sábado, novembro 08, 2014

A imbecilidade é como o ketchup

Segundo os estudos dos cérebros de Harvard que o Gaspar copiou para Portugal depois da poda drástica que levou à ruína de milhares de empresas consideradas parasitárias, ao despedimento de centenas de milhares de trabalhadores e à retracção brutal do consumo os rebentos da nova economia deviam brotar por todos os lados e o crescimento devia fluir como ketchup.
  
Afinal o ketchup é outro, o ketchup que jorra é o do dinheiro para as viagens do Paulo portas, o da desorientação da ministra da Justiça, o das argoladas do Crato e um ketchup de qualidade superior, um ketchup gourmet  que é o ketchup que jorra abundantemente sob a forma de estupidez do ministro da Economia.
  
O Álvaro poderia ser um pouco exótico mas era qualificado e sabia do que falava, sabia o que queria, tinha projectos. O imbecil que substituiu Ávaro Santos Pereira, animado pela bajulação de jornalistas ávidos do dinheiro da publicidade da UNICER convenceu-se de que seria a última Coca-Cola do deserto e agora até acha que tem humor. O homem não sabe uma peta de economia, formado em gestão e com um desses MBA que vão tirar a Espanha entre uns passos de flamengo e umas castanholas sabe menos de economia do que um aluno do primeiro ano da Universidade Lusíada.
  
O único ketchup que jorra neste pobre país é a imbecilidade de um ministro que só sabe ler estatísticas mas que não tem outro projecto senão andar a passear com o Paulo Portas fazendo de caixeiro-viajante do Magalhães.

blog comments powered by Disqus