quarta-feira, novembro 12, 2014

Umas no cravo e outras na ferradura



   Foto Jumento


 photo _Sintra_zps1799bb52.jpg

Sintra
  
 Jumento do dia
    
Paulo Macedo

O Opus ministro macedo parece que regressou aos tempos de grandiosidade na DGCI e por este andar os seus colegas do governo que se cuidem, um dia destes serão todos convocados para uma missa de acção de graças na Sé de Lisboa.

na semana passada o país vivia em pãnico com o ébola o empenho de paulo macedo de fazer propaganda à sua pessoa era tanto que os portugueses já estavam convencidos de que este ano em vez de uma constipação apanhariam o perigoso vírus africano. Num dia era uma super-ambulância, no outro o Opus ministro fazia uma encenação com a Catarina Furtado, a seguir mostrava as enfermarias preparadas. O ébola entrava-nos casa a dentro de mão dada por um ministro que se apresentava como o super-ministro que nos iria salvar, um modelo de competência.

Mal apareceu a legionella o minístro mudou-de do vírus para a bactéria e o país passou a ver um super-ministro em todo o lado, organizando hospitais, reunindo com epidemiologistas, sempre com aquele senhor com ar de Yorkshire Terrier farfalhudo. Mas podemos estar descansados, O super Opus ministro venceu a legionella.

Este ministro é um caso de modéstia, o problema é ser perseguido por jornalistas que querem dar conta da sua competência. Um bom exemplo dessa modéstia deu-se com uma visita a um hospital, preparada em segredo. Foi tão bem preparada que nenhum jornalista deu pelo evento, como se prova pelo relato pormenorizado da SIC.

Os amantes do ébola que não estejam preocupados, o ministro regressará a esse combate mal a legionella deixe de render imagem.
 
 Uma perguntinha a Cavaco Silva
 
Porque razão um assessor presidencial foi corrido por ter manifestado publicamente uma opinião sobre a reestruturação da dívida e um outro assessor pode ir a comícios do PSD sem qualquer problema?

 O Crato



 Do ébola para a legionella

O Opus ministro macedo parece que regressou aos tempos de grandiosidade na DGCI e por este andar os seus colegas do governo que se cuidem, um dia destes serão todos convocados para uma missa de acção de graças na Sé de Lisboa. 


 Ministra assume o sacrifício da classe média
   
«Com o Orçamento de Estado para 2015 quem acaba por sair sacrificado é a classe média, afirmou esta terça-feira a ministra das Finanças Maria Luís Albuquerque, no âmbito de um almoço no American Club em Lisboa. A ministra declarou que o governo tem como principal preocupação “proteger quem tem menos”, mas que “não há muitos ricos em Portugal”.

“A classe média acaba por ser a grande sacrificada, porque se procura sempre proteger quem tem menos recursos e porque, infelizmente, ricos temos poucos. Se tivéssemos mais, facilitaria, mas em Portugal, de facto, não há muitos”, disse a ministra, citada pela TSF, em resposta a uma questão da audiência sobre o motivo que faz com que a classe média seja “tão sacrificada” quando “os interesses não o são e até aumentam os preços” da EDP e da Lusoponte.» [Observador]
   
Parecer:

É pena que a ministra nunca tenha ouvido Passo Coelho dizer que ia cortar nas gorduras do Estado.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Vomite-se.»

 Legionella: Já há um culpado
   
«O foco mais provável da Legionella encontra-se na empresa Adubos de Portugal, em Alverca, revelou esta terça-feira de manhã o ministro do Ambiente, Jorge Moreira da Silva. Ainda esta tarde será desencadeada uma ação inspetiva extraordinária na instalação, sendo que as autoridades não descartam para já outros focos. Cada vez mais fora de suspeitas parece estar a rede de águas.

“Foi hoje decidido desencadear uma ação inspetiva extraordinária relativamente à empresa Adubos de Portugal, que vai ocorrer nas próximas horas, para averiguação de eventual crime ambiental por libertação de micro-organismos para o meio ambiente”, anunciou Jorge Moreira da Silva. A inspeção ficará a cargo da Inspeção Geral do Ambiente e do Ordenamento do Território.» [Observador]
   
Parecer:

O mínimo que se pode dizer deste governo é que é oportunista, nem numa situação de emergência se esquece das eleições e gere os acontecimentos mais preocupado com a imagem do que com a saúde.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Lamente-se.»

 Esquentador com avaria
   
«Jean-Claude Juncker deve demitir-se da presidência da Comissão Europeia, que assumiu no início deste mês. A opinião é da agência financeira Bloomberg que, num editorial publicado na noite de segunda-feira, diz de forma muito clara que o luxemburguês “foi sempre uma má escolha para o cargo” e que agora “está a tornar-se claro quão má foi a decisão da sua nomeação”.

O editorial publicado na Bloomberg View surge na sequência do escândalo em torno dos acordos fiscais entre o Luxemburgo, país no qual Juncker foi primeiro-ministro durante quase 20 anos, e várias multinacionais que permitiam reduzir a fatura fiscal para zero ou perto disso.» [Observador]
   
Parecer:

Parece que o senhor ainda não percebeu que já foi demitido, só falta ele assinar a carta.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»

 Carrilho cola-se ao PS
   
«Manuel Maria Carrilho acusou nesta terça-feira o Governo de cometer um acto “ilegal e inconstitucional” por ter convidado a ex-mulher, Bárbara Guimarães, para participar numas jornadas sobre violência doméstica. O professor universitário considera que estando em curso processos judiciais entre o casal relacionados com o tema, o Governo está a apoiar publicamente uma das partes. Além disso, argumenta que se trata de uma manobra política para o atingir e ao PS, antes das eleições.

O docente já pediu a advogados para “analisarem os factos”, no sentido de “serem apuradas as responsabilidades", e "actuarem em conformidade”. Numa conferência de imprensa realizada no Hotel Altis, em Lisboa, afirmou que o que se passou é “uma intolerável intromissão do Governo na esfera da justiça, em matérias e processos judiciais” nos quais está envolvido, que "atinge directamente” a sua “honra e dignidade”.» [Público]
   
Parecer:

O que tem que ver o PS com Carrilho e com a Bárbara?
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»

   
   
 photo Judd-Patterson-4_zps41b93580.jpg

 photo Judd-Patterson-3_zps73077deb.jpg

 photo Judd-Patterson-5_zpscfae206e.jpg

 photo Judd-Patterson-1_zpsd70f742a.jpg

 photo Judd-Patterson-2_zpscbb6d4d8.jpg
  
blog comments powered by Disqus