domingo, maio 29, 2016

Umas no cravo e outras na ferradura


   
 Jumento do dia
    
Marcelo Rebelo de Sousa

Nos primeiros dias do seu mandato Marcelo afirmou que os resultados de uma política não se medem no imediato, é preciso dar tempo. A crer no jornal Expresso parece ter mudado de ideias, parece defender que seja adoptado um orçamento rectificativo, reagindo à conjuntura internacional e não esperando por resultados.

O primeiro teste à presidência de Marcelo é um teste à sua coragem, veremos se Marcelo se mantém solidário com o governo ou se em vez disso prefere jogar com um pau de dois bicos aos primeiros sinais de dificuldades. É óbvio que é mais fácil ser comentador de direita na TVI do que Presidente de todos os portugueses na TVI, como comentador Marcelo seria já um militante da causa dos colégios, como presidente sabe que a Igreja e alguns empresários oportunistas dos sector estão tentando forçar o Estado a dar-lhes dinheiro.

A coragem está para Marcelo como o algodão estava para uma conhecida marca de limpeza. é um teste que não engana.

 Apoio a Conferência Episcopal 

Concordo com a Conferência Episcopal quando diz que se ao lado "desta e outras iniciativas que, com ordem e civismo, defendam a liberdade dos pais escolherem a escola e os projectos educativos que querem para os seus filhos". Até estou quase tentado a ir à manifestção dos colégios.

O que não concordo é que os pais que t~em os filhos em escolas públicas paguem com os seus impostos as escolas públicas e as escolas privadas e através desse financiamento aumentem o lucro dos colégios e financiem a Igreja Católica.

 Quem são os gajos da CNEF

Um dos truques adoptados pela direita para dar voz às suas causas foi a criação de associações, há associações de empresas familiares, de filhos dos donos das empresas familiares, dos tios dos donos das empresas familiares, etc. São associações que não representam ninguém, existem apenas para servirem interesses.

Nunca se ouviu falar da Confederação Nacional da Educação e Formação (CNEF) e apetece perguntar "quem são esses gajos"? Basta ir ao seu site e lá ficamos a saber que "A Confederação Nacional da Educação e Formação tem como finalidade primeira afirmar o setor e ser uma voz clara e forte na defesa do direito da sociedade civil a oferecer projetos educativos e de formação diferenciados e do direito das famílias e alunos a escolher o projeto educativo em que acreditam e que melhor responde às suas necessidades." Por outras palavras, é uma associação criada para defender os colégios privados que se especializaram em chular os impostos.

Como era de esperar vem afirmar umas patetices e tem logo direito a ser notícia na comunicação social da direita.

 Diego Simeone

Espero que alguns treinadores portugueses tenham assistido à conferência de imprensa do treinador da equipa de Madrid minutos depois de ter perdido a final europeia. É uma lição de educação que muitos dos nossos treinadores bem precisam, principalmente um que um dia disse numa entrevista a uma órgão da comunicação social espanhola que estava disponível para treinar a equipa de Simenone.

      
 Quem são estes gajos?
   
«Ao contrário do que o Ministério da Educação anunciou na sexta-feira, o parecer da Procuradoria-Geral da República “não acompanha posição do Ministério”, informou este sábado a Confederação Nacional da Educação e Formação (CNEF), em comunicado enviado às redações.

“Contratos de associação são por três anos, há abertura de turmas do 5.º ano em 2017/2018, contrato de associação não é supletivo e Estatuto do Ensino Particular e Cooperativo é legal”, lê-se no documento.

Na sexta-feira ao final do dia, o Ministério da Educação anunciou ter recebido um parecer do conselho consultivo da Procuradoria-Geral da República (PGR) que sustentava as posições do Governo quanto aos cortes na abertura de novas turmas de início de ciclo nos colégios privados com contrato de associação.» [Expresso]
   
Parecer:

Mais uma associação fantoche.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»
  
blog comments powered by Disqus