quarta-feira, maio 15, 2013

50%


Agora que todos nos divertimos com as crendices cavaquianas e que sentimos que o país está mesmo entregue à protecção da Santinha da Ladeira é bom recordar que em Portugal o Presidente da República é escolhido em eleições onde tem de obter mais de metade dos votos, é bom recordar que Cavaco Silva não foi eleito uma vez mas sim duas. É bom recordar que quando foi eleito pela segunda vez os portugueses já sabiam dos seus negócios accionistas intermediados por Oliveira e Costa, bem como dos seus estranhos negócios imobiliários.
Mesmo sabendo disto e de muito mais, os portugueses escolheram Cavaco Silva para Presidente da República. Uma boa parte dos comentadores que hoje ganham dinheiro desancando em Cavaco Silva foram seus apoiantes ou tiveram o seu voto. Hoje nenhuma das muitas personalidades que apoiaram em Cavaco Silva aparecem em público defendendo-o, os apoiantes mais militantes despareceram, nem mesmo o Catroga vem em sua defesa, os apoiantes mais discretos já se mudaram de armas e bagagens e agora reduzem Cavaco a cinzas.
É bom que os portugueses comecem a entender que quando fazem escolhas terão de ser coerentes e assumirem as responsabilidades. É verdade que os políticos usam a mentira e com a maior das descontracções dizem que isso é absolutamente norma. Mas também é verdade que os nossos políticos são tão maus mentirosos que só se deixa enganar quem quer ser enganado.
Mais de 50% dos portugueses votaram para Presidente da República em alguém que esbanjou milhões de dinheiro, as fortunas que a CEE enviou não só não foram bem gastas como ainda tiveram efeitos perversos, em vez de modernizar o país criou uma economia de lucro fácil, em vez de promover empresários competentes protegeu os menos capazes, em vez de criar uma nova geração de gente qualificada deu lugar a uma elite corrupta.
Toda a gente conhece o cavaquismo, a imoralidade e corrupção que grassa no meio daqueles que ficaram conhecidos por cavaquistas, há desde banqueiros corruptos a suspeitos de homicídio. OS portugueses conheciam-no e mesmo assim votaram nele, muitos do que hoje se divertem com as baboseiras sobre vacas ou sobre os conhecimentos de economia da Nossa Senhora de Fátima votaram nele, preferiram esta personagem de Boliqueime mais a dona Maria a candidatos de grande classe.
Muitos portugueses deviam estar num silêncio coerente com o seu voto pois têm agora o que merecem dado que sabiam muito bem em quem estavam votando, por causa deles e de outros que votaram nas legislativas estamos pagando uma pesada factura preenchida  por imbecilidade, brutalidade, incompetência. Eles não caíram do céu nem foi a Nossa Senhora de Fátima que os sugeriu, foram escolhidos pelos portugueses e no caso de Cavaco Silva foram necessários mais de 50% dos votos.
blog comments powered by Disqus