sábado, maio 23, 2015

Ajudemos o Jerónimo de Sousa a evitar o Bloco Central

Fiel aos seus tiranossauros rex Jerónimo de Sousa está em mais uma das suas cruzadas de afirmação de pureza ideológica que o leva a ter no PS como inimigo principal. Por vontade dos puristas do marxismo-leninismo-estalinismo os governos seriam sempre de direita até à vitória final do PCP. Se o PS está no governo é porque tem um programa de direita, se está na oposição e pode ter a possibilidade de ganhar com uma maioria absoluta é porque é um partido de direita, se pode ganhar mas sem maioria absoluta é porque é igual á direita.
 
Mas a ideia de a direita estar sempre no poder tem um pequeno inconveniente, de vez a história prega-nos uma partida e a direita resvala para a ditadura. Nessa altura o PCP descobre as virtudes dos que sendo de esquerda não acreditam que “um dia o sol brilhará para todos nós” e tem recaídas de generosidade. Nessa altura são líderes da oposição ao fascismo e sob o seu regaço estão outros democratas. Ma a ditadura é derrubada o inimigo principal deixa de ser a direita e mesmo o fascismo para passar a ser a corrente social-democrata.

Como é lógico esta estratégia tem um pequeno inconveniente, o povo e o país só tem a perder com governos da direita. Mas para isso o PCP tem um grande argumento que justifica a sua posição de eterno opositor, as conquistas são conquistadas na rua e não no parlamento. Tudo o que o povo português conseguiu deve-o à luta gloriosa do PCP na rua, espaço onde o PCP tem a maioria legitima que nada tem com a ilegitimidade parlamentar. Não foi o MFA que derrubou a ditadura foi o PCP. Não foi um ministro do PS que lançou o SNS, foi o PCP. A Constituição muito diferente da proposta pelo PCP é obra … do PCP.
 
Portanto os portugueses que querem lutar pela democracia e pelas suas conquistas, pela defesa do Estado Social, pela melhoria do SNS, por uma escola pública não se devem preocupar com quem governo, isso é tarefa que deve ser entregue à direita porque tudo o que se consegue ´
E graças à luta do PCP. Se há direitos laborais devemos ao Arménio, se ainda há escola pública temos de agradecer ao Mário Nogueira, se o Estado ainda existe é graças à luta gloriosa da Aivola, se a luta parlamentar ainda tem algum interesse é graças ao Jerónimo de Sousa e à gloriosa lusa ambiental dos verdes.
 
Mas há um ponto em que Jerónimo de Sousa tem razão, demos fazer tudo para evitar um bloco central e para isso devemos votar numa alternativa credível, uma alternativa que tenha estado ao lado desta Constituição, que tenha ajudado a construir a escola pública, que tenha impedido a direita de governar em todas as legislaturas. A melhor forma de votar contra o bloco central é votar em quem pode governar sem ter de recorrer a aliança à direita já que á esquerda essas alianças só funcionam para derrubar governos de esquerda.
 
A melhor forma de evitar do bloco central é não dispersando votos na esquerda deixando na rua  os que acham que são as maiorias das manifestações que contam e os Mários Nogueiras e as Aivolas que fazem as conquistas, mandando para o parlamento quem não quer que seja a direita a governar.
 
blog comments powered by Disqus