelho para primeiro-ministro. A sua interpretação da minha vontade como eleitor vai levar-me a que nas próximas eleições se pretender eleger um primeiro-ministro do PS terei de decidir nas listas do PCP. 
  
Parece que a direita está enfrentando graves problemas, alguém lhes disse que tinham ganho as eleições e acreditaram. Agora parecem estar em estado de negação. O caso mais grave parece ser o de Manuela Ferreira Leite, de crítica de Passos Coelho aprece ter passado a ser uma apoiante incondicional ao ponto de concluir que a esquerda teve pouco mais de 50% dos votos. Só é pena que a senhora desconheça a percentagem dos votos da direita.
  
Outro caso grave de negação é o de Assunção Cristas que ainda ontem falava na TVI como se as negociações entre PS e pafiosos era um especial favor destes a António Costa, ao mesmo tempo que dizia que a porta ainda estava aberta ameaçava o PS de que a direita podia fechar a porta a negociações. Por este andar ainda vão dizer que não elegem Ferro Rodrigues para a presidência da AR.
  
O espectáculo repete-se como fruta da época, ao mesmo tempo que Passos diz que era o que faltava que não viesse a governar mesmo contra a vontade do parlamento e quando Cristas dá um ralhete em Antónia Costa ameaçando-o de lhe fechar as portas da negociação, as moscas que ao longo de anos estavam pousadas no pote estão em debandada, o pessoal dos gabinetes ocupa o que resta do aparelho de estado porque vêm aí dias de fome.
  
Mari de Belém é candidata presidencial, não é anedota e muito menos piada de mau gosto, acreditem ou não é mesmo verdade, é tão verdade que até já tem um logotipo, foi o que se arranjou à pressa, bastou copiar o do Barak Obama.

blog comments powered by Disqus