segunda-feira, abril 18, 2016

Cresapalhices

 photo bilhinices_zps7unjgigu.jpg

Os concursos para os lugares de chefias foi um truque usado para conferir transparência a um processo viciado, mas com a farsa montada com o dinheiro dos contribuintes tudo parece mais transparente. Todos sabemos quem vai ser escolhido, todos sabemos quais são os elementos do júri que foram nomeados para assegurar a escola pretendida e todos fazemos de conta que houve um concurso.
  
Há pouco tempo ocorreu um concurso para três lugares de directores de serviços numa instituição do Estado que só poderia dar vontade de rir, mas o certo é que temos gente escolhida para cinco anos com o carimbo de escolhas por competência. Nos três lugares estavam nomeadas três pessoas em regime de substituição. Para os três concursos o presidente do júri era o subdirector-geral que tinha feito as escolhas dos dirigentes temporários, coadjuvado pelos outros dois directores-de serviços em substituição. Isto é, o candidato a director de serviços era, por sua vez, júri dos outros dois candidatos a directores de serviços que eram os membros do júri! 
  
Nos concursos da CRESAP é tudo mais sofisticado e bastaria o que se soube sobre as influências graças as escutas do processo dos Vistos Gold para que o presidente da CRESAP tivesse pedido a demissão. A verdade é que o homem  está de perda e cal, os critérios seguidos para a sua avaliação são bem mais generosos do que os aplicados ao governador do BdP e o pobre senhor está em funções.

A verdade é que os concursos da CRESAP são tudo menos transparentes, nada se sabe, desconhecem-se os critérios de escolha dos membros do júri, sabendo-se apenas que um e lá metido pelos governos para dizerem aos outros quem deve ficar. Nada se sabe sobre o conteúdo das entrevista e as actas de avaliação dos candidatos não são tornadas públicas. Tudo é feito em segredo e quem chumba hoje pode ser proposto amanhã pois tudo é mantido em segredo.
  
Sejamos honestos, os concursos para todos os cargos do Estado são uma fraude paga com o dinheiro dos contribuintes, todos sabemos que sã uma fraude, todos sabemos que o governo anterior tudo fez para que Costa governasse com o Estado controlado pelo PSD, todos sabemos quem são os padrinhos de cada dirigentes, todos sabemos que é que a CRESAP vai escolher ainda antes do Bilhim saber que vai abrir um concurso e todos fazemos de conta que os concursos são honestos e transparentes.

Chamar concursos a estas farsas fraudulentas é gozar com a inteligência dos portugueses. Oxalá que eu conseguisse acertar nos números do Euromilhões como consigo acertar nas escolhas da CRESAP ou dos concursos para as chefias intermédias, á muito que estaria muito longe de toda esta miséria humana que nos asfixia.


blog comments powered by Disqus