domingo, março 20, 2016

Semanada

A vida tem destas coisas, um tal Fernando Lima, homem da máxima confiança de Cavaco Silva que executou a manobra clandestina das escutas a Belém, uma espécie de golpe de estado promovido pelo pessoal do presidente de má memória, foi apanhado na lista dos possíveis espiões do KGB. A vida tem destas coisas e agora o golpista na reforma tem a alcunha de camarada Taor. Enfim, há alcunhas que caem que nem uma luva.

O ex-presidente do CCB queixa-se de que houve uma limpeza nunca vista em Portugal. Ou o homem andou estas décadas distraído ou não falava de saneamentos e o CCB foi mesmo alvo de uma limpeza.

O novo Presidente da República escolheu o Vaticano para a sua primeira viagem. Como não há diplomacia religiosa num Estado laico e o Vaticano não pertence à troika, é de supor que Marcelo fez diplomação económica e muito em breve o papa vai imitar o antigo ministro da Economia Pires de Lima e passará a usar sapatos portugueses.

blog comments powered by Disqus