segunda-feira, março 21, 2016

Umas no cravo e outras na ferradura



  
 Jumento do dia
    
Passos Coelho, primeiro-ministro exilado em Massamá

Pois, o agora primeiro-ministro exilado em Massamá nunca interferiu nos negócios da banca, quem o fazia era o fundo de resolução e quem decidia tudo sem lhe dar conhecimento e ra o carlos Costa.

«O Expresso noticiou que António Costa e a empresária angolana, para ultrapassar o impasse no BPI, reuniram-se em Lisboa e terão conciliado posições com o grupo financeiro espanhol La Caixa, com a filha do Presidente de Angola a vender a sua participação no BPI aos espanhóis e o BPI a ceder as suas ações do banco angolano BFA a capitais angolanos.

Já no sábado, o vice-presidente do grupo parlamentar do PSD Leitão Amaro anunciou um pedido de esclarecimento e referiu que vão ser formuladas oito perguntas ao Governo socialista sobre as alegadas interferências nos negócios entre a empresária angolana Isabel dos Santos e o setor bancário.


"Aquilo que não é comum, e eu seguramente nunca o fiz no passado, é haver notícia pública de que haja uma intervenção direta do primeiro-ministro em assuntos que não são matéria de Governo", frisou Passos Coelho.» [DN]
  
blog comments powered by Disqus